Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A PSICANáLISE

Em 2020, precisamos que as Gretas se multipliquem

Que no novo ano usemos menos plásticos e isopores, que lavemos nosso lixo e o reciclemos, que fechemos as torneiras nos banhos demorados e ao escovar os dentes


postado em 29/12/2019 04:00 / atualizado em 28/12/2019 18:35

Em contagem regressiva da despedida do sofrido ano velho, diga-se de passagem, e o recomeço de um novo ano fazemos votos de que seja melhor. Muito melhor. Sofremos muito no Brasil com incêndios, barragens rompidas, ameaças à Amazônia que moveram protestos no mundo, aos índios por quem tememos o pior. Da educação, nem podemos dizer alguma coisa porque nada aconteceu, permanecendo a situação miseravelmente inalterada, isto é, continua péssima. Com notícias dos milhares de livros didáticos jogados no lixo, pior ainda.

Da saúde, nada temos a declarar. Mantivemos os mesmos problemas e nem temos notícias de planos para um futuro melhor. Jogam até doente para morrer na frente dos postos, como a mídia denunciou para o grande público. Mídia sem a qual jamais saberíamos a gravidade do que se passa na realidade, pois apenas estaríamos cientes do que se passa no nosso pequeno círculo restrito.

Na economia, talvez se diga mais, já que o dinheiro é o maior bem do capitalismo selvagem, que vem devastando tudo que se interpõe ao seu livre curso. Ou seja, até o ar.

Problemas graves ecológicos afetam todo o planeta e o superaquecimento global preocupa a todos que pensam além do imediato. Porém, a ambição humana é tão absurda que nem com o anúncio feito por cientistas sobre as consequências alarmantes conseguimos deter o processo destrutivo. Grandes potências se recusam a aceitar limites e perdas na economia pelo planeta. Para quê? Eles não precisam do planeta, só do giro e acúmulo do capital. O acúmulo é o cúmulo!

E tanto é absurda e irracional a posição dos infantilizados adultos que governam o mundo que as crianças se insurgiram. As inocentes crianças perceberam claramente que os adultos já não são capazes de protegê-las como deveriam. Se deixarem por conta deles, vão comer fumaça e areia. Puseram-se a chamar atenção na mídia e a trabalhar para educar os adultos numa total inversão da ordem natural dos fatos.

E ainda muitos se põem a criticar e tentar minar investigando suas intenções sem talvez perceberem que o que importa é o barulho que fazem para acordar as consciências tranquilas que dormem alcoolizadas e drogadas. Prova disso são as grandes drogarias que disputam seu lugar a cada quarteirão para dar conta da demanda de paz.

Paz à custa de Fluoxetina para depressão que tira o sono, somada ao Rivotril para dormir, depois se acrescenta o Atenolol já que a pressão subiu, depois o Omeprazol para digerir o indigerível, polivitamínicos de A a Z pra garantir sabe-se lá o quê, e assim vai o homem seguindo o caminho que o consumismo traçou e que sustenta a riqueza cada dia maior dos grandes e espertos capitalistas, que não podem tirar seus olhos da bolsa temendo perder alguns tostões de sua grande fortuna.

Lembram-me Tio Patinhas e sua caixa forte!!!  Só mesmo um gênio como Walt Disney para prever com tamanha assertividade o caminho que tomaria o mundo neste apego ao vil metal, hoje papel, vindo da derrubada em massa das florestas. Mas ainda há os que não acreditam em nada do que escutam e acham que tudo isto é alarmismo barato.

Só mesmo inocentes crianças pré-ocupadas com seu futuro, as ingênuas criaturas talvez sejam das poucas que escutam e enxergam o óbvio da loucura global. Deixam os estudos para serem ativistas, para salvar seu planeta, ou adiar seu fim.

Digamos alto e bom som: vinde a mim os pequeninos!!! E que as Gretas se multipliquem e que ainda tenhamos tempo de fazer coisas admiráveis e belas, que usemos menos plásticos e isopores, que lavemos nosso lixo e o reciclemos, que fechemos as torneiras nos banhos demorados e ao escovar nossos dentes preciosos! Mas não tão preciosos somos. Mais é o planeta, nossa Terra mãe gentil e provedora, que não nos importamos de golpear diariamente. Bem-vindo @2020.sos.consciencia. Feliz ano novo é aquele que nós podemos fazer com nossas boas obras. Mãos à obra sem demora!!!

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade