Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Dicas de português


postado em 16/01/2019 05:10

Recado
“Quem não lê, mal fala, mal ouve, mal vê.”

>> Monteiro Lobato

Novela italiana
Eta! Parece obra de ficção. Cesare Battisti passou 40 anos pra lá e pra cá. Cometeu crimes na Itália. Foi condenado à prisão perpétua. Fugiu. Morou na França. Com risco de voltar pra casa, caiu fora. Foi para o México. Depois, veio para o Brasil. Aqui, permaneceu por mais de 10 anos. Recebeu refúgio no governo Lula. No fim do ano passado, o cerco se fechou. Michel Temer autorizou a extradição. O italiano deu asas aos pés. Partiu para a Bolívia. No sábado foi preso. Ufa!

Com tantas idas e vindas, prender foi o verbo mais conjugado. Ele joga no time dos generosos. Tem dois particípios – preso e prendido. Quando usar um e outro? Depende da companhia:

a) Com os auxiliares ser e estar, preso pede passagem: Battisti foi preso na Bolívia. Agora, está preso na Itália.

b) Com os auxiliares ter e haver, é a vez de prendido: A polícia italiana tinha (havia) prendido Cesare Battisti.

A diferença
No alvoroço da captura de Cesare Battisti, sites, blogues e jornais bobearam. Esqueceram-se de pormenor pra lá de importante. Uma letra faz senhora diferença. É o caso de posar e pousar. Muitos trocaram as bolas. Bobearam. A modelo posa para a foto. O avião pousa na pista do aeroporto. Ontem, dois aviões decolaram de lugares diferentes rumo ao mesmo destino. Uma aeronave brasileira e uma italiana pousaram em Santa Cruz de la Sierra. A europeia levou o prisioneiro.

Bem-vinda
A captura de Battisti teve a marca da não reação. Assim mesmo, sem elos. A reforma ortográfica deu senhora ajuda aos lusofalantes. Cassou o hífen de palavras formadas com não: não agressão, não cooperação, não ingerência, não fumante.

Tropeço na crase

“O avião seguiu rumo à Roma.” Ops! A crase sobra. Como saber? Basta descobrir se o nome da capital italiana pede ou não pede artigo. É fácil. Siga estes passos:
1) Construa uma frase com o verbo voltar: Voltei de Roma na semana passada.
2) Oriente-se por esta quadra:
Se, ao voltar, volto da,
Craseio o a.
Se, ao voltar, volto de,
Crasear pra quê?

Percebeu a manha? Da é combinação de preposição de com  artigo a. Quando ocorre o casamento, significa que o nome da cidade se usa com o artigo. Encontrando-se com a preposição a, ocorre o casamento – à. De é preposição pura. Sem artigo, inviabiliza-se a crase: O avião seguiu rumo a Roma.

Outros exemplos:

1) Chegou a Brasília.
Com crase ou sem crase?
Voltou de Brasília.
Se, ao voltar, volta de, crase pra quê? Chegou a Brasília.

2) Vou a Paris, a Roma e a Londres.

Com crase ou sem crase?
Volto de Paris, de Roma e de Londres.
Volto de, crasear pra quê?

3) Vou à Paris da alta-costura, à Londres do fog e à Roma do Coliseu.
Volto da Paris da alta-costura, da Londres do fog e da Roma do Coliseu. Então crase no á.


Leitor pergunta

Oba! Começou o carnaval. No domingo, Olinda pôs os bonecos gigantes na rua e o samba no pé. Foi o lançamento do pré-carnaval. A alegria, além da festa, trouxe uma dúvida que não me sai da cabeça. É esta: quando usar hífen com o prefixo pré-?.

>> Alexandra Cavalcanti, Olinda

A resposta é meio tucana. Em geral, o trio exige o tracinho, sobretudo quando a pronúncia aberta se torna bem clara. É o caso de pré-escola, pré-vestibular, pré-estreia, pré-datado, pré-escolar, pré-diluviano, pré-história, pré-encolhido, pré-natal, pré-primário, pré-operatório, pré-santificado, pré-universitário.

Mas nem tudo são flores. O prefixo tem muitas exceções. Eis algumas: preanunciação, preaquecer, precogitar, precondição, predefinido, predelineado, predeterminado, predisposto, preestabelecido, preexistente, prefigurado, prefixado, pregustado.

Superdica

Com hífen? Sem hífen? Na dúvida, consulte o dicionário.
 


Publicidade