Publicidade

Estado de Minas

Presépios permitem visitantes interagirem com cenografias

Peças natalinas com curadoria de Leo Piló são feitas com seis tipos de materiais reaproveitáveis: plástico, papel, papelão, tetrapak, madeira e bambu. Visitantes podem participar de ateliê


postado em 19/12/2019 04:00

(foto: Leo Lara/divulgação)
(foto: Leo Lara/divulgação)

Presépio
Colaborativo

As cenografias natalinas do Presépio Colaborativo da Casa Fiat de Cultura (Praça da Liberdade, 10, Funcionários) foram construídas em torno da esperança, fé, paz, caridade, humanidade e família. As instalações da edição especial de cinco anos foram feitas com plástico, papel, papelão, tetrapak (embalagens de alimentos), madeira e bambu e têm a curadoria do artista plástico Leo Piló (foto). Além de visitar o presépio, o público conta com espaço interativo e tem a oportunidade de participar do Ateliê Aberto: Pop-Up de Natal. Os visitantes são convidados a confeccionar cartões natalinos tendo como inspiração os próprios presépios. A participação no ateliê é livre e ocorre em três horários: às 10h30, às 14h e às 16h. As atividades ocorrem até domingo (22). Já o Presépio Colaborativo fica exposto até 5 de janeiro. Toda a programação é gratuita.  Informações: (31) 3289-8900.

FILARMÔNICA
NATAL COM Luiza Possi

A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais está realizando, pela primeira vez, concerto especial de Natal. A apresentação será nesta quinta (19), às 20h30, na Sala Minas Gerais (Rua Tenente Brito Melo, 1.090, Barro Preto). O repertório é composto por clássicos natalinos, com obras de diferentes épocas e compositores. Sob regência do maestro Marcos Arakaki, o concerto terá a participação do coral Concentus Musicum de Belo Horizonte e da cantora Luiza Possi. No programa, as obras Festival de Natal, de Anderson; O quebra-nozes: seleções, de Tchaikovsky; Oh, noite santa, de Adam; O Messias: chorus, de Haendel; Noite azul, de Cavalcanti/Tibiriçá; Natal branco, de Berlin/Tibiricá; e Seleção de Natal, com arranjos de Tibiriçá. Ingressos esgotados. Informações: (31) 3219-9000.


(foto: Ângelo Ávila/Divulgação)
(foto: Ângelo Ávila/Divulgação)

DoContra
Orquestra

A Orquestra DoContra (foto), quinteto formado por Neto Bellotto, Walace Mariano, Pablo Guinez, Rebeca Tavares e Valdir Claudino, contrabaixistas da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, se apresenta nesta sexta-feira (20), às 19h, no Memorial Vale  (Praça da Liberdade, 640, Funcionários). No programa, composições de Flavio Venturini, Milton Nascimento e Tom Jobim, entre outros. O evento integra o projeto Contemporâneo do museu. Entrada franca. Informações: (31) 3308-4000.

Rede Minas
Exposição

O Museu Mineiro (Avenida João Pinheiro, 342, Lourdes) sedia a exposição Rede Minas 35 anos: seu lugar, seu mundo, que terá abertura oficial nesta quinta-feira (19), às 19h. A visitação será aberta amanhã (20), às 10h, na qual o público poderá conferir instalações interativas, documentos e equipamentos históricos e conteúdos especialmente selecionados entre as mais de 50 mil horas que fazem parte do acervo produzido pela emissora mineira, criada pelo então governador Tancredo Neves, em 14 de agosto de 1984. Entre as novidades, a Rede Minas leva para o espaço ícones da emissora que fazem parte do cotidiano dos mineiros, como os bonecos do grupo de teatro Giramundo, que são protagonistas da atração infantil Dango Balango. A mostra fica em cartaz até até 19 de fevereiro e pode ser vista de terça a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, domingos e feriados, 
das 12h às 19h. Informações: (31) 3269-1103.

Barreiro
Documentário

Será lançado nesta quinta-feira (19), às 19h30, no Cineart do ViaShopping (Avenida Afonso Vaz de Melo, 640, Barreiro), o documentário Barreiridades. O filme retrata a história do bairro, que é mais antigo que a própria cidade de Belo Horizonte. Realizado pelo Instituto Macunaíma – Escola de Cidadania e dirigido por Luiz Cláudio Dias, a produção traz depoimentos dos próprios moradores. Esse trabalho é um primeiro passo para a construção de um Centro de Memória do Barreiro. Entrada franca. Informações: (31) 3527-9380.

Casa Kubitschek
Biblioteca e Cedoc

Enquanto o Museu de Arte da Pampulha (MAP) estiver em restauração, o Museu Casa Kubitschek (MCK) – Avenida Otacílio Negrão de Lima, 4.188, Pampulha – abrigará em seu espaço a biblioteca e o Centro de Documentação (Cedoc) do MAP. A biblioteca e o Centro de Documentação  são responsáveis pela guarda de dois importantes acervos do MAP: o bibliográfico e o documental. Juntos, eles preservam e dão acesso à memória da instituição e de sua relação com o conjunto moderno da Pampulha, além de fomentar a pesquisa em arte. Entrada franca. Informações: (31) 3277-1586.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade