Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Proclamação da República, um golpe na 'calada da noite'

Evento histórico na Praça da Aclamação, no Rio de Janeiro, deixou 'o povo bestializado', comentou o líder paulista Aristides Lobo


postado em 15/11/2019 04:00

(foto: Benedito Calixto/reprodução)
(foto: Benedito Calixto/reprodução)

Comemoram-se hoje os 130 anos da Proclamação da República no Brasil, golpe político-militar ocorrido, pode-se dizer, “na calada da noite”, em que o militar Deodoro da Fonseca foi tirado de casa de madrugada, no Rio de Janeiro, para ir até a Praça da Aclamação, onde se encontravam batalhões de soldados. Contam os relatos históricos que Deodoro chegou a pé na praça, onde lhe deram um cavalo. Subiu no cavalo, tirou o quepe militar e bradou: “Viva a República!”. Em seguida, foi a pé para sua residência, enquanto militares republicanos tomavam as demais providências. Uma das principais foi comunicar a dom Pedro II que ele estava deposto.

• • •

De acordo com o líder republicano paulista Aristides Lobo, “o povo assistiu bestializado à proclamação da República”. Militares positivistas, maçons e a elite dos fazendeiros paulistas, que não gostou do decreto da princesa Isabel abolindo a escravatura sem indenizá-los, mantiveram o ato de rebeldia de Deodoro. “Bestializada”, a população não teve como reagir aos acontecimentos.

PRAZOS
DECRETOS E PECS

A medida provisória editada pelo presidente Jair Bolsonaro suspendendo a obrigatoriedade da publicação de balanços em jornais durou pouco. Foi anulada tanto por decisão do Supremo Tribunal Federal como do Senado. Agora, dizem que a medida provisória que acabou com o pagamento do seguro obrigatório de veículos, o DPVAT, terá o mesmo fim. Dever ser anulada pelo Congresso Nacional. Como o país inteiro comenta, a MP teria sido adotada para prejudicar o presidente do PSL, Luciano Bivar, que faz oposição a Bolsanaro, dono de uma empresa de seguros. O setor é um dos grande beneficiados pelo seguro obrigatório.

SUSTENTABILIDADE
PRÊMIO HUGO WERNECK

O governador Romeu Zema foi convidado pelo jornalista Hiram Firmino, diretor da Revista Ecológico, para presidir a solenidade de entrega do 10º Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade, a se realizar em 2 de dezembro, às 18h, na Sala Minas Gerais. Zema prometeu comparecer, tanto que seu nome está citado no convite. No entanto, dizem que o vice Paulo Brant já teria sido alertado sobre o evento. Assim, em qualquer eventualidade, ele pode substituir o governador na festa ecológica.

SINDUSFARQ
NÍVER DE 87 ANOS

A festa que a direção do Sindicato das Indústrias de Produtos Farmacêuticos e Químicos de Minas Gerais (Sindusfarq) promoveu no Buffet Catharina, em 7 de novembro, serviu não só para comemorar os 87 anos da entidade, como também para a entrega da Medalha Olavo Machado Júnior aos agraciados do ano e para dar posse à nova diretoria. Entre os contemplados com a medalha, o comandante do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, coronel Edgard Estevo, e o presidente da Fiemg, Flavio Roscoe. O novo presidente do Sindusfarq é o empresário Carlos Mário de Moraes, do Laboratórios Osorio de Moraes. O vice é Rodrigo da Rocha Rodrigues, da Soft Hair.
O mandato vai até 2022.

PLANALTO
A QUEM INTERESSA?

Os sucessivos lances e manobras surgidos na imprensa em torno do lançamento da candidatura do apresentador de televisão Luciano Huck à Presidência da República vêm se intensificando, principalmente no Rio de Janeiro e em São Paulo, dando a entender que os interessados no projeto estão mais articulados do que sugere nossa vã filosofia. Embora qualquer brasileiro possa se candidatar ao cargo, Huck não teria nenhuma justificativa profissional, ideológica, biográfica para fantasiar uma pretensão desse quilate. Algo deve estar atrás desse projeto. Só para fazer borbulhas é que não pode ser.

JUSTIÇA DO TRABALHO
SEMANA DA CONCILIAÇÃO

Durante a 14ª Semana Nacional da Conciliação, realizada de 4 a 8 de novembro nos fóruns da Justiça do Trabalho em todo o país, só a Justiça trabalhista de Minas Gerais homologou 2.424 acordos, que somaram R$ 55,5 milhões. A ação é promovida pelo Conselho Nacional de Justiça. Os acordos homologados representaram mais de 40% das 5.801 audiências realizadas no período nos Cejusc e varas trabalhistas
do estado.

FARTURA 2019
FINAL EM FORTALEZA

O Projeto Fartura – Comidas do Brasil , criado pelo empresário mineiro Rodrigo Ferraz, que no momento encontra-se em cartaz em Lisboa, no magnífico Restaurante Espelho D'Água, será encerrado em Fortaleza. A função na capital cearense começa no dia 23 e vai até dia 24, na Praça da Flores. Em seguida, a equipe do projeto entra em férias e passa a aguardar em dolce far niente as atividades de 2020. Este ano, o projeto Fartura ofereceu 545 atrações gastronômicas e serviu 220 mil pratos, que representaram 65 toneladas de alimentos.

FESTA
TALENTOS E ESTRELAS

A empresa Talentos & Estrelas, dirigida por Areta Fonseca, especializada em revelar artistas principalmente para a televisão, vai comemorar seu terceiro ano de atividades em Belo Horizonte, em 24 de novembro, promovendo uma grande festa no Mix Garden. Haverá pocket show de Gabi Borges, participações especiais de Flávia Pavanelli, Vick Valentin e Isabela Nunes e desfile de coleções de grifes conhecidas. Convites estão na Top Agency, na Rua Paracatu, 277.

BOLSONARO
PALETÓ DE SMOKING

O presidente Jair Bolsonaro precisa contratar um expert em elegância masculina para orientá-lo sobre os trajes que deve usar em solenidades públicas, coquetéis e recepções de gala. Com o maior respeito, o paletó de smoking com gravata preta usado por ele não foi nada condizente com o ambiente da reunião dos chefes do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), realizada ontem.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade