Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Mário Fontana


postado em 11/06/2019 04:09




Vejam vocês como anda alto o prestígio da Parada do Orgulho Gay de São Paulo, a se realizar em 23 de junho. Na semana passada, a cervejaria Heineken, do Grupo Amstel, fechou contrato para patrocinar a parada, mesmo sabendo que a Skol, da Ambev, até então a cerveja oficial do evento, manteria o seu patrocínio. Aí o pessoal da Skol queimou no golpe e quer patrocinar a festa da rapaziada de qualquer jeito. Nem que seja junto com a Heineken.

Balé
Chineses e russos

Sábado e domingo, o palco do Palácio das Artes foi movimentado pela apresentação de O lago dos cisnes, um dos mais famosos balés clássicos do repertório mundial, pela trupe do Balé Nacional da China, récitas que ocorreram com a casa lotada. Embora o espetáculo tenha seguido a coreografia russa original, com ligeiras inovações de Natalia Makarova, o primoroso guarda-roupa do corpo de baile teve grande influência chinesa. Sucesso. Tudo bem. Vai daí que, hoje, apresenta-se no Palácio das Artes o Balé Estatal de São Petersburgo no Gelo, que também levará ao palco O lago dos cisnes, só que apresentando um espetáculo diferente, inédito para a plateia belo-horizontina. Os bailarinos farão a coreografia da célebre obra deslizando sobre uma pista de gelo, o que contraria a tese de que, em apenas quatro dias, houve inflação em BH do belo balé clássico.

Sem chance
Palácio da Liberdade

Leitor da coluna, ao saber da notícia de que o governador Romeu Zema pretende vender o Palácio das Mangabeiras (que, na verdade, é mais uma casa confortável do que um palácio), manda e-mail afirmando que ficou supinamente preocupado com a possibilidade de o governador pensar em vender também o Palácio da Liberdade e fazer um loteamento do terreno anexo para arrumar uns trocados. Aí no caso, a coluna pode responder com segurança que isso não deve ocorrer. Tanto o Palácio da Liberdade quanto o terreno são bens tombados. Intocáveis. Aliás, será que o Palácio das Mangabeiras não seria tombado?

Músicos precoces
Filarmônica Jovem de Boston

A Orquestra Filarmônica Jovem de Boston, que faz concerto único em 25 de junho, no Teatro do Centro Cultural do Minas Tênis Clube, faz jus ao nome. Poderia ser chamada até de infantojuvenil. É que a idade de seus músicos vai de 12 a 21 anos. De pequenino é que se torce o pepino. Mozart, aos 12 anos, já tinha composto a ópera Bastien und Bastienne. Concerto a preços populares. Orquestra subsidiada.

Viadutos
Nova fonte de renda

O prefeito Covas, de São Paulo, para obter nova fonte de renda para a cidade, anunciou que pretende alugar todos os espaços situados debaixo dos numerosos viadutos da capital paulista, a fim de aumentar a renda do município. Portanto, vai desalojar centenas, talvez milhares, de sem-teto, mendigos e desocupados que ocupam esses locais por falta de outro melhor. A ideia pode prosperar. A Prefeitura de BH pode entrar na dança. Aí, o primeiro espaço debaixo de viaduto a ser alugado seria o do Viaduto de Santa Tereza. Cartas à redação.




Queijos de Minas
Canastra absoluto

A respeito da badalada notícia de mais um estrondoso sucesso dos queijos artesanais de Minas Gerais no concurso mundial de queijos realizada na cidade francesa de Tours, em que os nossos produtos foram agraciados com nada menos do que 51 medalhas pela sua alta qualidade, sendo três superouros e seis ouros, é para destacar o número arrasador de troféus conquistados pelos queijos da Serra da Canastra. Além de ter abocanhado as três medalhas superouro, obtiveram ainda uma medalha de ouro, oito de prata e 12 de bronze. No total das 51, ficaram com 24 medalhas. Em segundo lugar, vieram os queijos do Serro, com 10 medalhas (1 ouro, 5 de prata e 4 de bronze).

Congresso
Rumo a Madri

A presidente da Sociedade Mineira de Reumatologia, Viviane Angelina de Souza (foto), e a vice-presidente Mariana Peixoto embarcaram no final de semana para Madri, onde vão participar, como convidadas especiais, do Encontro Anual da Liga Europeia contra o Reumatismo – Eular. O congresso começa amanhã e vai até sábado. Reúne todas as sumidades europeias da especialidade. Novidades à vista.

Multas
Indústria de grande porte

Cá entre nós, o presidente Jair Bolsonaro tem razão em dizer que a aplicação de multas de trânsito no país se transformou em uma “grande indústria”, que acaba fornecendo recursos fabulosos ao Estado, gerando alegria ao erário e irritação ao público. Segundo dados divulgados pelo Ministério de Infraestrutura, só em 2018, a receita obtida com multas aplicadas em ruas e rodovias envolvendo alta velocidade foi de R$ 11,3 bilhões, grana violenta, que saiu do bolso do contribuinte. O detalhe a se notar é que ainda existem outros tipos de multas, cuja renda para os cofres estatais ainda não foi divulgada. Haja infração!

Juninas
Em pleno andamento

Pode faltar muita coisa em matéria de divertimento em BH, mas festa junina jamais. A temporada deste ano envolvendo juninas de porte foi aberta sábado último, com o Arraiá do PIC. Mais de 2 mil pessoas presentes. A sede Pampulha do clube, como já é de praxe, foi transformada em um arraiá: casamento da roça, quadrilha, show de Léo Chaves, etc. e tal. Outra junina de grande porte, a do Minas Tênis, será realizada em 28 de junho. No Minas 2. Já a do Campestre será julina. Em 5 de julho.

Vetor Sul
Megaprojeto

Teve a duração de nada menos do que 50 minutos a exibição do vídeo que a direção da empresa CSul Desenvolvimento Urbano fez ao governador Romeu Zema para lhe apresentar o projeto imobiliário que pretende realizar no Vetor Sul da região metropolitana de Belo Horizonte, iniciativa que abarcará uma enorme área com 27 milhões de metros quadrados. O projeto prevê a futura instalação na região de Nova Lima, em volta da Lagoa dos Ingleses, de empresas, hospitais, shoppings, residências, condomínios e outros itens do gênero. A Csul afirma que tudo será realizado de forma sustentável, com enorme área verde. O secretário estadual de Meio Ambiente, Germano Vieira, também participou do encontro.

Neymar
Temporada difícil

Embora muita gente considere exagerada a informação, o craque Neymar deve faturar por ano, só em contratos publicitários, mais de US$ 100 milhões. Os gastos espantosos que ele vem realizando comprovam seu faturamento miraculoso. Mansões por todo lado. Só a de Mangaratiba custou R$ 28 milhões. Investimentos em jatinho, helicóptero, iate e carros de luxo avaliados em R$ 80 milhões. E por aí a coisa vai. Portanto, apesar de ter 27 anos, deve estar tonto com tudo isso. O diabo é que, se não melhorar o nível de sua assessoria, vai dar com os burros n’água. Como dinheiro não aceita afronta e a juventude passa como um vento, daqui a pouco pode estar a ver navios.


Publicidade