Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Dom Walmor está a toda à frente da Catedral Cristo Rei

No fim de semana, duas celebrações foram realizadas lá: o encontro da Assembleia do Povo de Deus e a comemoração do Dia Universal de Cristo Rei


postado em 26/11/2019 04:00

O arcebispo dom Walmor Oliveira de Azevedo, tendo ao fundo o projeto da Catedral de Cristo Rei, já celebra atos litúrgicos nas obras do templo (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
O arcebispo dom Walmor Oliveira de Azevedo, tendo ao fundo o projeto da Catedral de Cristo Rei, já celebra atos litúrgicos nas obras do templo (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)

CATEDRAL CRISTO REI
JÁ EM AÇÃO

Com o avanço das obras da nova catedral de Belo Horizonte, Cristo Rei, situada no final da Avenida Cristiano Machado, a igreja começou a sediar celebrações litúrgicas muito mais cedo do que se esperava. Dom Walmor é um fenômeno para trabalhar. No fim de semana, a catedral recebeu duas celebrações. A primeira foi no sábado, o encontro da Assembleia do Povo de Deus. A segunda, no domingo, quando se comemorou o Dia Universal de Cristo Rei. A missa solene em louvor a Cristo Rei foi celebrada por dom Walmor, seguida de visita às obras.

POLÊMICA
LICENÇA PARA MATAR

Pelas manifestações que vêm sendo registradas no país, não despertou nenhuma simpatia o projeto do governo enviado ao Congresso que dá licença a forças policiais para abater criminosos em operações para manutenção da lei e da ordem. A proposta foi considerada por juristas uma verdadeira aberração, clara licença legal para matar, o que só pode provocar excessos por parte das forças militares e policiais. Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, conhecido por suas posições radicais e polêmicas decisões jurídicas, considerou a proposta “selvageria”.

ECOLOGIA
CANUDINHOS DE PRATA

No jantar dançante de sexta-feira no Automóvel Clube, organizado por Lilian Furman, houve sorteio de brindes cedidos pelo comércio de BH. Entre os objetos sorteados, vejam vocês, havia canudinhos de prata, oferecidos pela Geórgia, sofisticada casa de presentes em Lourdes. O objetivo é colaborar com a campanha ecológica de acabar com canudos de plástico, um dos vilões da contaminação da natureza. Tratou-se, claro, de uma colaboração ligeiramente sofisticada. Usar canudinhos de prata não é para qualquer um. Outro detalhe simpático foi o show proporcionado pela bonita pianista amadora Fabiane Luzzi, que cantou em francês. Uma bela surpresa.

TROFÉU IR
EXECUTIVA AGRACIADA

A economista Nora Lanari, executiva de R.I. da Localiza, foi uma das premiadas com o troféu IR Magazine Awards de 2019, que contempla especialistas em relações com investidores. A entrega do galardão ocorreu em São Paulo. O IR (Investors Relations) Awards, de amplitude internacional, completou 25 anos de praia.

NA ESPERA
VAGA NO TSE

Acredita-se que até o fim desta semana o presidente Jair Bolsonaro fará a escolha do nome do futuro ministro substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entre os advogados da lista tríplice que lhe foi enviada pelo Supremo Tribunal Federal. Como a coluna noticiou, a advogada de BH Maria Fernanda de Carvalho Pereira foi a mais votada da lista. Sua indicação é tida como certa.

PRÊMIO JABUTI
CONCEIÇÃO EVARISTO

A escritora negra Conceição Evaristo, nascida em uma favela em BH, continua em ascensão depois de sua derrota na eleição para a Academia Brasileira de Letras. Foi agraciada este ano com o 61º Prêmio Jabuti de Literatura, um dos mais importantes da América Latina. A entrega será no dia 28, em São Paulo. Promoção da Câmara Brasileira do Livro.

JUDICIÁRIO
PEGANDO PESADO

Magistrados envolvidos no escândalo de sentenças criminosas de legalização de terras no Oeste do estado pegaram pesado. Seriam legalizados 360 mil hectares, recorde nos últimos 100 anos. A desembargadora Maria da Graça Leal manipulava 57 contas bancárias em seu nome. Pergunta que o leitor faz: comprovada a culpa da rapaziada, eles serão condenados à doce aposentadoria com direito a vencimentos integrais, como ocorre com a maioria dos magistrados brasileiros envolvidos em falcatruas?

MELHORES DO ANO
JAPONESES NA PISTA

Houve presença de compradores japoneses na Semana Internacional do Café, realizada no Expominas, na semana passada. Vieram testar a qualidade dos cafés oferecidos. O consumidor japonês é um dos mais exigentes do mundo. Chega a pagar até US$ 25 por xícara, sem reclamar. O produto mineiro se tornou um dos prediletos dos nipônicos. A propósito, o cafeicultor Wilians Valério, de Alto Caparaó, em Minas Gerais, foi o vencedor do concurso Coffee of the Year 2019. Ganhou o título de Melhor Café Arábica. Os japoneses ficaram de olho.

FIM DE MUNICÍPIOS
SENADORES CONVIDADOS

A direção da Associação Mineira de Municípios (AMM), assim como prefeitos e vereadores dos municípios mineiros ameaçados de perder seu status pelo projeto do governo federal, conta com a presença dos senadores que representam Minas na reunião de hoje, marcada para debater a matéria. Antonio Anastasia, Carlos Viana e Rodrigo Pacheco devem manifestar sua opinião. Já a presença de deputados estaduais e federais é mais tranquila. A única salvação é o Congresso rejeitar o projeto.

DOM JOÃO VI
DATA HISTÓRICA

Em 26 de novembro de 1807, há 212 anos, dom João VI, rei de Portugal, embarcava às pressas rumo ao Brasil, fugindo das tropas de Napoleão Bonaparte. Chegou em Salvador, na Bahia, em 22 de janeiro de 1808, após terrível viagem. Em Salvador, assinou o tratado de liberação dos portos do Brasil às potências estrangeiras, que, segundo historiadores, deu início ao desenvolvimento do país. Só desembarcou no Rio de Janeiro em março. Recebido com festa, criou o Banco do Brasil, fábricas, teatros, etc. Ficou 13 anos por aqui. Regressou contrariado.















*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade