Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Fiemg comemora 87 anos com 65 mil associadas

Federação das Indústrias de Minas Gerais, comandada atualmente pelo engenheiro Flávio Roscoe, conta com empresas de todos os portes, que empregam mais de 1,15 milhão de pessoas


postado em 12/02/2020 04:00

(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press )
(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press )
Fundada em 12 de fevereiro de 1933, a Federação das Indústrias de Minas Gerais está comemorando hoje 87 anos de funcionamento contínuo como a entidade máxima das empresas industriais do estado, com mais de 65 mil empresas associadas localizadas em todo o território mineiro. Três engenheiros e empresários competentes, empreendedores de grande visão administrativa, foram os responsáveis pela criação da Fiemg: Euvaldo Lodi, que foi também o criador da Confederação Nacional da Indústria (CNI), do Sesi e do Senai, Alvimar Carneiro de Rezende e Américo René Giannetti, que foi prefeito de BH. O parque industrial mineiro atendido pela Fiemg conta com indústrias de todos os portes, que empregam mais de 1,150 milhão de funcionários. O atual presidente da entidade é o engenheiro Flávio Roscoe, continuador da tradição desenvolvimentista dos fundadores da entidade.

Minas Gerais
Salários em foco

Logo após assumir o governo de Minas Gerais, Romeu Zema, vendo a situação lastimosa das finanças estaduais, proclamou que os aumentos salariais do funcionalismo estavam suspensos, já que não havia dinheiro em caixa. E o que se viu durante 2019 foram salários do funcionalismo parcelados em até 3 vezes, 13º em atraso, atraso no pagamento dos fornecedores, retenção de recursos para os municípios, dívida enorme para com a União, etc. Pois bem. No navegar do barco, a classe policial mineira e os agentes penitenciários solicitaram reajustes em seus vencimentos e, após muita negociação e pressão, acabaram sendo atendidos pelo governo. Aí, então, os demais integrantes do funcionalismo, sentindo-se preteridos e discriminados, obviamente se manifestaram. Querem também aumento de salários. O setor da educação foi um dos primeiros a sair em campo. A mesa está posta. Vamos agora aguardar a marcha dos acontecimentos.

No Majesto
Coquetel da Alctel

A Alctel, empresa mineira de tecnologia, fundada em 1996 por Sérgio Lima e William Jesus, hoje com filiais no Rio e em São Paulo, promove amanhã (13) coquetel comemorativo de sua nova fase de operações, a ter lugar no Buffet Majesto. A programação, das mais interessantes, acompanha inovações tecnológicas de lazer à la mode. Serão oferecidos espaço para jogos eletrônicos, música de DJ, de banda de pop rock e até show de um mágico. Isso sem falar nos secos e molhados de praxe. Tudo para entreter os convidados.

Encontro de Negócios
Detalhes nipônicos

No seminário de negócios a se realizar hoje (12), no BDMG, entre representantes de 13 empresas do Japão, de diversas atividades, e empresários mineiros, a pauta evidentemente será das mais diversificadas. Por exemplo, o empresário japonês Yasuhiro Kawahara, diretor da tradicional produtora de chá Kawahara, na província de Saga, de mais de 200 anos, vai abordar a cultura das plantas de chá de seu país, as diferenças de seus sabores e até sua preparação. Haverá degustação. Os produtores japoneses sempre enfrentaram a grande concorrência dos chás da China, Índia, Ceilão, Birmânia e Indonésia. A partir das 8h30.

Colegiado
Assembleias Legislativas

Segunda-feira, reuniram-se em Brasília os presidentes e demais diretores das Assembleias Legislativas de todo o país para a eleição dos integrantes da nova direção do colegiado de dirigentes das entidades parlamentares estaduais (Unale). O deputado Lissauer Vieira, presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, foi eleito presidente da Unale. Para os parlamentares mineiros sobraram dois cargos importantes: o presidente da Assembleia de Minas Gerais, deputado Agostinho Patrus, foi eleito secretário-executivo, e o deputado Alencar Silveira Jr. foi eleito presidente do Conselho Fiscal.

Los Angeles
Concorrência com Amsterdã

Los Angeles, desde 2017, tornou-se a maior concorrente de sua rival Amsterdã na venda legalizada de maconha, quando o prefeito da cidade resolveu liberar a comercialização da erva. Mais de 200 postos de vendas foram inaugurados em L.A. Inclusive, já tem muito brasileiro aproveitando esse privilégio para apreciar um baseado dentro da lei. No entanto, depois de ter sido considerada como o maior mercado de maconha recreativa legal do mundo, em 2019 passou a acontecer um fato inesperado na cidade. Os apreciadores da erva voltaram a comprar a maconha de seus antigos fornecedores do tempo da ilegalidade. Deixaram os comerciantes legais de lado. Esses estão danados da vida com essa ingratidão dos maconheiros californianos. Vão fazer uma passeata de protesto.

Carlos Ghosn
Biografia dissecada

A rede de televisão francesa TV5Monde apresentou programa de mais de uma hora de duração sobre o famoso empresário Carlos Ghosn, ex-presidente das montadoras Nissan, Renault e Mitsubishi, em que dissecou todos os detalhes de sua vida, desde seu nascimento, em Guarajá-Mirim, Rondônia, até sua rocambolesca fuga do Japão, onde se encontrava em prisão domiciliar devido aos escândalos registrados em sua administração (de sucesso) frente a Nissan. O programa, inclusive, mostrou a apertada caixa de instrumento musical em que ele se escondeu para fugir de Tóquio. Por outro lado, revelou a enorme cupidez e ganância de Ghosn ao exercer o comando das três montadoras, quando, aliás, demonstrou ser um gênio. Para exercer a presidência da Renault, exigiu salário anual de 15 milhões de euros. Na Nissan e na Mitsubishi, fez o mesmo, sem falar nos supostos desvios de dinheiro que fazia. Outro fato da megalomania de Ghosn foram as festas espantosas que promoveu no Castelo de Versalhes quando presidente da Renault, inclusive seu casamento. Festas dignas do Rei Sol, Luiz XIV.

China
O último imperador

A data de hoje é histórica para a China, pois marca o 118º aniversário da queda da monarquia no país, após mais de 3 mil anos de império, quando o último imperador, Pu Yi, abdicou do trono forçado pelo comando da revolução Xinhai. A decisão da abdicação foi assinada no dia seguinte. Os revolucionários resolveram poupar a vida de Pu Yi, que, em seguida, fugiu para Tientsin. Acabou sendo imperador fantoche da Manchúria por 10 anos, imposto pelos japoneses. Morreu em 1967, em Pequim, exercendo as funções de jardineiro. Os comunistas também não tiveram coragem de matá-lo. Seu sobrinho, o príncipe Jin Yuzhang, é hoje o herdeiro do trono chinês. A monarquia não desiste.

Hospital da Baleia
Selo Empresa Amiga

Hoje, em solenidade a se realizar no Hospital da Baleia, a presidente da Fundação Benjamin Guimarães, Tereza Guimarães Paes, fará a entrega do Selo Empresa Amiga da Baleia aos dirigentes de todas as empresas que colaboraram com o hospital no ano de 2019, colaboração esta da maior importância para manutenção in totum dos serviços prestados pela instituição a seus pacientes. A entrega desse documento de reconhecimento vem sendo feita há 10 anos. Um total de 60 selos serão entregues tanto a dirigentes de empresas quanto a pessoas físicas. Os Diários Associados estão entre o grupo de homenageados. Às 9h.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade