Publicidade

Estado de Minas ARTES CÊNICAS

Pandemia faz formandos do TU encerrarem curso com temporada virtual

Apresentações dos estudantes do Teatro Universitário da UFMG começam nesta sexta-feira. Cenas são individuais e inspiradas nos contos de Murilo Rubião


03/06/2021 04:00 - atualizado 02/06/2021 20:46

Bianca Freire na cena ''Portas que dão pra dentro'', que será transmitida no sábado (5/6)(foto: DIVULGAÇÃO)
Bianca Freire na cena ''Portas que dão pra dentro'', que será transmitida no sábado (5/6) (foto: DIVULGAÇÃO)

A partir desta sexta-feira (4/6), os estudantes do Teatro Universitário da UFMG (TU) encerram o ciclo de formação técnica em teatro com temporada virtual. As oito cenas curtas, que usam do audiovisual para tensionar a linguagem teatral, serão apresentadas até 19 de junho por meio do YouTube. Essa é a primeira vez que a formatura do curso ocorre no formato virtual.

Os alunos Akino Takeda, Bianca Freire, Gracielle Prado, Letícia de Almeida, Lori Moreira, Nanci Alves, Rafael Calú e Ricardo Gandra ingressaram no TU em 2018. Eles tiveram aulas presenciais por dois anos e estavam prestes a iniciar o terceiro e último quando a pandemia adiou o início do semestre, em março de 2020. De forma remota, as atividades foram retomadas em agosto, com diversas adaptações.

"Normalmente, o último semestre é a montagem de um espetáculo que serve como formatura", explica Nanci Alves. "Durante esse período, os alunos passam por todo o processo de montagem, como a dramaturgia, a produção e a divulgação. Infelizmente, a pandemia impossibilitou esse formato para a nossa turma. A gente teve que repensar o teatro e discutir como seria esse projeto", conta.

A solução encontrada foi cada aluno apresentar um trabalho individualmente. Juntos, eles decidiram que as cenas deveriam ter livre inspiração nos contos do escritor Murilo Rubião, e ainda assim reforçar o caráter autoral e experimental da encenação.

"Quando tudo já estava quase preparado, a gente ainda acreditava que seria possível gravar nas dependências do TU, no câmpus da UFMG. A gravação aconteceria em abril, quando foi decretada a onda roxa em Minas e a gente precisou recuar. Foi nesse momento que tomamos a decisão de cada um gravar sua cena em casa", conta a formanda.

"''x-ator'' é a aposta de Rafael Calú, que será apresentada em 18 de junho (foto: DIVULGAÇÃO)

EM FAMÍLIA

A UFMG disponibilizou para eles equipamentos de gravação, captação de som e iluminação. Também foram promovidas oficinas para eles operarem os materiais da forma correta.

Nanci Alves destaca que o processo criativo foi conduzido pelos próprios alunos em diálogo com os professores, estagiários, produção e equipe técnica. Uma ajuda inesperada e fundamental foi a dos familiares e amigos. Para a sua cena, intitulada "Cidade muda", que vai ao ar em 13 de junho, ela contou com a ajuda do marido, que operou a iluminação; da filha, que fez a maquiagem; e da sobrinha, que filmou.

"O meu quarto foi transformado em espaço cênico. A iluminação que a gente usou mudou a cara dele. Tínhamos cinco dias para filmar, sendo dois de ensaio e três de gravação. Foi desafiador, ainda mais no meu caso. A minha cena se passa em um prostíbulo e teve que ser filmada à noite", conta.

A primeira cena, "Todos os rios desembocam no mar", de Akino Takeda, vai ao ar nesta sexta-feira (4/6), às 20h. No sábado (5/6), no mesmo horário, é a vez de "Portas que dão para dentro", de Bianca Freire. Já no domingo (6/6), também às 20h, ocorre a transmissão de "Maria intangível", de Gracielle Prado. Depois da estreia, todas elas ficam disponíveis no YouTube por tempo indeterminado.

No domingo (6/6), Gracielle Prado encena 'Maria intangível'(foto: DIVULGAÇÃO)
No domingo (6/6), Gracielle Prado encena 'Maria intangível' (foto: DIVULGAÇÃO)

OFICINAS

Além das cenas, o TU também promove três oficinas on-line e gratuitas ao longo de junho. A primeira delas, intitulada "Questões dramatúrgicas no projeto Rubião do Teatro Universitário", começa nesta sexta (4/6) e vai até a próxima terça (8/6). A segunda, "Voz e música na cena – Em tempos remotos", ocorre entre 11 e 14 de junho. A terceira e última, "O caminho da luz entre a cena, as lentes e os olhos do espectador", ocorre entre 18 e 21 de junho. As oficinas são abertas ao público mediante inscrição.

PROGRAMAÇÃO

> SEXTA (4/6), às 20h
."Todos os rios desembocam no mar", 
de Akino Takeda

> SÁBADO (5/6), às 20h
."Portas que dão pra dentro", de Bianca Freire

> DOMINGO (6/6), às 20h
."Maria intangível", de Gracielle Prado

> SEXTA (11/6), às 20h
."Três nomes", de Letícia de Almeida

> SÁBADO (12/6), às 20h
."Por acaso você gosta de carne de coelho?", de Lori Moreira

> DOMINGO (13/6), às 20h
."Cidade muda", de Nanci Alves

> SEXTA (18/6), às 20h
."Ex-ator", de Rafael Calú

> SÁBADO (19/6), às 20h
."Pra ver estrelas coloridas", 
de Ricardo Gandra

FORMATURA TEATRO UNIVERSITÁRIO UFMG
Desta sexta (4/6) a 21 de junho, com programação on-line e gratuita por meio do canal no YouTube do Teatro Universitário UFMG. Mais informações e link para inscrição nas oficinas no Instagram do TU 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade