Publicidade

Estado de Minas

Curiosidades da Serra do Caraça são desvendadas em programa especial

Viagem de D. Pedro II e Teresa Cristina rumo a santuário erguido no século 18 é refeita 140 anos depois por equipe do "Globo repórter"


13/05/2021 04:00 - atualizado 13/05/2021 08:01

(foto: Globo/ Divulgação)
(foto: Globo/ Divulgação)

Cento e quarenta anos depois, a viagem do imperador dom Pedro II e da imperatriz Teresa Cristina rumo a Minas Gerais é refeita pelo “Globo repórter”. No programa desta sexta-feira (14/5), logo após a novela “Império”, a equipe percorre de trem estradas esquecidas, contempla cachoeiras, atravessa rios a cavalo, aquedutos de pedra e praias de areia fina até chegar ao Santuário do Caraça, distante duas horas de Belo Horizonte e erguido no século 18. Os 10 mil hectares de floresta protegida são cercados com alta diversidade de vida selvagem, incluindo cervos, aves, onças, antas e o lobo-guará, símbolo do parque. Trechos do diário feito por dom Pedro II durante essa viagem também estão presentes na atração, intercalados aos cenários que encantaram o imperador: o canto das aves, as espécies de flores e plantas que só existem nessa região, incluindo uma com cheiro de tutti-frutti, as espécies de anfíbios e répteis encontradas apenas em grandes altitudes e o enorme rosto que se forma nas montanhas e dá nome à serra: Caraça.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade