Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Katy Perry e Demi Lovato usam o velho clipe para revelar intimidades

Febre nos anos 1980, vídeos musicais ganham fôlego na era do YouTube. Estrelas pop recorreram ao formato para anunciar gravidez e recuperação de uma overdose


09/03/2020 04:00

Katy Perry surpreendeu o mundo ao anunciar seu primeiro bebê no YouTube, cantando Never worn white(foto: Punit Paranjpe/AFP )
Katy Perry surpreendeu o mundo ao anunciar seu primeiro bebê no YouTube, cantando Never worn white (foto: Punit Paranjpe/AFP )
 
(foto: YouTube/reprodução)
(foto: YouTube/reprodução)


Na virada dos anos 1980/1990, quando nem sequer se imaginava a existência do YouTube, clipes dominavam o mercado musical. Fãs aguardavam avidamente programas da MTV que exibiam vídeos marcantes na história da cultura pop, como foi o caso de Thriller, de Michael Jackson, e Like a prayer, de Madonna.
 
Ao longo do tempo, o formato pode até ter perdido espaço devido às mudanças no consumo de música, mas, na última semana, o clipe comprovou sua força. Ao divulgar novos singles, desde já candidatos ao topo das paradas, as badaladas estrelas pop Katy Perry e Demi Lovato usaram vídeos para revelar detalhes de sua vida pessoal.
 
Nas redes sociais, Perry já anunciava que a semana teria novidades: o lançamento do clipe de Never worn white, na madrugada de quinta-feira (5). Nem a própria artista aguentou segurar a ansiedade – horas antes, deu pistas do que viria em um teaser, no qual surgiu acariciando a barriga. Assim que a versão completa saiu no YouTube, as suspeitas se confirmaram: a estrela está grávida do primeiro filho, cujo sexo não foi revelado publicamente.
 
Em boa parte dos três minutos e cinquenta segundos do clipe, Katy aparece de frente, usando vestido largo ou coberta de flores. Ao final, de perfil, exibe a inconfundível silhueta do sexto mês de gestação.
 
Aos 35 anos, Katy Perry é uma das celebridades mais famosas do planeta, como atesta sua liderança absoluta no Twitter. Ano passado, o perfil dela se tornou o primeiro a ultrapassar a marca de 100 milhões de seguidores. Com tantos holofotes, como foi possível esconder a maternidade? Tudo fez parte do show.
 
“É, provavelmente, o segredo mais longo que já tive de guardar. Pensei em contar a vocês da melhor maneira possível: em uma música”, afirmou a cantora no Instagram, ao vivo, logo depois do lançamento do clipe. “Tinha que revelar, pois já estava bem óbvio.”
 
Nos últimos meses, em suas aparições públicas, Katy vinha optando por roupas largas e bolsas grandes estrategicamente posicionadas na região abdominal. “Que bom que não preciso esconder mais ou carregar uma bolsa grande por aí”, escreveu ela no Twitter.
 
A criança é fruto da união da cantora com o ator Orlando Bloom, que já tem um filho com a modelo Miranda Kerr. Os dois ficaram noivos em 2019. A letra da nova canção traduz o momento da vida de Katy, com versos sobre casamento, envelhecer na companhia de alguém e as inseguranças desse processo.
 
O título, Never worn white, significa “nunca vesti branco”, embora Katy tenha sido casada por 14 meses com o ator Russell Brand. “Estou com medo/ Porque nunca vesti branco/ Mas quero fazer isso certo/ Eu realmente quero tentar com você/ Não, eu nunca vesti branco/ Mas estou aqui hoje/ Porque eu quero dizer aceito”, diz a letra.
 
A estratégia de anunciar a primeira gravidez via clipe consolida o reinado de Katy Perry no YouTube. Ela é cantora mais assistida na plataforma. No ranking geral, só fica atrás de Justin Bieber. Quatro de seus vídeos ultrapassaram 1 bilhão de visualizações. Roar, lançado em 2017, é um dos 10 mais reproduzidos da história, com 3,22 bilhões de execuções. A música faz parte de seu último disco, Witness. Depois dele, gravou apenas singles. Fãs aguardam novo álbum este ano, mas a prioridade da estrela, obviamente, será outra a daqui três meses.
 
Demi Lovato fez show emocionado na entrega do Grammy, depois de lançar o clipe autobiográfico I love me (acima)(foto: Robyn Beck/AFP)
Demi Lovato fez show emocionado na entrega do Grammy, depois de lançar o clipe autobiográfico I love me (acima) (foto: Robyn Beck/AFP)
 
(foto: YouTube/reprodução )
(foto: YouTube/reprodução )

REHAB Se Katy Perry usou um clipe para anunciar o primeiro bebê, outra superestrela recorreu à mesma estratégia para divulgar seu próprio “renascimento”. Um dia depois de a futura mamãe “quebrar a internet”, a cantora Demi Lovato foi o assunto mais comentado nas redes sociais ao lançar o vídeo do single inédito I love me.
 
Como o título indica, trata-se de uma ode ao amor próprio, mensagem positiva aos fãs sobre a recuperação da artista, que enfrentou uma overdose em meados de 2018. A estrela americana passou um ano afastada dos holofotes, entre internações em clínicas de reabilitação e tratamentos. É a segunda canção lançada por ela depois de voltar aos palcos. A primeira foi Anyone, divulgada na entrega do Prêmio Grammy, em janeiro.
 
A nova música é claramente autobiográfica. A primeira estrofe diz: “Folheando todas essas revistas/ que me dizem quem eu deveria ser/ sou muito boa em camuflagem/ Não consigo ver o que sou/ apenas vejo o que não sou/ Sou culpada por tudo que como (cada coisinha)/ Sentir a mim mesma é um crime”.
Com franqueza, os versos revelam a pressão vivida por Demi, inclusive transtornos alimentares causados por imposições para enquadrá-la no padrão estético das estrelas. Recentemente, em entrevista à TV, a cantora, de 27 anos, contou que sua antiga equipe de produção lhe permitia comer apenas uma melancia com creme sem açúcar, em vez de bolo, no dia de seu aniversário.
No vídeo, várias Demis encenam esse suplício. Numa das cenas, enquanto diz ser “faixa-preta quando bato em mim mesma”, ela entra em luta corporal com sua própria imagem duplicada.

NOTA 10 Usando metáforas ou de forma mais objetiva, Lovato diz ser a maior crítica dela mesma, além de revelar o impacto negativo causado em sua saúde mental por comentários excessivamente negativos nas redes sociais. No clipe, Demi enfrenta Demi dentro de um quarto escuro, para depois sair às ruas (tomadas por dançarinos), cheia de confiança. O refrão diz: “Sou nota 10 em 10.”
 
Além de emocionar os fãs com seus clipes e na apresentação no Grammy, a cantora publicou mensagem no Instagram. “Ainda não coloquei em palavras o que o ano passado foi para mim, mas esta música se concentra em muito do que está acontecendo na minha cabeça. Temos dias bons e dias ruins. O melhor que podemos fazer é ser a melhor versão de nós mesmos e celebrar isso com os mais próximos de nós. Queria também mandar uma mensagem especial a todos os lovatics (apelido dos fãs) por sempre estarem lá para mim. Este ano é nosso”, avisou Demi Lovato.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade