Publicidade

Estado de Minas TEATRO

''Guardiões - Um conto de cordel'' apresenta lendas brasileiras à criançada

Coletivo Roof buscou no Nordeste inspiração para a peça on-line estrelada pela Cuca, Lobisomem e Mula sem Cabeça. Temporada gratuita vai até 25 de abril


18/04/2021 04:00

Espetáculo surgiu de pesquisas do Coletivo Roof sobre a cultura nordestina (foto: Edson Degaki/divulgação)
Espetáculo surgiu de pesquisas do Coletivo Roof sobre a cultura nordestina (foto: Edson Degaki/divulgação)

O espetáculo infantil “Guardiões – Um conto de cordel”, do Coletivo Roof, recorre ao folclore para estimular a imaginação das crianças, trancadas em casa durante o isolamento social imposto pela pandemia. A temporada virtual estreia neste domingo (18/4), com apresentações gratuitas até 25 de abril.

A peça é inspirada em “Guardiões do tempo”, texto de Luan Carvalho. Na trama, a curiosa Nina descobre um baú misterioso na casa da avó. Ao abri-lo acidentalmente, a menina liberta lendas e seus personagens – Lobisomem, Mula sem Cabeça e Cuca –, tomando contato com histórias que desconhecia. Nessa jornada pelo “sertão da fantasia”, ela aprende sobre o verdadeiro poder da amizade.

TABLET

A linguagem, o figurino e o cenário são inspirados no cordel, com a proposta de apresentar a cultura popular brasileira às crianças e suas famílias. “Esse primeiro contato pode despertar a curiosidade para elas correrem atrás (das histórias). Aí, aproveitam o tablet e o smartphone para pesquisar e buscar outras lendas, porque são muitas mesmo”, diz a coreógrafa e atriz Renata Toledo.

Interpretar a Mula sem Cabeça foi “uma experiência incrível”, revela a integrante do Coletivo Roof. “Fizemos uma busca para conhecer todas as lendas. Não só eu, como todos os atores, fomos atrás dessas histórias”, diz Renata.

Criado em 2019, o coletivo paulista, especializado em espetáculos infantojuvenis, acredita no poder da imaginação para formar adultos criativos. Viabilizada pela Lei Aldir Blanc, a temporada on-line de “Guardiões” marca a volta do Roof à cena.

“Em 2020, quando estourou a pandemia, fizemos um grupo de estudos on-line e nos aprofundamos em cordel, Ariano Suassuna, teatro armorial e outras linguagens”, conta Renata Toledo. A partir desses encontros virtuais, o coletivo decidiu homenagear a cultura nordestina de forma leve, por meio da fantasia. Surgiram novos personagens, cenários e figurinos. A dramaturgia do espetáculo que estreia hoje é assinada por Bruno Eustáquio, também diretor artístico da montagem.

A produção começou em 2020, com o auxílio de uma equipe especializada para adaptar a peça ao formato virtual. Renata não esconde a expectativa em relação à estreia. “Estamos ansiosos, parecia que este dia nunca chegaria. Estamos loucos para renascer dessa forma (virtual)”, comenta.

“Infelizmente, o teatro e outras linguagens artísticas não são o programa preferido das famílias. Já que neste momento não podemos alcançar as pessoas presencialmente, levamos a arte para dentro das casas. A intenção é despertar o interesse para que depois elas venham para o teatro”, afirma a atriz.

Outra proposta do Roof é oferecer alternativa às crianças, cada vez mais ligadas às novas mídias digitais. “Não apenas o nosso espetáculo, mas todo o movimento artístico on-line, está abrindo a possibilidade para que o público (infantojuvenil) tenha acesso ao teatro e reconheça esta arte”, conclui Renata Toledo.

“GUARDIÕES  – UM CONTO DE CORDEL”
Peça infantojuvenil do Coletivo Roof. Hoje (18/4) e dias 24 e 25 de abril, às 11h e às 16h. Gratuito. 
Transmissão no canal do grupo no YouTube (https://www.youtube.com/coletivoroof)

* Estagiário sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade