Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Delegação parlamentar do Reino Unido debate educação e negócios

Senador Antonio Anastasia recebeu oficialmente os políticos no Congresso Nacional. Na pauta, pontos comuns entre o Brasil e a Grã-Bretanha


postado em 25/09/2019 04:00 / atualizado em 24/09/2019 18:45

No salão nobre do Congresso Nacional, o senador Antonio Anastasia (à direita) com os integrantes da missão parlamentar do Reino Unido em visita a Brasília(foto: Senado Federal/Divulgação)
No salão nobre do Congresso Nacional, o senador Antonio Anastasia (à direita) com os integrantes da missão parlamentar do Reino Unido em visita a Brasília (foto: Senado Federal/Divulgação)


O senador Antonio Anastasia, vice-presidente do Senado Federal, foi quem recebeu oficialmente no Congresso a delegação parlamentar do Reino Unido que está em visita ao Brasil e que se encontra esta semana em Brasília. Os britânicos foram recebidos inicialmente no salão nobre do Congresso Nacional, havendo depois conversações sobre pontos comuns entre o Brasil e a Grã-Bretanha. Na pauta, assuntos envolvendo matéria parlamentar, educação e negócios. Na rebarba, focalizou-se o imbróglio da saída do Reino Unido da União Europeia, fato agravado ontem com a resolução da Corte Suprema de anular a decisão do primeiro-ministro Boris Johnson que suspendeu ilegalmente os trabalhos do Parlamento. No momento, fala-se inclusive na renúncia de Johnson. A delegação parlamentar inglesa estava formada por lord Howarth of Newport, deputado Mark Menzies (chefe da delegação), deputado Chris Leslie, a baronesa Coussins, Martins Vickers, deputado do partido Conservador, outros integrantes e assessores.

Universidades
Governo de olho

Além dos gastos com os poderes Judiciário e Legislativo, que manejam por conta própria seus orçamentos, uma das preocupações do governo federal em matéria de despesas forçadas da República é o das 63 universidades federais, que este ano vão consumir dos cofres públicos a verba de R$ 49,621 bilhões, um total respeitável. E o mais grave tanto para as universidades quanto para o governo é que 85% desse dinheiro é gasto com pagamento do pessoal, o que faz com que não sobre nada para setores importantes como pesquisas, material de ensino, edificações, etc. Vai daí que é tido como certo que a partir de um futuro bem próximo, catedráticos e professores em geral e servidores vão ser contratados pela CLT, como em qualquer empresa privada. Nada de concurso público. A única dúvida a respeito é quando a medida será oficializada.

Empanadas
Origem medieval

A respeito da nota da coluna sobre a Festa Chilena a se realizar sábado na praça do Museu Abílio Barreto, no Cidade Jardim, em que se abordou a origem das empanadas, atração gastronômica a ser servida no evento, se seria argentina ou chilena, a organização da promoção esclarece que cada país latino-americano (México, Colômbia, Argentina, Chile, etc.) tem sua receita própria da empanada. E que a verdadeira origem desse petisco vem da época medieval na Península Ibérica, no período da invasão dos mouros. Para completar, fornece a receita da empanada chilena, que é mais “gordita” do que as demais. É um pastel de crosta encorpada com recheio de carne bovina picada, cebola, azeitonas pretas e ovo cozido, chamada de “empanada de pino”. Vale por uma refeição.

Ostara
Festival Medieval

O calendário artístico de Belo Horizonte oferece de tudo. Por exemplo, sábado e domingo terá lugar na Pampulha, no Sítio Mona, o Festival Ostara, com variada programação de eventos típicos da era medieval. O encontro inclui, entre outras atrações, luta de espadas (os contendores usam armaduras medievais), arremesso de machado, aves de rapina, arco e flecha, canções medievais, danças ciganas, bate- papos sobre paganismo, bandas musicais, etc. Tudo para celebrar o equinócio da primavera. O Sítio Mona fica perto do Restaurante Paladino. Salve a era medieval!

Mundo artístico
Briga feia

A classe artística do Rio de Janeiro e na rebarba o pessoal de teatro, cinema e TV do país estão escandalizados com os adjetivos que foram dirigidos pelo diretor da Funarte, o dramaturgo Roberto Alvim, contra a veterana atriz Fernanda Montenegro, ícone do teatro nacional, divulgados ontem pela imprensa. Barra pesada. “Sórdida”, “bruxa”, “hipócrita “, “canalha”, “mentirosa” e outros mais foram utilizados por Alvim contra a chamada “deusa sagrada do teatro nacional”, devido a uma entrevista concedida por ela a uma revista. A Associação dos Produtores Teatrais e demais associações teatrais e de atores já saíram em defesa da atriz. A confusão ainda deve render muito pano para manga.

Mônaco
Pela salvação do Oceano

Amanhã (26), no Principado de Mônaco, astros de Hollywood e da Europa, cantores, artistas e intelectuais de prestígio internacional participarão do Grand Gala de Monte Carlo para o Oceano Global. Evento em defesa do meio ambiente e proteção dos oceanos do mundo, a ser anfitrionado pelo príncipe Albert II. Entre os participantes famosos estarão Robert Redford, Nicole Kidman, Uma Thurman, Andy Garcia, Gwen Stefani, o cantor Andrea Bocelli, Robin Thicke, o grupo Kool & The Gang e muitos outros mais. Ênfase para limpeza global dos oceanos, invadidos pelos plásticos. Defesa dos animais marítimos. Não é preciso dizer que os índios, o desmatamento e os incêndios na Amazônia também serão focalizados. Equilíbrio global para as gerações futuras.

Caixa
Apoio à construção civil

O diretor de Habitação da Caixa Econômica Federal, Matheus Neves Sinibaldi, foi um dos convidados especiais da abertura do 1º Congresso do Mercado Imobiliário, realizado em BH, na sede do Sebrae, promoção do Sinduscon/MG. Ressaltou no evento o compromisso da Caixa no apoio à recuperação da construção civil. Acentuou que a última conquista do setor foi a nova linha de financiamento imobiliário indexada ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A modalidade cobrará, além da inflação, taxa que varia de 2,95% a 4,95% ao ano. Quanto melhor a relação do cliente com o banco, menor a taxa. Contratos terão prazo máximo de 360 meses. Cota de financiamento de até 80% do valor do imóvel. Uma verdadeira sopa no mel.

Liberdade e Democracia
Primo mangiare

A direção do Instituto de Formação de Líderes de BH, que promoveu segunda-feira, no Palácio da Artes, o 10º Fórum Liberdade e Democracia, no que toca à programação do evento resolveu seguir à risca o ditado italiano que diz primo mangiare, dopo filosofare. Antes de as principais figuras do encontro se dedicarem às conferências e debates previstos para o fórum, recebeu 150 palestrantes e associados para almoço no Automóvel Clube, que fica encostado ao lado Palácio dos Artes. O almoço começou às 11h, para terminar pouco antes das 14h, hora do início dos trabalhos do fórum. Com o estômago vazio as pessoas não raciocinam bem.


Publicidade