Publicidade

Estado de Minas MAIS UMA RODADA

Festival Internacional de Cerveja e Cultura aposta em versão remota

Evento inicia nesta segunda (14) sua edição 2020, com programação transmitida via internet, incluindo debate sobre impacto da pandemia no setor


14/09/2020 04:00


Depois de seis edições, o Festival Internacional de Cerveja e Cultura (FICC) ganha novo sobrenome para sua versão 2020, que começa nesta segunda-feira (14) e vai até o próximo sábado (19). Nesse período, o FICC Em Casa terá sua programação veiculada por plataformas digitais, contando com bate-papos sobre o mundo cervejeiro e apresentações musicais.

Todos os anos, o evento homenageia uma escola cervejeira. As referências já foram marcas do Reino Unido, Inglaterra, Bélgica, Alemanha, Estados Unidos. Neste ano, a estrela é o Brasil.

Cervejarias da capital mineira e de outras cidades do estado e do país participam. Alguns rótulos presentes são Laut Beer, Capa Preta, Albanos, Krug Bier, Sátira, Aloprados, Startup, Bragantina, Bruder, Wäls e Black Princess. As convidadas internacionais são a uruguaia Patricia Lager e a Lagunitas, de origem na Califórnia.

As performances serão abertas no Instagram do festival (@festivalficc) e em seu canal no YouTube (www.youtube.com/festivalficc). No cardápio musical, o prato principal será a live de encerramento do FICC Em Casa, a partir das 17h de sábado, com apresentações de quatro bandas e um DJ. 

A Singles Plays Pearl Jam, que comemora 20 anos de estrada, é a segunda a se apresentar. A abertura será feita pela banda residente do festival, Glasgow 9. Formada por Daniel Lima (vocais), Saulo Franco (guitarra), Juliano Bolson (bateria) e Dan Caetano (baixo), a Singles Plays Pearl Jam é licenciada pela trupe de Eddie Vedder para interpretar o repertório da banda norte-americana . 

"O FICC é um parceiro do rock na cidade. O público que aprecia as cervejas artesanais tem muito a ver com esse estilo musical. Muito mais que moda, a cena cervejeira em BH é um conceito", diz Daniel Lima. Para o show no festival, a banda convidou o guitarrista Dandan Gallagher e os ex-integrantes Tiago Borba (guitarra) e Christian Vilaça (bateria).

Os Marcianos, grupo formado há oito anos pelos músicos PJ, baixista do Jota Quest, e Kiko Peres, guitarrista e fundador do Natiruts, junto a Xande Tamietti e Adriano Faquine, ex-parceiro de Cássia Eller, convocam especialmente o cantor Rogério Flausino para se unir a eles no show a ser transmitido via internet.
 

TRIBUTO

A live terá também um tributo aos 75 anos de nascimento de Bob Marley (1945-1981). A Bob Malas homenageia o rei do reggae com uma formação que tem PJ (mais uma vez), Henrique Portugal, do Skank, o baterista Glauco Mendes, do Pato Fu, o vocalista Mateus Gontijo, da banda Terral, Leo Lachini, ex-guitarrista do Tianastácia, e a cantora Nêga Kelly.

Para os amantes do blues, uma boa pedida é a live da banda mineira Audergang, que recepciona o saxofonista e clarinetista holandês Ben Mendes, na sexta (18).

PJ conta que já era frequentador do FICC. No ano passado, seu filho se apresentou no festival com sua banda. "Acredito que é para a galera mais alternativa, inteirada, que gosta de música, cultura e estava carente de eventos assim. Não é o perfil dos baladeiros. Acho muito legal", diz.

A vertente gastronômica do festival contará com o Cozinha Show: FICC Burger Beer, na quinta (17). Djalma Victor (Mestres do Sabor e OssO – Mind The Bones) e Paulo Vasconcellos (OssO, Bravo Catering e Seu Burger) são os chefs convidados para fazer um hambúrguer com molho à base de cerveja. Marcelo Wanderley, criador do Fuegos Festival, é o mediador do encontro. A live contará também com a presença de Célio Gutstein (Wäls Cervejaria) e da cantora e compositora Gabi Mello.

A baixa gastronomia também estará representada. A Live de Boteco, nesta terça (15), terá a presença de Nenel Neto, Bolota e Bruno Vilaça, do Butecos do Coração, projeto criado durante a pandemia do novo coronavírus para apoiar financeiramente estabelecimentos do ramo, fortemente afetados pela quarentena. A transmissão tem como atração o músico Maurinho Berrodágua.

"A expectativa é grande. Vamos falar da cultura dos botecos, contar casos e histórias, um bate papo com bom humor e alegria", diz Nenel. O Butecos do Coração reúne hoje 13 estabelecimentos em BH, que precisaram encontrar soluções criativas para sobreviver à pandemia.

Estão disponibilizadas para compra camisas inspiradas no futebol, com o escudo do projeto, o número do boteco que corresponde ao ano de criação e o nome, por R$ 50. O lucro será repartido entre eles. O link para encontrar as camisas no Sympla está no instagram @butecosdocoracao.

Sobre o atual movimento de reabertura dos bares na cidade, Nenel pontua que tudo deve ser feito com o pé no chão. "BH é um centro da alta cozinha, com grandes chefs, mas também é a cidade dos botecos", diz.

Outra ação é o tour gastronômico pelos Butecos do Coração. Especializado em gastronomia, o fotógrafo Victor Schwaner vai capturar os pratos típicos de cada um, com a intenção de criar um roteiro virtual, um book sobre os estabelecimentos.


OPORTUNIDADE

Eduardo Gomes é um dos criadores da Sátira, cerveja que surgiu em Belo Horizonte em 2015. Com presença certa no festival, a marca só não participou da primeira edição. "O FICC foi ganhando corpo com o tempo. É uma oportunidade de divulgar nossa cerveja, com uma abrangência de perfil de público, bem diversificado. É também um evento democrático, tem ligação com a cultura, a música, com espaço para pequenos produtores. Não é um evento convencional, só cerveja e pronto", diz o empresário.    

O FICC prevê a discussão de conteúdos paralelos, com temas relacionados a gastronomia, acessibilidade para eventos, assuntos relevantes e atuais do mercado cervejeiro, como a necessidade de adaptação do setor ao cenário pós-pandemia.

Os valores arrecadados pelo festival serão destinados ao Instituto Viva Down (@vivadown) e os projetos Salve a Graxa BH (@salveagraxabh) e Butecos do Coração (@butecosdocoracao). As pessoas que fizerem doações terão a chance de participar de um concurso cultural e concorrer a prêmios. 


CARDÁPIO

Confira a programação do evento
 
SEGUNDA (14), às 17h

» Live sobre acessibilidade e inclusão em eventos. Com Flávio Maia e David César

TERÇA (15), às 20h
 
» Live de Buteco. Com Nenel Neto (Baixa Gastronomia), Léo Bolota (Bolota's Bar), Bruno Vilaça (Butecos do Coração) e Maurinho Berrodágua

QUARTA (16), às 18h

» Mesa redonda cervejeira/webinar

QUINTA (17), às 20h

» Cozinha Show - FICC Beer Burguer: chef Djalma Victor (Mestres do Sabor e OssO Mind the Bones), chef Paulo Vasconcelos (Seu Burger), Marcelo Wanderley (Fuegos Festival), Célio Gutstein (Wäls Cervejaria) e Gabi Mello

SEXTA (18), às 20h

»  Live de Blues: Banda Audergang convida o saxofonista e produtor musical Ben Mendes 

SÁBADO (19), a partir das 17h

» Glasgow 9 (banda residente do FICC), às 17h
» Singles Palys Pearl Jam (especial 20 anos), às 17h20
» Os Marcianos (com o convidado Rogério Flausino), às 19h30
» Bob Malas (tributo a Bob Marley), às 22h
» DJ Jaka comanda os intervalos


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade