Publicidade

Estado de Minas

Direto de casa, Caco Ciocler encena monólogo Medusa

Ator interpreta a tentativa desesperada de um homem de meditar em meio ao caos urbano


29/07/2020 04:00

(foto: Caio Gallucci/Divulgação)
(foto: Caio Gallucci/Divulgação)
Caco Ciocler encena Medusa (Ator interpreta a tentativa desesperada de um homem de meditar em meio ao caos urbano) nesta quarta-feira (29), às 21h30, direto de sua casa, na série Teatro #EmCasaComSesc, transmitida pelo youtube.com/sescsp e instagram.com/sescaovivo. Originalmente, o monólogo é parte do espetáculo Fluxorama, com direção de Monique Gardenberg e texto de Jô Bilac, composto por quatro peças curtas – Amanda, José Guilherme, Valquíria e Medusa, esta última sugerida por Gardenberg ao autor, quando convidada para dirigir a primeira encenação. Ciocler interpreta a tentativa desesperada de um homem de meditar em meio ao caos urbano. Ao tentar esvaziar a mente, a questão do sentido na vida se coloca em seu caminho. A peça oferece uma reflexão – cômica e ao mesmo tempo dramática – a respeito do homem contemporâneo e sua existência num mundo em aceleração.

ELES NÃO USAM BLACK-TIE
QUARTA DE CINEMA
(foto: CURTA!/DIVULGAÇÃO)
(foto: CURTA!/DIVULGAÇÃO)

O longa Eles não usam black-tie (foto), de Leon Hirszman, é a atração da faixa Quarta de cinema, que o Curta! exibe às 21h. O filme trata de conflitos, contradições e anseios da classe trabalhadora no final dos anos 1970, com a ditadura militar em crise. Baseado em peça homônima de Gianfrancesco Guarnieri escrita duas décadas antes, a produção adota uma narrativa realista que situa, em polos antagônicos, a esperança na ação coletiva e a aposta nas saídas individuais como alternativas de vida para os trabalhadores. Em torno do conflito entre o pai sindicalista, Otávio (Guarnieri), e o filho alienado, Tião (Carlos Alberto Ricelli), constrói-se a trama comovente que aborda os efeitos da luta pela sobrevivência no seio da família operária. O filme recebeu vários prêmios, entre os quais se destaca o Leão de Ouro no Festival de Veneza de 1981.

CIRCUITO EM CASA
ATRAÇÕES

A programação desta quarta-feira (29) do Circuito em Casa, com conteúdos produzidos por artistas de BH, começa às 12h, com o vídeo tutorial Direitos autorais nas redes sociais – Ação formativa. Mais tarde, às 18h, o quinto episódio da série Link de mestre conta a história dos luthiers Elias de Souza Aguiar, morador do Bairro Regina, e Jairo Gomes, do Bairro Santa Rita. Já às 19h, a oficina “A margem da escrita” será focada em dois assuntos: palavra (texto) e ação (performance). Com a participação de três integrantes do coletivo Afrolíricas, a aula evidencia a importância dos conceitos africanos, o trabalho da voz e a liberdade textual. Para fechar, às 20h, celebrando seus 10 anos de atuação, o Coletivoz realiza edição virtual do projeto, com poetas, escritores, performers, slammers e artistas de periferias da Grande BH. Transmissão pelas redes sociais da Fundação Municipal de Cultura. Informações: www.circuitomunicipaldecultura.com.br.

FOTOGRAFIAS HISTÓRICAS
ACERVO ON-LINE

O Acervo On-line do MUSEHUM – Museu das Comunicações e Humanidades, plataforma digital lançada pelo Oi Futuro, conta com mais de 3.800 itens inéditos em coleção, entre fotografias históricas, objetos e documentos. A maioria das peças apresentadas está sendo vista pela primeira vez pelo público, já que não integram a exposição permanente do museu, seja por cuidados de preservação ou por suas dimensões, que inviabilizam o transporte e a exibição física. O museu pode ser acessado pelo link: https://oifuturo.org.br/espacos/musehum/.

HOMENAGEM AO BIGODE
FOR ALL – O TRAMPOLIM DA VITÓRIA

O Canal Brasil exibe o filme For all – O trampolim da vitória nesta quarta-feira (29), às 23h45, em homenagem aos 75 anos do diretor Luiz Carlos Lacerda, o Bigode, comemorados em 15 de julho. No longa, as notícias da Segunda Guerra Mundial chegam ao Rio Grande do Norte pela rádio, em 1943. A base americana de Parnamirim Field, em Natal, recebe 15 mil soldados, que vão se juntar aos 40 mil habitantes da cidade. Para a população local, a chegada dos militares norte-americanos alimenta fantasias de progresso material e romances.

CINEMA EGÍPCIO
MOSTRA

Começa nesta quarta-feira (29) e segue até o próximo dia 23 a 2ª Mostra de Cinema Egípcio Contemporâneo, que terá transmissão pelo site www.cinemaegipcio.com e integra as celebrações dos sete anos do CCBB-BH. São 24 títulos selecionados pelo produtor e curador Amro Saad, egípcio naturalizado brasileiro. As obras foram realizadas entre 2011 e 2019 e revelam uma nova geração de cineastas egípcios em documentário e ficção de diversos gêneros, da comédia ao terror. Destaque para Joana d'Arc egípcia, O elefante azul 2, Saída para Sol e Caos e desordem.
Para uma imersão completa, o público poderá ainda fazer visita virtual à exposição sobre o Egito Antigo, realizada pelo Centro Cultural Banco do Brasil, no http://www.culturabancodobrasil.com.br/.

LIVES DO DIA

PARA SEMPRE VINICIUS
(foto: Daryan/DIVULGAÇÃO)
(foto: Daryan/DIVULGAÇÃO)

Wanda Sá (foto) estreia a live Para sempre Vinicius de Moraes, homenagem a um dos maiores poetas do Brasil. A cantora fará um passeio pelos grandes sucessos do compositor e contará histórias que viveu ao seu lado. Entre as músicas, estarão Se todos fossem iguais a você, Eu sei que vou te amar (compostas em parceria com Tom Jobim), Pela luz dos olhos teus e Samba da bênção (com Baden Powell), entre outras. A apresentação de Wanda Sá terá participação especial de sua filha, Isabel Lobo, atriz e cantora de musicais, que mostrará a primeira parceria com seu pai, Edu Lobo. A transmissão será às 19h, no Instagram Sesc Ao Vivo e no YouTube do Sesc São Paulo.

EMANUELLE ARAÚJO
(foto: UBC/Divulgação)
(foto: UBC/Divulgação)

Os baianos Manno Góes e Emanuelle Araújo (foto) participam de live da UBC nesta quarta-feira (29), às 16h, em iniciativa para promover a campanha Juntos pela Música. O músico e escritor vai entrevistar a cantora compositora e atriz, que ficou conhecida em 1999, após substituir Ivete Sangalo como vocalista da Banda Eva, na qual permaneceu até 2002. Em 2004, a artista fundou a banda de samba-rock Moinho (com Lan Lan e Toni Costa), da qual é vocalista atualmente. Como atriz, participou de Órfãos da terra, A lei do amor, Malhação: Sonhos, Gabriela e Cordel encantado. A transmissão será pelo Instagram (http://www.instagram.com/ubcmusica/).

FRED NATALINO

O pianista Fred Natalino, conhecido por arranjos executados por orquestras em todo o país, é convidado do maestro Felipe Magalhães na live Dando Corda da Orquestra Sesiminas Musicoop, nesta quarta (29), às 21h30, com transmissão pelo Instagram (@orquestrasesiminasmusicoop). O pianista já dividiu trabalhos com Milton Nascimento, Ivan Lins, Elba Ramalho, Gal Costa, Leila Pinheiro, Luiz Melodia e Carlinhos Brown. Em 2017, foi solista na peça Rhapsody in blue, de George Gershwin, sob a regência do maestro Silvio Viegas.

PRÊMIO BDMG CULTURAL

Nesta quarta-feira (29), às 19h, será transmitida pelo perfil da Fundação Clóvis Salgado (FCS) no Instagram a live sobre o 6º Prêmio BDMG Cultural/FCS de Estímulo ao Curta-Metragem de Baixo Orçamento. Bruno Hilário, gerente de cinema da FCS, e Paulo Proença, assessor de comunicação do BDMG Cultural, participam do debate e tiram dúvidas sobre os desafios e novos modos de produção cinematográfica durante o isolamento social. O edital tem o objetivo de premiar e estimular a cadeia produtiva voltada para profissionais independentes no cenário audiovisual mineiro que foram afetados pela pandemia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade