Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas FORA DA CAIXA

Google, novos negócios e startups mineiras em tempos de pandemia

No caso das startups, algumas delas vêm desempenhando papel central na continuidade de atividades essenciais, como logística e conveniência


postado em 27/06/2020 04:00 / atualizado em 27/06/2020 07:32

Em entrevista exclusiva ao Estado de Minas, o diretor do Google for Startups no Brasil, André Barrence fala das oportunidades dentro da adversidade da pandemia de COVID-19(foto: Google/Divulgação)
Em entrevista exclusiva ao Estado de Minas, o diretor do Google for Startups no Brasil, André Barrence fala das oportunidades dentro da adversidade da pandemia de COVID-19 (foto: Google/Divulgação)

Os empreendedores, pela sua própria natureza, enxergam oportunidades em meio à adversidade. Neste momento, podem ter chances mais promissoras aqueles que tiverem soluções em três segmentos: serviços considerados essenciais, como delivery de alimentos; os que prestam serviços financeiros; e os que ajudam na nova rotina em que as pessoas passam mais tempo dentro de casa. A constatação é de um estudo realizado pelo Google for Startups Brasil, nos meses de março e abril, para identificar mudanças nas preferências e no comportamento das pessoas em meio à pandemia provocada pela COVID-19. Foi baseado no salto das buscas dos consumidores no site Google, que chega a registrar 3,8 milhões de pesquisas por minuto no mundo.

Nove empreendimentos mineiros destacados pelo Google for Startups
 
“Alguns setores demonstram potencial de oportunidades, mas não sabemos qual vai ser a sustentação delas”, disse o diretor do Google for Startups no Brasil, André Barrence, em entrevista exclusiva ao Estado de Minas.

O levantamento também apontou a busca por novos hábitos digitais, com aprendizagem e acesso a conteúdo à distância. “Apesar de vislumbrarmos algumas novas tendências de comportamento, é essencial ter atenção antes de tomar grandes decisões enquanto ainda impera uma indefinição de futuro. As startups também precisam ter muito cuidado para não parecerem oportunistas, dado o cenário de impacto econômico e social no país, se aproveitando do momento para se destacar nos mercados em que estão". Confira abaixo outros trechos da entrevista com Barrence:


» Startups colocadas à prova 

A busca por soluções à COVID-19 e respostas aos efeitos da pandemia acelerou o processo de transformação digital em diversos segmentos, o que, por sua vez, exigiu rápida capacidade de resposta de governos, centros de pesquisa e também dos empreendedores. No caso das startups, algumas delas vêm desempenhando papel central na continuidade de atividades essenciais, como logística e conveniência. Outras têm se mostrado centrais na adaptação a novos hábitos e comportamentos digitais, como acesso a conteúdos, desenvolvimento de novas habilidades e educação no formato digital.

» Exemplo mineiro 

Uma das que mais se destacam é a Hotmart, com um crescimento expressivo no volume de buscas do Google. Isso demonstra a capacidade de startups mineiras em se tornarem referências em seus mercados. Para que isso aconteça, é necessário seguir investindo na construção de um ecossistema de inovação cada vez mais coordenado em Minas Gerais.

» Startup Zone

É um programa do Google for Startups voltado para aquelas em estágio inicial, com workshops, talks e mentorias em 12 semanas. A turma que encerramos em abril foi a maior que já tivemos, com 21 participantes. Devido ao distanciamento social, ainda estamos avaliando as datas da próxima turma e o melhor formato. Para participar, é só ficar atento ao nosso site, newsletter e Instagram, onde divulgamos os processos de inscrição.

» Desempenho de Minas

A gente sempre esteve de olho na rede de startups mineiras, afinal o Google Brasil nasceu justamente de uma startup de Belo Horizonte. Em 2005, o Google comprou a Akwan, fundada por professores da UFMG e assim abriu seu primeiro escritório no país em Minas. No Startup Zone tivemos a Simplifica Aí, a Foozi e a WiCar, três startups com propostas diferentes que mostram como o empreendedorismo mineiro está amadurecendo e buscando diversificar seus mercados.

» Immersion

No fim do ano passado, nós também rodamos o programa Immersion, que é voltado para startups já em estágio de crescimento e escala. Nele, focamos em três áreas de expertise do Google: desenvolvimento de produto, aquisição de clientes e gestão e cultura. Dentre as 10 startups participantes, cinco eram mineiras: Sólides, Dito, Rock Content, Toro Investimentos e Grão Direto. Ter essa diversidade de empresas provindas de Minas em diferentes programas nossos é mais um exemplo de como o ecossistema do estado é rico.


» O Google for Startups

Nós acreditamos que se as startups tiverem sucesso, o Google, nossas comunidades e a economia também terão. Nosso papel é o de dar suporte imediato para as lideranças e seus times, que estão em um momento de tomar decisões duras. Buscamos colocar à disposição recursos, como o apoio de mentores, experts e as nossas tecnologias, que possam ajudá-las com desafios específicos. Também repensamos a própria estrutura dos nossos programas. Além de terem se tornado remotos, trabalhamos na adaptação de conteúdos para que sejam úteis ao momento, que é de otimização e de buscar reduzir custos adicionais das contas das startups.

» Impactos da pandemia

Tivemos que fechar temporariamente a nossa sede em São Paulo, o Google Campus, e isso impactou diretamente o formato dos nossos programas que seguem sendo virtuais até que seja seguro reabrir o prédio. Mas o nosso prédio é apenas um dos benefícios que oferecemos para as startups da nossa rede. Em todos os nossos programas, o que mais valorizamos é a troca de experiências e conhecimentos entre especialistas e empreendedores, e isso foi possível levar para o meio virtual. Isso enriquece muito a nossa rede de contatos.

» Otimismo

Independente do momento desafiador, sigo otimista em relação ao desenvolvimento do ecossistema de inovação no país, e em especial em relação à participação das startups no processo de transformação da sociedade. Não há dúvidas que a pandemia trouxe à tona necessidades importantes da população que precisam ser endereçadas, como o acesso em massa a serviços financeiros digitais, telemedicina e um novo formato de entrega da educação em todos os níveis. Além disso, empresas tradicionais e governos terão inovação e transformação digital como itens prioritários em suas agendas. O protagonismo dos empreendedores será fundamental para construir soluções com o uso de tecnologia capaz de endereçar tais necessidades. Acredito que tudo isso poderá acelerar os ciclos de inovação em diversos setores no futuro.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade