Publicidade

Estado de Minas

Mário Fontana


postado em 08/08/2019 04:00

 
IHGMG
NÍVER DE 112 ANOS
Comitiva do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais em visita à casa do bandeirante Fernão Dias Paes Leme, em Pedro Leopoldo, posteriormente tombada como patrimônio cultural do estado, a pedido da entidade(foto: Iepha/MG/Divulgação)
Comitiva do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais em visita à casa do bandeirante Fernão Dias Paes Leme, em Pedro Leopoldo, posteriormente tombada como patrimônio cultural do estado, a pedido da entidade (foto: Iepha/MG/Divulgação)

A direção do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG), a mais antiga instituição cultural privada de Minas Gerais, fundada em Belo Horizonte em 1907, promove, no sábado, almoço festivo para comemorar seus 112 anos. O encontro, nos salões do terceiro andar do Automóvel Clube, servirá também para marcar o encerramento do mandato da diretoria da entidade, presidida pelo desembargador Aloisio Quintão, que fará discurso de despedida, focalizando sua administração no triênio 2016/2019. A posse da nova direção será em 15 de agosto, quando o procurador de Justiça Antônio Carlos Abritta será empossado na presidência para o período 2019/2021.

MEIO AMBIENTE
AGRONEGÓCIO SURPREENDE

Pelo sim, pelo não, causou surpresa a declaração do ex-deputado federal mineiro Roberto Brant, atual presidente do Instituto CNA, apêndice social da Confederação Nacional da Agricultura, em encontro nacional promovido em São Paulo pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), contestando a política ambiental do governo federal em relação ao desmatamento da Amazônia. Brant disse que o governo deve mostrar ao mundo que tem todo o interesse de proteger a Amazônia e não estimular o desmatamento e a mineração em terras indígenas. De acordo com ele, nova mudança de orientação na política ambiental brasileira só viria valorizar o agronegócio junto à comunidade internacional e estimular os negócios do país no exterior. A própria ministra da Agricultura, Tereza Cristina, representante da bancada rural, manifestou-se favorável às declarações de Roberto Brant, no que foi acompanhada pelo diretor-executivo da Abag, Luiz Cornachionni.

CHINA
CARROS A ÁLCOOL

O governo da China deu a entender que não há por onde escapar. Vai ter de mudar de maneira drástica e o mais rápido possível o sistema de abastecimento de sua frota de automóveis, a fim de diminuir a poluição em suas grandes cidades, que vem matando e provocando epidemias de doenças respiratórias. A atual frota do país é de 240 milhões de unidades, caminhando celeremente para 300 milhões em 2030. Além dos carros elétricos, uma das alternativas é substituir a gasolina pelo álcool. Aí é que a porca torce o rabo no que toca ao Brasil, que pode se tornar o grande fornecedor de etanol para os chineses. Isso, se a produção brasileira der conta do recado.

ARTHUR BERNARDES
CAFÉ COM LEITE

A data de hoje assinala os 144 anos de nascimento do mineiro Arthur Bernardes, o último político de Minas Gerais a fazer parte do sistema chamado de “café com leite”, em que um mineiro se alternava com um paulista para ocupar a Presidência da República. Bernardes, nascido em Viçosa, exerceu a Presidência de 1922 a 1926, quando passou o cargo para o paulista Washington Luiz, que foi desposto por Getúlio Vargas em 1930. Até 1955, quando morreu, Arthur Bernardes teve influência na política brasileira.

FÓRUM
GESTÃO CULTURAL

A reitora da Universidade Federal de Minas Gerais, professora Sandra Goulart Almeida, vai abrir o Fórum UFMG de Cultura, a se realizar de 19 a 22 de agosto, no Conservatório de Música da universidade, com participação de gestores de várias instituições de ensino superior do país e convidados estrangeiros. Tema do encontro: “Políticas e gestão cultural nas instituições de ensino superior do Brasil”. Podem surgir novidades sobre diversidade cultural, acesso à cultura, responsabilidade socioambiental, etc. O encontro é realizado desde 2014.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
CARGA HORÁRIA

A partir de 2022, portanto, daqui a pouco mais de dois anos, as escolas públicas e privadas do país vão ter de se adaptar para ampliar a carga horária de 800 para 1 mil horas anuais de aula, ou seja, um aumento de 25% em suas atividades. O antigo ensino médio somava 800 horas por ano. O objetivo é melhorar a qualidade da educação e reduzir a evasão escolar. Aí no caso, dá até para formular uma pergunta tipo Garrincha. Será que o Ministério da Educação combinou com os russos, ou seja, com os alunos? Com a atual disposição dos estudantes no Brasil para frequentar aulas, vai ser uma parada torta essas 200 horas a mais. Ou será que não?

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL
PALESTRA AOS JOVENS

O empresário mineiro Pedro Paulo Drummond, fundador e presidente da Cia. do Terno, empreendimento vitorioso no setor do vestuário masculino, será o convidado especial do jantar-palestra que a direção da ACMinas Jovem, que reúne a nova geração de empresários da Associação Comercial de Minas, promoverá na segunda-feira, na Pizzaria Marília. Vai abordar sua trajetória de sucesso à frente da empresa nesta época em que o terno e a gravata estão perdendo prestígio. A Cia. do Terno atua em 23 estados, tem 127 lojas e 1,7 mil funcionários. Na rebarba, Pedro Paulo abriu a rede de camisaria Les Chemises.

UNIMED-BH
AUMENTO DA EQUIPE

Um grupo de 94 novos médicos cooperados será incluído hoje, de maneira oficial, na equipe de profissionais que atuam nas unidades da Unimed em BH, Betim e Contagem. Cobrirão o atendimento em 19 especialidades, entre elas pediatria, oftalmolgia, ortopedia e neurologia. Com a incorporação desse novo grupo, a Unimed atuante na Grande BH passará a contar com 5,6 mil médicos cooperados, o que não é pouco.

SUÉCIA
MENDIGOS

Municipalidade da Suécia colocou em prática uma lei determinando que o mendigo, para ter autorização de pedir esmolas, deve pagar taxa mensal à prefeitura e exibir, quando solicitado, documento provando estar em dia com as obrigações legais. Quem pedir esmola sem autorização vai preso. A inovação está se espalhando pela Europa. No Brasil, isso seria considerado excesso de burocracia.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade