UAI
Publicidade

Estado de Minas ANTENA

Série relata histórias de sobreviventes do Holocausto que vivem no Brasil

Produção documental Nos campos do Holocausto estreia nesta quinta na TV Cultura e revela atrocidades do regime de Adolf Hitler


11/02/2021 04:00

(foto: TV CULTURA/DIVULGAÇÃO)
(foto: TV CULTURA/DIVULGAÇÃO)

A série documental Nos campos do Holocausto, produção nacional que mostra por meio de relatos, fotos e vídeos a história de pessoas que sobreviveram ao extermínio judeu provocado pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial e vieram construir uma nova vida no Brasil, estreia nesta quinta-feira (11/2), às 23h, na TV Cultura. No primeiro episódio, a emocionante trajetória do casal Miriam Brik e Ben Abraham, que se conheceram em solo brasileiro e, juntos, se dedicaram a contar as atrocidades do regime de Adolf Hitler. No documentário, Myriam relembra a invasão nazista em Lodz, na Polônia, cidade na qual morava com sua família quando criança: "Eu não estive em um campo de concentração porque, na nossa região ocupada, os alemães não mandavam para os campos, eles matavam lá mesmo. Na nossa cidade, eles mataram 25.658 pessoas”.

• • •

Ben Abraham, autor de 15 livros sobre o Holocausto, passou pela terrível experiência de ocupar o campo de concentração de Auschwitz. No local, onde foram exterminadas mais de 1 milhão de pessoas, Abraham passou cerca de duas semanas e foi forçado a se despedir de sua mãe. "Quando saímos dos vagões fechados, despedi-me de minha mãe e nunca mais voltei a vê-la. Uma mulher, que estava junto, disse que ela havia sido levada para a câmara de gás... No campo, chegavam diretores das fábricas alemãs e escolhiam prisioneiros para trabalho forçado na Alemanha. E eu fui mandado para Braunschweig, onde trabalhei na fábrica de Brunsvique", relembra o escritor.

COLÉGIO DO CARAÇA
PALESTRA

O Colégio do Caraça faz parte da história do Brasil, com conjunto arquitetônico e paisagístico tombado, além de ter sido formador de diversas personalidades do país, como Afonso Pena e Arthur Bernardes. Para abordar o assunto, o escritor e poeta Aluízio Quintão profere nesta quinta-feira (11/2) a palestra “Colégio do Caraça bicentenário – Relembranças e curiosidades”, na Academia Mineira de Letras. O vídeo estará disponível no YouTube da AML, a partir das 11h. O palestrante apresentará ao público desde surpreendentes aspectos históricos até sua relevância como patrimônio material, cultural e religioso. Também serão abordadas características e curiosidades da vida caracense, a participação de um dos padres na Revolução Liberal de 1842, o fascínio pelo latim e até o uso da palmatória.

LIVE
LULA RIBEIRO E AFFONSINHO

O Projeto Lula Ribeiro convida segue com as lives às sextas-feiras, a partir das 19h, sempre com convidados especiais. Amanhã (12/2), a participação será do cantor e guitarrista Affonsinho, ex- integrante do grupo Hanói-Hanói. No show, Lula Ribeiro cantará músicas do seu mais recente CD, O amor é sempre assim, além de outras do seu repertório, e vai bater papo recheado de muitas canções com Affonsinho. Transmissão pelo Instagram @lularibeiro.

(foto: HBO/DIVULGAÇÃO)
(foto: HBO/DIVULGAÇÃO)

TRANSAMAZÔNICA
SÉRIE DOCUMENTAL

Com direção de Jorge Bodanzky e Fabiano Maciel, Transamazônica – uma estrada para o passado estreia nesta quinta-feira (11/2), às 21h, no canal HBO MUNDI. Em seis episódios, a produção brasileira mostra a história do projeto de construção e o estado atual da rodovia, além de detalhes sobre essa obra, iniciada durante o governo do presidente Emílio Garrastazu Médici, no fim dos anos 1960. Com o objetivo de unificar a nação, sua construção foi uma saga gigantesca e o maior exemplo das obras faraônicas do governo militar brasileiro. A estrada, que promoveria a integração nacional cortando o país de leste a oeste, ficou mais conhecida por ligar a fome do Nordeste com a miséria da Amazônia, e teve sua construção abandonada.

(foto: Rafael Motta/divulgação)
(foto: Rafael Motta/divulgação)

FILARMÔNICA
SERENATAS DE VERÃO

A Filarmônica de Minas Gerais realiza concerto de câmara na série Serenatas de verão, na Sala Minas Gerais, nesta quinta-feira (11/2), às 20h30. O concerto será transmitido ao vivo pelo canal da orquestra no YouTube (fil.mg/youtube), sem a presença de público. No programa, os músicos Rommel Fernandes (violino), André Geiger (contrabaixo), Marcus Julius Lander (clarinete), Rafael Alberto (percussão) e a musicista Ayumi Shigeta (piano) interpretam Serenata, de Schnitike; Cássia Lima (flauta), Jovana Trufanovic (violino) e Gilberto Paganini (viola) interpretam Serenata em ré maior, op. 25, de Beethoven; e os músicos Rodrigo de Oliveira (violino), João Carlos Ferreira (viola) e Robson Fonseca (violoncelo) executam Serenata para trio de cordas em dó maior, op. 10, de Dohányi.

DUO VERA CRUZ
POCKET SHOW

Nesta quinta-feira (11/2), às 19h30, André Siqueira (flauta) e Matheus Ribeiro (piano), compondo o Duo Vera Cruz, nome que remete à origem do Brasil e à emblemática canção de Milton Nascimento, farão pocket show com influências da atual música mineira e também do jazz moderno e do minimalismo com apresentação de músicas autorais. O espetáculo faz parte do projeto Gerais Cultura de Minas, do Memorial Vale, com transmissão nas redes sociais e site do museu.

(foto: Pedro J Márquez/DIVULGAÇÃO)
(foto: Pedro J Márquez/DIVULGAÇÃO)

ÚLTIMA FLORESTA
NO FESTIVAL DE BERLIM

A última floresta, de Luiz Bolognesi, foi selecionado para o Festival Internacional de Cinema de Berlim, na seção Panorama. É o único longa brasileiro escolhido. O diretor volta à mostra depois de exibir Ex-Pajé, em 2018. Bolognesi assina o roteiro com Davi Kopenawa, escritor, xamã e líder político ianomâmi. O filme denuncia o descaso com indígenas ao longo dos séculos, agravado no atual governo e com a pandemia de COVID-19. A produção, cuja estreia no Brasil está prevista para o segundo semestre, acompanha a rotina de um grupo ianomâmi que vive isolado, em um território ao norte do Brasil e ao sul da Venezuela, há mais de mil anos. O xamã Davi Kopenawa Yanomami busca proteger as tradições de sua comunidade e relatá-las para o homem branco que, segundo ele, nunca os viu, nem os ouviu. Ao mesmo tempo, eles lutam para que garimpeiros, que atuam ilegalmente no território, sejam retirados da região. Nesta quinta-feira (11/2), serão divulgados os filmes que vão disputar a principal premiação do festival, o Urso de Ouro.

(foto: Isabella Lanave/DIVULGAÇÃO)
(foto: Isabella Lanave/DIVULGAÇÃO)

MOSTRA DE TIRADENTES
CURTAS NA REDE MINAS

Produções cinematográficas que foram apresentadas na Mostra de Cinema de Tiradentes ganham espaço na programação da Rede Minas. A partir desta sexta (12/2), a emissora pública mineira exibe alguns desses títulos durante fevereiro. Amanhã, às 23h, curtas do Paraná, São Paulo, Pernambuco, Bahia e Ceará são apresentados, na Faixa de cinema. Os títulos Ela que mora no andar de cima, Você tem olhos tristes, Pega-se facção, 5 fitas e Noite de seresta estão na programação. Os filmes também podem ser vistos, no mesmo horário, no site redeminas.tv.

CIRCUITO INFANTIL
CORDEL, POEMAS E TEATRO

O Circuito Municipal de Cultura realiza, entre esta quinta (11/2) e domingo (14/2), a primeira edição da Mostra Infantil, que traz atividades voltadas especialmente para as crianças. Integralmente virtual e gratuita, a programação traz exibições de música, cordel e teatro de bonecos. Entre as atividades, uma oficina de bonecos articulados ministrada pelos mineiros do Grupo Pigmalião Escultura que Mexe, com o uso de objetos descartados. Quem abre a programação é Mari Bigio, artista de Pernambuco com 13 anos de carreira, que atua como cordelista, contadora de histórias, cantora, compositora e radialista. Às 11h, será exibido o vídeo em que ela apresenta o cordel Lampião lá do sertão. Informações e programação completa em www.circuitomunicipaldecultura.com.br.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade