Publicidade

Estado de Minas SÉRIE

Comédia ''Galera FC''revela as catimbas de jovem astro do futebol em crise

Maicon Rodrigues interpreta Elton Jr., que faz de tudo para romper contrato milionário na Europa e voltar para o Brasil. Diretor garante que roteiro é ficção


09/05/2021 04:00 - atualizado 07/05/2021 20:14

 Elton Jr. (Maicon Rodrigues) contraria família e empresários ao desistir do contrato milionário com um time da Inglaterra(foto: Warner/TNT/divulgação )
Elton Jr. (Maicon Rodrigues) contraria família e empresários ao desistir do contrato milionário com um time da Inglaterra (foto: Warner/TNT/divulgação )

A crise de identidade de um superastro do futebol mundial no auge da carreira é retratada na série de humor “Galera FC”, produzida por A Fábrica em parceria com a Warner Media. O ator Maicon Rodrigues interpreta Elton Jr., camisa 10 de um clube inglês que decide voltar para o Brasil depois de desmaiar durante o jogo. Em vez de focalizar na bola dentro das quatro linhas, o seriado brinca com a realidade de jovens atletas vendidos para o exterior, às voltas com fama, luxo e muito dinheiro.

A primeira temporada de “Galera FC” estreia nesta segunda-feira (10/5), às 21h30, com episódio duplo no canal TNT. Elton Jr. joga no time britânico comandado por um milionário russo. Quando leva uma bolada no rosto, perde a consciência e sonha com o pai, já falecido. Ao acordar, ele decide pendurar as chuteiras.

''Tudo bem que a gente tem músicos famosos e atores que vivem em Hollywood, mas o grande astro global brasileiro é o jogador de futebol''

Luiz Noronha, diretor



CONTRATO

Humor e pitadas de drama marcam os oito episódios da série dirigida por Luiz Noronha e Cláudia Castro. Mãe, irmão, amigos e o empresário de Elton Jr. tentam impedir de todas as formas que ele abandone os estádios, enquanto o craque apronta confusões no Brasil para forçar o rompimento de seu contrato milionário.

Durante entrevista coletiva virtual, Luiz Noronha afirmou que “Galera FC” é uma reflexão bem-humorada sobre o mundo das celebridades pop. “A rigor, essa história poderia acontecer com um astro do rock ou um ator de Hollywood. Tudo bem que a gente tem músicos famosos e atores que vivem em Hollywood, mas o grande astro global brasileiro é o jogador de futebol”, argumenta. “O menino que sai da pobreza no Brasil e vai para a Europa virar milionário é uma coisa que realmente acontece.”

O diretor garantiu que o protagonista Elton Jr. não é inspirado em Neymar Jr ou outros craques. “Por incrível que pareça, essa coisa do jogador que vai para fora, entra em crise de identidade e quer voltar às origens é história quase comum no meio do futebol”, comentou.

No entanto, as relações familiares de Elton Jr. refletem a realidade. “Elas têm pitadas de histórias que a gente conhece de vários jogadores”, admitiu Noronha.

Entre esses craques está o carioca Adriano “Imperador”, titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2006. Ao perder o pai, o centroavante enfrentou conflitos emocionais, deixou a Inter de Milão, na Itália, e voltou ao Brasil ainda no auge. Passou por alguns clubes brasileiros, mas acabou abandonando os campos precocemente.

“A história do Adriano é a mais famosa do jogador que larga tudo e volta para o Brasil, mas não é a única. Isso ocorre em vários lugares do mundo, há vários outros exemplos”, ressaltou Luiz Noronha.

Ao deparar com o universo dos supercraques, a codiretora Cláudia Castro ficou intrigada com a vida pessoal dos atletas que atuam no exterior. “Eles levam as famílias e um pouco do Brasil para todos os lugares, na tentativa de se manterem enraizados. Vai pra Barcelona, por exemplo, e leva a família toda: o pai, a mãe, o cachorro, o periquito”, comentou Cláudia. “O interessante na série é esse núcleo (familiar) que se mantém fechado.”

Além dos parentes, há os “parças”. Os de Elton Jr. se chamam Truco (Bernardo Marinho) e Pança (Léo Bahia). Inspirados em amigos que moram com os craques de verdade no exterior e são sustentados por eles, dos dois trazem alívio cômico para a narrativa.

“Esses personagens poderiam facilmente ser estereotipados, mas o texto veio com muita humanidade, cheio de camadas”, adiantou o ator Léo Bahia. “Truco e Pança são uma dupla, mas funcionam numa certa oposição. Meu personagem é mais marrento, vaidoso, o stylist (do Elton Jr.). Enquanto o personagem do Léo é mais aberto e cozinha”, descreveu Bernardo Marinho.

Cláudia Castro comentou que a dupla de “parças” se encaixou perfeitamente no projeto. “Bernardo e Leo são máquinas de fazer piadas. Atores muito talentosos, sabem tudo de comédia.”

A repórter Carolina (Carol Garcia) não se rende ao machismo no jornalismo esportivo(foto: Warner/TNT/divulgação)
A repórter Carolina (Carol Garcia) não se rende ao machismo no jornalismo esportivo (foto: Warner/TNT/divulgação)


NAMORADA

O jornalismo esportivo e o universo da internet também ganharam destaque em “Galera FC”. Há Sarah Jane (Natália Rosa), a namorada de Elton Jr., influenciadores digitais e a frenética busca por engajamento em torno das celebridades.

A série ironiza a euforia midiática em torno dos craques. Contra a vontade, a repórter Carolina (Carol Garcia) é encarregada de cobrir a volta do jogador ao país. A personagem representa a recente ascensão feminina no universo machista do futebol e do jornalismo esportivo.

“Na verdade, a Carolina queria fazer outro trabalho e usa a função dela no esporte para descobrir as coisas. Não necessariamente o lance do jogador, a bolada que ele levou, mas de onde veio a mansão, o dinheiro dele, por que voltou para o Brasil”, comentou a atriz.

Com humor, mesas-redondas futebolísticas, atração de praticamente todas as emissoras de TV, abrem e fecham os episódios. Joaves Nunes, Victor Leal e Ricardo Pipo, atores da Companhia de Comédia Os Melhores do Mundo, fazem uma espécie de caricatura desses debates marcados por opiniões ácidas e intrigas entre os comentaristas.

“A gente queria usar o grupo (Os Melhores do Mundo) justamente pela intimidade entre eles e pelo jogo dos atores em cena. Ficou superlegal”, contou Luiz Noronha. A mesa-redonda funcionará como uma espécie de “coro grego”, comentando a ação dos personagens e relembrando cenas anteriores.

“Muitas vezes, os comentaristas não têm o que falar durante o dia inteiro, não há assunto suficiente. Então, eles brigam, implicam uns com os outros. As (mesas-redondas) mais folclóricas, que todo mundo conhece, foram uma fonte de inspiração. Alguns canais assumem a falta de assunto e a mesa-redonda vira uma esculhambação”, afirmou Noronha.

COVID Gravada antes da disseminação da pandemia, “Galera FC” teve o lançamento adiado devido ao prolongamento da crise sanitária. Silvia Fu Elias, diretora de conteúdo da Warner Media/TNT, acredita que este é o momento ideal para a estreia. “Nada como a comédia para a gente dar uma desligada do mundo, relaxar e poder se divertir”, disse ela.

A segunda temporada da série já está confirmada, mas sem previsão de lançamento, informou Silvia Elias.

“GALERA FC”
Estreia segunda-feira (10/5), às 21h30, no canal TNT. O primeiro episódio será disponibilizado gratuitamente no YouTube. Exibição de novos capítulos às segundas-feiras.

* Estagiário sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade