Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Unhas saudáveis e bonitas

Dois pontos que tiram a mulher do sério são unhas fracas e a queda exagerada de cabelos


postado em 05/03/2019 05:06

(foto: QUINHO)
(foto: QUINHO)


Já disse aqui, algumas vezes, que minhas unhas estão fracas. Tomo biotin de 10.000mg todos os dias pela manhã, mas mesmo assim elas descamam, lascam e têm estrias – nem sei se é assim que se diz. Incomoda muito. Conversando com amigas, percebi que há dois pontos que tiram um pouco a mulher do sério: unhas fracas e a queda exagerada de cabelos.

Um médico me disse que o ferro é o responsável pela saúde das unhas e do cabelo. Para o corpo humano liberar essa substância, devemos estar com o nível de ferritina alto. Se ele for inferior a 70% do máximo necessário, o corpo guarda esse ferro para outros usos. Ou seja: para o nosso organismo, unha e cabelo são supérfluos. O corpo humano não é feminino.

De acordo com o dermatologista Abdo Salomão, a fraqueza das unhas atinge cerca de 20% da população mundial. Tê-las frágeis e quebradiças não é normal, pois se trata de um indicativo de que há desequilíbrio no organismo. Os principais sinais do problema são unhas finas, que descamam com facilidade, têm aspecto poroso e apresentam manchas e irregularidades. Além disso, estão vulneráveis ao ataque de fungos.

Para resolver o problema, o primeiro passo é encontrar o motivo dessa fraqueza, que pode estar relacionado a diversos fatores: baixa ingestão de proteínas e vitaminas, uso constante de solventes e esmaltes à base de tolueno, microtraumatismos locais e o hábito de roer unhas com frequência, além da retirada completa das cutículas.

As cutículas têm a função de proteger. Impedem a passagem de água e outras substâncias nocivas para dentro da matriz, que é a fábrica da unha. De acordo com o dermatologista, a umidade excessiva ocasionada por exposição contínua à água e a detergentes enfraquece a unha, além de causar inflamação nas matrizes germinativas e favorecer o crescimento de fungos.

O processo inflamatório contínuo causa a parada temporária no crescimento e desenvolvimento das unhas, que, consequentemente, ficam fracas, finas e sem brilho.

É possível ter unhas fortes e bonitas. Porém, é necessário mudar hábitos e adotar alguns cuidados diários. A alimentação saudável é um deles. Deve-se ingerir de dois a três litros de água por dia, manter as cutículas bem cuidadas, não usar esmaltes por pelo menos 10 dias no mês, usar hidratantes diariamente e evitar a exposição prolongada à água e detergentes. As unhas são constituídas de queratina, e a principal fonte de proteínas para o organismo é a dieta. Sendo assim, é importante consumir alimentos com bons níveis de proteínas, como ovo, peito de frango, amêndoas, brócolis, carne e peixes.

Outra dica é procurar o dermatologista, pois apenas ele está apto a fazer o diagnóstico do problema, podendo prescrever bases fortalecedoras e fórmulas orais. Em casos extremos, é possível aliar o tratamento diário ao uso de tecnologias como o Laser Solon. (Isabela Teixeira da Costa/ Interina)


Publicidade