Publicidade

Estado de Minas

Software e-Agro permite controle on-line do defensivo à colheita

Aplicativo oferece gestão descomplicada da propriedade, com 46 minutos por dia de uso,cobrindo planejamento orçamentário, desempenho da produção e gastos com insumos


postado em 05/03/2018 06:00 / atualizado em 05/03/2018 09:41

Plataforma digital usada há dois anos na fazenda Ouro de Minas permite detectar maiores gastos e a forma de reduzí-los(foto: Grupo Ouro de Minas/Divulgação)
Plataforma digital usada há dois anos na fazenda Ouro de Minas permite detectar maiores gastos e a forma de reduzí-los (foto: Grupo Ouro de Minas/Divulgação)

Produtores rurais em busca de ferramentas que os auxiliem na administração e desenvolvimento das fazendas, encontraram na plataforma e-Agro um software que pode trazer resultados inovadores para a produção. A facilidade de operação dispensa longo tempo de treinamento, e o acesso é feito de qualquer parte do mundo, utilizando-se smartphone ou tablet. O sistema foi apresentado em Guaxupé, no Sul de Minas Gerais, aos cafeicultores que participaram da 17ª edição da Femagri – Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas –, um dos principais eventos do setor no Brasil, organizado pela Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé).

Mais de 1.500 fazendas estão cadastradas na plataforma eletrônica, totalizando aproximadamente 86.579 hectares de cobertura do software no país. “Desenvolvemos um sistema que une gestão, tecnologia, estratégia, previsão de produção, desempenho da colheita e conhecimento, com a simplicidade que o produtor agrícola precisa para administrar e alavancar seu trabalho”, afirma Angelo Palocci, diretor de marketing da empresa responsável pelo sistema e que oferece também capacitação aos operadores.

Segundo pesquisa feita junto a 300 clientes do e-Agro, para cada 100 hectares são necessários apenas 46 minutos por dia de uso para que o produtor tenha todo o controle da propriedade rural. Com a otimização de tempo, é possível investir na produção, uma vez que o sistema descomplica a gestão e facilita a tomada de decisões.

De acordo com Palocci, a plataforma oferece todos os processos de administração de uma fazenda: do planejamento orçamentário e atividades econômicas a tarefas adicionais, de forma que o produtor possa ter a máxima eficiência, como a eficácia na aplicação de insumos como fertilizantes e defensivos. “Tudo fica registrado em código de barras, o que facilita na hora de obter as certificações exigidas dos órgãos ambientais quanto ao uso e manejo de agroquímicos.

"Tudo fica registrado em código de barras, o que facilita na hora de obter as certificações exigidas dos órgãos ambientais"

. Angelo Palocci, diretor de marketing

 A Fazenda e Viveiro Demuner, localizada em São Roque do Canaã, no Espírito Santo, abriga três empreendimentos do agronegócio, lavouras de café e pimenta-do-reino e viveiro de mudas, e dispõe de uma fábrica de reciclagem de plástico. Ela produz embalagens de recipientes para plantio das mudas. Todas as unidades são gerenciadas pelo sistema há três meses.

“Tínhamos um software que além de caro, era de difícil entendimento sobre seu funcionamento. Gastávamos muito tempo para treinar os trabalhadores e nem todos conseguiam entender os procedimentos. Precisávamos de algo que permitisse qualquer trabalhador na ponta acessá-lo, transmitir os dados mais precisos e cujo processamento fosse rápido e eficiente”, conta o gestor Gabriel Demuner , filho do proprietário Juza Demuner.

"Os procedimentos vão sendo atendidos à medida em que avançamos na contabilização de dados"

. Claudeci Júnior, adiminstrador das fazendas Vale do Cerrado e Ouro de Minas


O escritório administrativo do grupo fica na capital capixaba e como não havia sistema on-line para transmissão de dados da fazenda, era preciso imprimir as informações e transportar o documento por rodovia durante um percurso ao redor de duas horas para que a contabilidade fosse feita. “Qualquer erro significava fazer o caminho de volta, gastando tempo de trabalho do funcionário e combustível, o que muitas vezes nem valia a pena e acabávamos relevando essa correção. Hoje, o setor financeiro em Vitória obtém os dados em tempo real e já alerta sobre qualquer evidência de dados incorretos, permitindo uma eficiência no controle financeiro de quase 100% de precisão”, explica Gabriel.

Eficiente 

 

A possibilidade de o próprio gestor manipular o backup de dados sem a necessidade de um operador externo é outra vantagem apontada pelo empresário. Para obter a máxima eficiência da ferramenta é necessário um bom gestor que acompanhe todos os procedimentos e a cadeia produtiva do negócio. Assim ele saberá em detalhes quanto gasta e quanto ganha a cada hectare.

Dados precisos e custos menores


Empresa que desenvolveu o software já cadastrou mais de 1.500 fazendas(foto: e-Agro/Divulgação)
Empresa que desenvolveu o software já cadastrou mais de 1.500 fazendas (foto: e-Agro/Divulgação)

A precisão de dados é apontada também como fator determinante para escolha da plataforma pelo administrador Claudeci Júnior, das Fazendas Vale do Cerrado e Ouro de Minas, localizadas em São Roque de Minas, no Centro-Oeste do estado. Elas produzem café arábia, somando 500 hectares de área plantada.

Claudeci almejava gestão financeira mais moderna, de forma que pudesse acompanhar, em tempo real e simultâneo, todos os procedimentos de ambas as propriedades. Há dois anos, passou a usar a plataforma. “Fez uma grande diferença. A facilidade operacional é o ponto crucial, operamos de forma intuitiva e os procedimentos vão sendo atendidos à medida em que avançamos na contabilização de dados”, conta o produtor.

 O acesso a um chat, que instrui sobre dúvidas do empreendedor, é classificado como decisivo. Segundo o empresário, a coleta de dados manuais é feita em pontos onde não há conexão digital, e os funcionários anotam cada atividade ou procedimento, como o consumo de combustível numa determinada operação, horas trabalhadas, atividades desenvolvidas, quantitativos de sementes, insumos, etc. Assim que eles chegam a um ponto com acesso ao sinal de internet sem fio, sincronizam com o sistema e os dados são lançados de imediato.

“Isso poupa tempo e otimiza o trabalho do funcionário da administração, que antes fazia esse serviço reunindo as anotações de cada um dos trabalhadores”, pontua Claudeci. Isso possibilita detectar quase que de imediato o ponto onde há maiores gastos e procurar soluções para diminuí-los, adotando melhor planejamento a partir da rotina diária.

 O diretor de marketing da e-Agro aponta registros de produtores que reduziram o custo de produção em 25%, ao identificarem erros de manejo. “A ferramenta traduz sustentabilidade para o produtor e respeito ao meio ambiente, além de promover ganhos econômicos”, assegura.

Áreas remotas

A fabricante de máquinas agrícolas John Deere está desenvolvendo tecnologias para prover conexão à internet nas fazendas e regiões distantes de áreas com cobertura das operadoras atuantes no país, informou o gerente de Implementação de Soluções Integradas da empresa para a América Latina, Rois Pillon Nogueira. A falta de conectividade à internet ainda é realidade em boa parte das regiões agrícolas do Brasil, especialmente as mais distantes dos centros urbanos. Outra iniciativa da John Deere está sendo tomada no sentido de habilitar suas máquinas a se conectar com novas tecnologias de acesso à internet que vêm sendo desenvolvidas por empresas e startups, relatou Nogueira. Hoje, máquinas da empresa que têm instalado o sistema de gestão de máquinas e frota da marca, chamado JD Link, já estão habilitadas para se conectar à internet fornecida por operadoras, quando há cobertura
na fazenda.

 



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade