Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Mulheres em cena


postado em 27/03/2019 05:10 / atualizado em 27/03/2019 08:21

A cena curta Brasa será apresentada hoje, na abertura do Festival Doras, na Sala João Ceschiatti (foto: Guto Muniz/Divulgação)
A cena curta Brasa será apresentada hoje, na abertura do Festival Doras, na Sala João Ceschiatti (foto: Guto Muniz/Divulgação)
Um encontro de mulheres em BH. É assim que a atriz, cantora, dramaturga e diretora mineira Luísa Bahia define o Festival Doras, que começa nesta quarta-feira (27), com a apresentação do solo teatral Risco, no Teatro João Ceschiatti do Palácio das Artes. Além de atuar, Luísa dirige o espetáculo, a quatro mãos, com Ricardo Alves Jr. Na sequência, será apresentado Brasa, em que 12 mulheres performam números de dança, canto e texto, sob a direção de Luísa Bahia. Em cena estão Alex Iunes, Bárbara Veronez, Clara Garavello, Delba De Avelar, Greyce Ornelas, Helena Carneiro, Júlia Bernardes, Lara Gama, Luana Magalhães, Luísa Bahia, Mariana Machado e Priscylla Lobato.

“Risco é um solo teatral fortemente imagético, composto por músicas, poesia e movimento. A peça-show apresenta a odisseia de Dora, uma narradora errante e solitária, que delira entre ondas marítimas, imagens fantásticas e alucinações sonoras. O público é convidado a participar de uma experiência intensamente sensorial”, afirma a atriz e diretora.

“Já em Brasa elas dançam suas paixões, cortam o ar com discursos urgentes, fundem-se num bando incandescente, cantam labaredas e se purificam pela chama ancestral. Elas encarnam a faísca que outrora as queimaria. Friccionam seus corpos como pedras, inventando fogo e um lugar onde seja possível ser livre, fazendo feitiço à beira da brasa, nesta terra chamada Brasil”, descreve Luísa.

Organizado pela Plataforma Doras, o festival realiza neste ano sua segunda edição. “No mês em que se celebram as lutas femininas em todo o mundo, buscamos realizar uma programação intensa, que contará com roda de conversa, três oficinas, uma festa com performances, shows e exposições, na recém-inaugurada Casa Híbrido. A iniciativa celebra a resistência das mulheres em todo o mundo, marcada pelo 8 de março e extensiva ao mês todo”, diz Luísa.

Foi pelo desejo de trocar visões de mundo e arte com outras mulheres que Luísa teve a iniciativa de fundar a Plataforma Doras, na qual compartilhou elementos da criação de seu solo Risco. “Dora, protagonista da peça, batizou a iniciativa que busca evocar a liberdade e o fortalecimento da presença de outras artistas.” Luísa conta que, desde março de 2017, foram realizadas sete edições da Oficina Doras, sendo quatro em Belo Horizonte e as demais em Congonhas, sua cidade natal, Palmas (TO) e Vitória (ES).

“Realizar este festival com tantas outras mulheres é uma oportunidade de convívio, aprendizado, afeto e empoderamento feminino. Criamos, com o Festival Doras, um espaço de arte, diversidade e resistência. Um espaço para a voz das mulheres dentro das suas imensas possibilidades “, acredita Luísa.

A PROGRAMAÇÃO
FESTIVAL DORAS 2019
Abertura hoje (27), às 20h, com apresentação do solo Risco e da cena curta Brasa, no Teatro João Ceschiatti do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro, (31) 3236-7400). Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia).

VIVÊNCIA DORAS ENTRE ELAS PARA MULHERES
Com o Grupo Teatro Entre Elas – Grupo do Beco. Quinta-feira (28), das 14h às 17h, na Casa do Beco (Av. Arthur Bernardes, 3.876, Santa Lúcia). Entrada franca.

FESTA DORAS
Sexta-feira (29), das 18h às 22h, na Casa Híbrido (Rua Aquiles Lobo, 79, Floresta). Ingressos: R$ 10, à venda no site Sympla.

OFICINA DORAS PARA MULHERES ARTISTAS DE TODAS AS ÁREAS
Sábado (30) e domingo (31), das 14h às 18h, na Casa Híbrido (Rua Aquiles Lobo, 79, Floresta). R$ 165 (dia). Mais informações: (31) 98817-5439.


Publicidade