Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Jane Duboc interpreta clássicos do hitmaker americano Burt Bacharach

Cantora faz show no sábado (24), no Teatro do Centro Cultural Minas Tênis Clube, acompanhada do pianista Ogair Júnior


postado em 24/08/2019 04:00

(foto: Murilo Alvesso/divulgação)
(foto: Murilo Alvesso/divulgação)


O norte-americano Burt Bacharach, autor de uma coleção de hits que encantam o mundo, ganha homenagem da brasileira Jane Duboc, que se apresentará neste sábado (24), em Belo Horizonte. A cantora divide o palco com o maestro, arranjador e pianista Ogair Júnior.

O repertório do show Amor! É do que o mundo mais precisa traz 15 músicas do maestro, pianista e compositor, que completou 91 anos em maio. Bacharach continua na ativa, compondo e se apresentando. Ele lançou I say a little prayer, Raindrops keep fallin’on my head (tema do filme Butch Cassidy and Sundance Kid), This guy's in love with you e I'll never falling in love again, entre outros hits. “A música dele de que mais gosto é The look of love, que também estará presente no repertório do show”, diz Jane.

Interpretar as melodias de Bacharach é “uma delícia”, um presente para qualquer cantor, comenta a brasileira. “Só gênios como ele compõem hits que ficam gravados na mente e no coração de várias gerações em todo o mundo.” O pianista Ogair Júnior garante: “A assinatura dele é inconfundível”.

CONSENSO

 O roteiro do show traz clássicos imortalizados nas vozes de Nina Simone, Barbra Streisand, Dionne Warwick e Aretha Franklin. Jane cita o exemplo de Close to you. A escolha das músicas coube a Fernando Cardoso, diretor e idealizador do projeto, a Ogair e a ela. “Entramos num consenso, pois é muito difícil selecionar apenas 15 ou 16 canções. São todas belíssimas, mas acho que nosso repertório representa muito bem a obra de Bacharach.”

A ideia do show partiu de Fernando e Ogair, que convidaram Jane para participar do tributo. “Fomos escolhendo as músicas, indicando as mais legais, pois fazem parte da nossa vida, pelo menos da minha. Os temas de Bacharach com o grande letrista Hal David, então... Adoro fazer esse show, só piano e voz, supertranquilo. Mas gente colocou uma pitada de brasilidade”, avisa a cantora.

Jane diz que se apresentar em Belo Horizonte é como estar na sala de estar de sua casa. “Revejo grandes amigos, como Mara do Nascimento, Bob Tostes e Flávio Venturini, entre tantos outros. Sempre fui muito bem recebida pelos mineiros.”

Atualmente, a cantora se divide entre vários projetos. Ela acaba de ser convidada para uma temporada em Moscou, na Rússia. “Já me apresentei lá e estou ansiosa para voltar”, revela. Além da homenagem a Bacharach, Jane faz show dedicado às canções de Heitor Villa-Lobos. “É um erudito pop, costumo dizer. Também continuo me apresentando com o Bacamarte, grupo de rock progressivo brasileiro. Não paro nunca”, orgulha-se.



TRAJETÓRIA

Jane Duboc, de 68 anos, iniciou sua carreira cantando blues e rock em bares nos Estados Unidos. De volta ao Brasil, tornou-se uma das profissionais mais requisitadas para gravar coros e jingles. Na década de 1980, fez sucesso comas canções  Chama da paixão, Sonhos e Besame, essa última parceria dos mineiros Murilo Antunes e Flávio Venturini. A paraense, que lançou 20 discos, foi considerada uma das 100 melhores vozes da música brasileira pela revista Rolling Stone.


AMOR! É DO QUE O MUNDO MAIS PRECISA
Com Jane Duboc e Ogair Júnior. Neste sábado (24), às 21h. Centro Cultural Minas Tênis Clube, Rua da Bahia, 2.244, Lourdes, (31) 3516-1360. Ingressos: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia-entrada). Sócios do Minas Tênis Clube têm desconto de 15%.


Publicidade