Publicidade

Estado de Minas MúSICA

Show virtual celebra festa de 80 anos de Ringo Starr

Ex-Beatle 'reuniu' amigos a partir de Los Angeles, relembrando sucessos da banda. Arrecadação foi destinada a organizações como Black Lives Matter


postado em 09/07/2020 04:00

No dia em que comemorou o aniversário virtualmente relembrando sucessos dos Beatles, Ringo Starr visitou a escultura Paz e amor, em Los Angeles (foto: KEVIN WINTER/AFP)
No dia em que comemorou o aniversário virtualmente relembrando sucessos dos Beatles, Ringo Starr visitou a escultura Paz e amor, em Los Angeles (foto: KEVIN WINTER/AFP)
O lendário baterista dos Beatles, Ringo Starr, comemorou seu 80º aniversário na noite de terça-feira (madrugada de ontem no horário brasileiro) com um evento virtual, no qual várias celebridades o acompanharam cantando clássicos do quarteto de Liverpool e que serviu para arrecadar fundos para várias organizações, incluindo Black Lives Matter.

Muitos fãs ficaram desapontados porque esperavam uma reunião virtual entre Starr e outro sobrevivente dos Beatles, Paul McCartney, mas o que eles receberam foi um vídeo de arquivo de ambos cantando Helter skelter.

Normalmente, o músico britânico reúne centenas de músicos e fãs a cada aniversário, mas a pandemia o forçou a mudar a tradição. "Como muitos de vocês sabem, eu gosto de uma boa festa de aniversário... Mas este é um ano ruim para organizar qualquer tipo de reunião", disse o músico britânico, sentado atrás de um baterista com uma máscara colorida adornada com o sinal da paz.

"Então, eu estou comemorando com meus amigos de uma maneira nova neste ano... Teremos de manter distância devido ao coronavírus". Celebridades amigas, de Sheryl Crow e Kenny Loggins ao cineasta David Lynch, gravaram homenagens em vídeo, enquanto Starr apresentou sucessos do catálogo dos Beatles e de sua autoria.

Come together, All you need is love e With a little help from my friends foram algumas das faixas que foram ao ar em uma mistura eclética de arquivos de concertos e caseiros vistos ao vivo por cerca de 130 mil fãs.

Para encerrar a festa, Starr anunciou "Temos Paul... e até estou tocando com ele!", antes de apresentar as imagens dos músicos filmados em Los Angeles no ano passado. Mas como McCartney foi anunciado como o principal convidado, alguns fãs expressaram insatisfação com sua ausência.

McCartney escreveu mais cedo no Twitter desejando "feliz aniversário a SIR RICHARD aka RINGO". "Tenha um ótimo dia, meu velho amigo", acrescentou. Os dois tocam juntos ocasionalmente, incluindo o show no Dodger Stadium no ano passado como parte da turnê Freshen up, de McCartney.

FESTA Ben Harper, Dave Grohl e Sheila E. estavam entre as celebridades que gravaram participações musicais para o evento. A grande festa on-line arrecadou fundos para as instituições Black Lives Matter Global Network, The David Lynch Foundation, MusiCares e WaterAid.

Na transmissão, foram exibidos trechos de um documentário em que os Beatles se recusaram a tocar diante de um público segregado em Jacksonville, Flórida, durante sua famosa turnê pelos Estados Unidos, em 1964. Após a separação do grupo, Starr passou a liderar a All Starr Band no final dos anos 80. O grupo, ainda em atividade, reuniu vários artistas que tocam hits dos Beatles e de outros conjuntos.

Em entrevista recente à Rolling Stone, Ringo falou sobre priorizar a saúde, à medida que caminha para a nona década de vida. O músico revelou que se exercita de três a seis vezes por semana, faz longas caminhadas e mantém dieta vegetariana, em que come "brócolis com tudo e mirtilo todas as manhãs."

Ringo disse que não saiu de sua residência em Los Angeles em cerca de 11 semanas de quarentena, e que convidou um engenheiro uma única vez, para uma sessão musical improvisada. "Faço um pouco disso e tenho uma sala de pintura, uma pequena sala de artes. Fico lá, pintando e fazendo coisas. E adoro me sentar para pegar sol. Eu amo Los Angeles."


enquanto isso... National Gallery reaberta

A National Gallery reabriu suas portas ontem, tornando-se o primeiro grande museu de Londres a sair de mais de três meses de confinamento. Para visitá-lo, é preciso fazer reserva com antecedência, usar máscara e seguir o trajeto indicado pelas setas. A princípio, a grande galeria de arte espera receber um quarto de seu número habitual de visitantes, o que representa de 3 mil a 4 mil por dia. O tempo de abertura foi reduzido de oito para cinco horas diárias. Criada no início do século 19 e dedicada exclusivamente à pintura, o acervo é de cerca de 2.300 quadros que representam as principais tendências da pintura europeia dos séculos 13 ao 19.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade