Publicidade

Estado de Minas AUDIOVISUAL

Galpão lança nesta segunda (11/1) webdocumentário inspirado em Outros

Dividido em 6 episódios, A gente pode tudo pelo menos por enquanto revela processo criativo de espetáculo que fala sobre falência do sistema, exaustão e ruína


11/01/2021 04:00 - atualizado 11/01/2021 07:49

Cena do espetáculo Outros, que inspirou o webdocumentário A gente pode tudo pelo menos por enquanto, dirigido por Luiz Felipe Fernandes. Iniciativa do Galpão quer reencontrar, mesmo que virtualmente, seu público (foto: FOTOS: LUIZ FELIPE FERNANDES/DIVULGAÇÃO)
Cena do espetáculo Outros, que inspirou o webdocumentário A gente pode tudo pelo menos por enquanto, dirigido por Luiz Felipe Fernandes. Iniciativa do Galpão quer reencontrar, mesmo que virtualmente, seu público (foto: FOTOS: LUIZ FELIPE FERNANDES/DIVULGAÇÃO)
Lançado em outubro de 2018, Outros, 24º espetáculo do Grupo Galpão, acabou se tornando também a última montagem inédita da companhia mineira desde o início da pandemia da COVID-19. A estreia de Quer ver escuta, prevista para 3 de abril, no Festival de Teatro de Curitiba, obviamente teve que ser adiada. Nestes 10 meses fora dos palcos, o grupo tem apresentado uma série de projetos virtuais.

Com lançamento nesta segunda (11/1) no canal do YouTube do Galpão, o webdocumentário A gente pode tudo pelo menos por enquanto é mais uma iniciativa do grupo de reencontrar, ainda que virtualmente, seu público. Dirigido por Luiz Felipe Fernandes, realizador que acompanha o Galpão há muitos anos, o documentário mostra o processo de montagem e as estreias de Outros em Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro. São seis episódios, cada um com cerca de 15 minutos, que serão lançados às segundas e quintas-feiras até 28 de janeiro.

“Já faz muito tempo que escrevo e reescrevo mentalmente esta carta para você. E mesmo com muito pra dizer, eu vou deixando pra depois. Somos tão iguais e diferentes. Conta alguma coisa não só sobre você, mas sobre os outros, sobre a vida, sobre uma incrível descoberta da ciência, sobre o menor beija-flor do mundo, sobre um outro tempo, sobre mim, sobre eles, sobre nós”. Com as cortinas fechadas, a fala acima, do ator Paulo André, introduz o documentário.

Outros, segunda montagem consecutiva dirigida por Márcio Abreu (que em 2016 lançou Nós com o Galpão), propôs reflexão sobre um momento de falência do sistema, de exaustão e ruína. Pouco mais de dois anos da estreia do espetáculo, e diante da peste que assola o mundo, a virulência da montagem, que tem uma força grande tanto na palavra quanto na linguagem corporal, permite outra visão.

“Foi um espetáculo que colocou nossa perplexidade diante do mundo. É engraçado, mas a leitura da peça muda demais com a mudança do contexto”, comenta o ator Eduardo Moreira. Para o webdocumentário, Luiz Felipe Fernandes trabalhou com 150 horas de imagens que ele havia captado durante todo o processo.

Para nortear os seis episódios, foram definidos temas-chave, como impossibilidade de comunicação, de locomoção, busca pelo outro, escuta do outro e poesia. Todo o registro é de 2018. De acordo com Moreira, somente uma sequência, rodada com o Galpão vazio, foi realizada atualmente. “A ideia era mostrar como o espaço de criação do grupo se esvaziou durante a pandemia.”
Atriz do Galpão, Teuda Bara participou de Outros, em 2018. Agora, diante da pandemia, montagem permite outra visão
Atriz do Galpão, Teuda Bara participou de Outros, em 2018. Agora, diante da pandemia, montagem permite outra visão

VOLTA AOS PALCOS 
Além desse documentário, o Galpão lançou nos últimos meses o filme Éramos em bando, dirigido por Marcelo Castro, Pablo Lobato e Vinícius de Souza, e a série Histórias de confinamento. Os atores também vêm apresentando, em suas redes sociais, entrevistas e conversas sobre a trajetória do grupo.

“Tentamos nos ocupar para manter a chama do trabalho acesa entre nós”, continua Moreira, que acredita que no primeiro semestre, na impossibilidade de voltar aos palcos, o grupo pretende criar outras iniciativas virtuais. O Galpão começa este ano com a agenda em suspenso, mas com a garantia de continuidade das atividades. O grupo fechou para 2021 patrocínios com as mineradoras AngloGold Ashanti e Vale.

A GENTE PODE TUDO 
PELO MENOS POR ENQUANTO
Webdocumentário sobre o Grupo Galpão dirigido por Luiz Felipe Fernandes. Estreia nesta segunda (11/1), às 19h, no youtube.com/grupogalpao. Novos episódios serão lançados às segundas e quintas, também às 19h. Disponível até 11 de fevereiro


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade