Continue lendo os seus conteúdos favoritos.
Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Ex-embaixatriz Marie-Laure Solanet sai em defesa de Michelle Macron

Francesa é uma das líderes do movimento que repudia declarações de políticos brasileiros sobre a aparência física da primeira-dama da França


postado em 10/09/2019 04:00

Marie-Laure Solanet, tendo ao fundo o castelo de Chantilly. A francesa está em campanha pelos direitos da mulher e lança livro no Brasil(foto: Rejane Guerra/divulgação)
Marie-Laure Solanet, tendo ao fundo o castelo de Chantilly. A francesa está em campanha pelos direitos da mulher e lança livro no Brasil (foto: Rejane Guerra/divulgação)


A francesa Marie-Laure Solanet, que foi casada com o embaixador brasileiro Carlos Leite Barbosa, sempre atuou ativamente em movimentos internacionais, principalmente quando era embaixatriz em Paris e em Washington. No momento, ela mora nos arredores de Paris, junto ao castelo de Chantilly, às margens do Oise. Marie-Laure é uma das franco-brasileiras que lideram o protesto contra declarações de políticos do Brasil relativas à aparência física de Michelle Macron, primeira-dama da França. Circula nos dois países um manifesto redigido por intelectuais femininas da França e do Brasil.

PENTÁGONO
A AFRONTA

O espantoso atentado às Torres Gêmeas de Nova York, em 11 de setembro de 2001, que amanhã faz aniversário de 18 anos, obviamente se tornou o centro das atrações na história do terrorismo por seu ineditismo, ousadia e proporções. No dia fatídico em que ocorreram quatro ações simultâneas, o que mais irritou as autoridades norte-americanas foi a ofensiva contra o Pentágono, prédio-fortaleza da poderosa organização militarista americana, em que morreram 184 pessoas. A afronta continua engastalhada na garganta de entidades protetoras do território norte-americano, tipo CIA e FBI.

• • •

Entre os tristes acontecimentos que vêm sendo relembrados nos Estados Unidos desde o fim de semana, dois episódios dolorosos – 200 pessoas se suicidaram pulando das Torres Gêmeas e 341 soldados do Corpo de Bombeiros de Nova York morreram esmagados pelos escombros – continuam a tirar lágrimas dos olhos dos nova-iorquinos. Há nos EUA cerca de três mil órfãos das vítimas dos atentados.

AUTOMÓVEL CLUBE
STELLA D'ITALIA

Mais de 200 convidados, entre figuras da colônia italiana, empresários e gente do mundo oficial, devem participar, na noite de hoje, da recepção comemorativa da entrega da Ordem da Estrela D'Itália (Stella della Ordine d'Italia) ao industrial ítalo-mineiro Pietro Sportelli. A honraria é concedida pelo governo italiano. O evento será no Automóvel Clube. Sportelli é o presidente da Aethra, uma das maiores indústrias de autopeças do país, situada em Contagem. A entrega da condecoração será feita pelo cônsul da Itália em Minas Gerais. Às 20h.

ÓRGÃO HISTÓRICO
NOVA LIMA

De fabricação inglesa e doado em 1933 à Igreja Luterana de Nova Lima pela mineradora Saint John Del Rey Mining Company, um histórico órgão de tubos voltará à ação. Inativo há mais de meio século, o instrumento musical passou por demorado processo de restauração. Na quinta-feira, ele será devolvido à igreja. O auspicioso fato serve para lembrar que Nova Lima é uma das poucas cidades do Brasil que conta com uma igreja anglicana em funcionamento. Ela foi construída em 1834 pelos ingleses da mina de Morro Velho.

PAMPULHA
CIRCUITO GASTRONÔMICO

Começa amanhã, a todo vapor, a 10ª edição do Circuito Gastronômico da Pampulha, com participação dos 16 mais renomados restaurantes da região. No grupo estão Anella, Paladino, Degraus, Maria das Tranças, La Palma, Amadís e Dal Grano. A festa dos 10 anos está marcada para dia 20, na tribuna do Mineirão. A festa de encerramento será no dia 22, um domingo, no Iate Tênis Clube. O tema deste ano foram os pratos regionais da Serra da Mantiqueira.

ARTESANATO
FEIRA NACIONAL

Apesar de o evento ocorrer somente em 8 de dezembro, a organização da Feira Nacional de Artesanato, que em 2019 comemora 30 anos de realização ininterrupta em Belo Horizonte, informa que já foram reservados 90% da área de estandes. Dos 1,2 mil estandes, restam menos de 100. Sinal de que já está com seu sucesso garantindo. Este ano, a feira contará com 100 indígenas de várias etnias. Todos eles exibindo seus produtos artesanais.

EXPOSIBRAM
FEIRA DA MINERAÇÃO

Teve início ontem, no Expominas, o Expo & Congresso Brasileiro de Mineração 2019, promoção do Instituto Brasileiro de Mineração. Encontro realizado de dois em dois anos, reúne mais de 1,5 mil pessoas ligadas ao setor. Entre os principais assuntos em discussão estão as novas medidas de segurança e os métodos modernos de administração. Junto ao congresso será realizada a tradicional exposição de equipamentos e serviços, com participação de mineradoras de todo o mundo. Os dois eventos vão até quinta-feira.

MUSEUS MINEIROS
SEGURANÇA EM FOCO

O sistema de segurança e proteção das instituições museológicas de Minas Gerais será o tema principal do 12º Encontro Estadual de Museus, que será realizado de amanhã até sexta-feira no Centro Cultural do Minas Tênis Clube, em BH. A preocupação é manter os acervos livres de incêndios e roubos. Planos de prevenção serão analisados. O diabo é que um tema que nunca entra em discussão em encontro de museus é a ampliação de acervos e aquisições importantes. A falta de verbas é uma luta constante. Incorporação de peças raras e valiosas nunca estão em pauta.

NIEMEYER
FÓRUM MUNDIAL

Arquitetos do país e do exterior participaram, em São Paulo, do 2º Fórum Mundial Niemeyer, encontro destinado não só a analisar as obras realizadas pelo saudoso arquiteto Oscar Niemeyer, como também a debater inovações ligadas à arquitetura. O fórum foi anfitrionado por Paulo Sérgio Niemeyer, bisneto de Oscar, e por sua mulher, a urbanista Cris Camargo. Além de discussões sobre o conjunto criado por Niemeyer na Pampulha, considerado patrimônio cultural da humanidade pela Unesco, houve sugestão para futura realização do fórum em BH. Tudo dentro da tese de Oscar: foi em Minas que tudo começou.


Publicidade