Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Milton Nascimento faz sua primeira live neste domingo

Direto de sua casa, em Juiz de Fora, cantor e compositor promete repertório com as preferidas dos fãs. Em Três Pontas, show de Isabela Morais reabre o centro cultural batizado com o nome de Bituca


postado em 28/06/2020 04:00

Milton Nascimento adotou uma série de cuidados para a live de hoje, como o teste para a COVID-19(foto: Facebook/reprodução )
Milton Nascimento adotou uma série de cuidados para a live de hoje, como o teste para a COVID-19 (foto: Facebook/reprodução )
Milton Nascimento tem 77 anos de vida e 53 de carreira discográfica – Travessia, seu primeiro álbum, é de 1967. Pois hoje ele volta a estrear. “Num domingo qualquer, qualquer hora”, verso da canção Nada será como antes (parceria com Ronaldo Bastos), do álbum Clube da Esquina (1972), dá nome à primeira live do cantor e compositor.

A transmissão ao vivo, via YouTube, será da casa de Milton, em Juiz de Fora. As redes sociais do artista, ao longo deste mês, pediram que os fãs apontem suas canções preferidas. O conteúdo das postagens de Milton – “Eu, meu violão e as músicas que já cantamos juntos tantas vezes pelos palcos do Brasil” – sugere uma apresentação intimista de grandes sucessos.

Mas como ele tem um trabalho recentíssimo – o EP Existe amor, com quatro canções gravadas com Criolo, lançado em maio –, é de se esperar que interprete Não existe amor em SP (de Criolo) e Cais (outra parceria com Ronaldo Bastos), que ganharam novas versões nesse trabalho.

Isabela Morais faz show de reinauguração do Centro Cultural Milton Nascimento, em Três Pontas(foto: Vanusa Campos/divulgação )
Isabela Morais faz show de reinauguração do Centro Cultural Milton Nascimento, em Três Pontas (foto: Vanusa Campos/divulgação )
EXAME 

Na quinta-feira (25), Milton postou, em suas redes sociais, fotos dele e da equipe que o acompanhará hoje – o diretor musical e o violonista Wilson Lopes, por exemplo – fazendo testes para a COVID-19. “Recebemos instruções e protocolos de segurança que devem ser seguidos”, informou, agradecendo a dedicação dos profissionais do Hospital Evandro Ribeiro, em Juiz de Fora.

A sugestão, após a live de Milton, é continuar no YouTube. Às 20h, no canal da Prefeitura de Três Pontas, cidade no Sul de Minas onde ele foi criado, começa outra transmissão. A cantora Isabela Morais protagoniza De coisas que aprendi com Elis.

O show será transmitido diretamente do Centro Cultural Milton Nascimento, espaço histórico da cidade. Fechado há cinco anos, ele é reinaugurado após reformas.

Edifício dos anos 1950 que abrigou um cinema, o centro cultural passou a se chamar Milton Nascimento em 2010. A reforma, iniciada em 2013, teve interrupções em decorrência das mudanças da administração local e só foi concluída agora. Com capacidade para 250 pessoas, houve um processo de readequação. O centro cultural ganhou novas cadeiras, equipamento de som e luz.

“A ideia é de que a transmissão deste domingo seja a primeira de várias”, destaca o secretário municipal de Cultura, Alex Tiso. “Mesmo de forma remota (neste momento), vamos trazer outras apresentações. Estamos entrando na Câmara Municipal com um projeto de ajuda para os artistas de Três Pontas”, acrescenta.

Isabela Morais participou junto de outros artistas de Três Pontas do álbum ...E a gente sonhando (2010), que Milton gravou com jovens músicos da cidade. Posteriormente, viajou com a turnê desse trabalho, integrando o coro.

“O Milton, assim como a Elis, tem uma interpretação muito verdadeira das canções. Ele dá sentimento para o que está sendo dito, suas músicas falam sobre coragem, não ter medo. Acho isso fundamental para todos nós, ainda mais neste momento de incerteza”, diz Isabela.

De coisas que aprendi com Elis não está sendo chamado de live, mas de transmissão de um show ao vivo. “Isso porque ele terá o formato total: cenário, iluminação, estrutura de som. Vamos trabalhar com equipe técnica reduzidíssima”, informa a cantora, a respeito das normas de segurança impostas pela pandemia.

ALDIR

 Isabela criou o projeto De coisas que aprendi com Elis há dois anos e meio. Já o apresentou inclusive em Belo Horizonte. Na edição deste domingo, ela vai dedicar dois blocos a Milton e a Aldir Blanc, que estão entre os autores que Elis Regina mais interpretou.

“Elis foi a primeira cantora que comecei a ouvir. Sua presença de palco, com caráter visceral de interpretação, é a minha principal referência”, conclui Isabela.

NUM DOMINGO QUALQUER, QUALQUER HORA
>>  Live de Milton Nascimento. Às 18h30 
deste domingo (28), no canal do cantor e compositor no YouTube

DE COISAS QUE APRENDI COM ELIS
>>  Show de Isabela Morais, em homenagem a Milton Nascimento. Transmissão às 20h deste domingo (28), no canal da Prefeitura de Três Pontas no YouTube e no Facebook

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade