Publicidade

Estado de Minas APOIO

PBH libera R$ 9 milhões para o incentivo à cultura

Secretaria municipal abriu nesta terça (7) um edital para a seleção de projetos em diversas áreas e outro específico para o audiovisual. Prazo de inscrição vai até 27/7


postado em 08/07/2020 04:00

A secretária municipal de Cultura, Fabíola Moulin, em seu gabinete, em janeiro passado (foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press )
A secretária municipal de Cultura, Fabíola Moulin, em seu gabinete, em janeiro passado (foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press )
Passados mais de três meses da suspensão dos eventos culturais presenciais em Belo Horizonte, a prefeitura anunciou um aporte de R$ 9 milhões para o setor, por meio de dois editais. Lançados nesta terça-feira (7), eles têm o objetivo de amparar profissionais da área, dando continuidade à políticas públicas específicas já existentes, segundo nota divulgada pela secretaria municipal de Cultura.

Um dos editais, de caráter mais abrangente, destina R$ 7,6 milhões, via Fundo Municipal de Cultura, a iniciativas das artes visuais e design, circo, dança, literatura e leitura, música, patrimônio e teatro, além de propostas multissetoriais. Segundo a pasta, a ideia é contemplar “projetos que valorizem a expressão artística e cultural e que teriam poucas possibilidades de serem realizados com recursos próprios”.

O documento prevê que cada regional da capital tenha assegurado ao menos 3% dos recursos. As inscrições estão abertas e podem ser feitas até o próximo dia 27, pela plataforma virtual Mapa Cultural BH, acessível no site oficial da prefeitura (https://prefeitura.pbh.gov.br/cultura/editais), onde também está disponível o texto do edital.

As iniciativas aprovadas receberão entre R$ 20 mil e R$ 90 mil (valores máximos), dependendo da categoria em que se enquadrem. Os resultados serão divulgados até 100 dias depois do fim do prazo de inscrições.

O audiovisual será contemplado exclusivamente na segunda edição do BH nas Telas, programa de apoio criado no ano passado e relançado agora. O objetivo é “selecionar projetos específicos para a produção cinematográfica que busquem, por meio de sua produção, a difusão de conteúdos das mais diversas regiões da cidade, fortalecendo o desenvolvimento cultural de maneira igualitária e descentralizada”, segundo anúncio oficial.

TETO Podem concorrer não só propostas ligadas à produção de filmes, mas também festivais, jogos eletrônicos, audiovisual comunitário e pesquisa em formato livre. O edital prevê aporte de R$ 1,5 milhão provenientes do Fundo Municipal de Cultura.

Cada projeto aprovado receberá valores máximos entre R$ 30 mil e R$ 90 mil, a depender de sua categoria. Produção de filmes, por exemplo, podem receber até R$ 90 mil, no caso das animações, e R$ 75 mil, para documentários e ficção. Já para a realização de pesquisas o teto é R$ 30 mil.

Assim como no edital geral, a avaliação feita pela Câmara de Fomento à Cultura Municipal levará em conta critérios como capacidade de democratização do acesso, contribuição com a economia da cultura do município, diversidade e contrapartida sociocultural e educacional dos projetos para a população. As inscrições também vão até o dia 27deste mês, pelo Mapa Cultural BH.  O julgamento e a divulgação do resultado terão o mesmo prazo de 100 dias.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade