Publicidade

Estado de Minas JAECI CARVALHO

Cruzeiro fatura 3 pontos diante de sua torcida

Em 15 pontos possíveis, o Cruzeiro faturou 11 sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo. Uma excelente média


20/08/2021 23:31 - atualizado 21/08/2021 00:07

O Cruzeiro entrou de verde, homenagem ao antigo Palestra Itália(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
O Cruzeiro entrou de verde, homenagem ao antigo Palestra Itália (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
O Cruzeiro derrotou o Confiança por 1 a 0, no Mineirão, diante de seu torcedor, e faturou 3 pontos importantes no primeiro jogo do returno da Série B. O gol foi de Marcelo Moreno, cobrando penalidade, mas foi uma partida de um time só. Não fosse o goleiro Michael e a má pontaria dos jogadores do Cruzeiro, e o placar poderia ter sido elástico. Em 15 pontos possíveis, o Cruzeiro faturou 11 sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo. Uma excelente média.

O Cruzeiro entrou de verde, homenagem ao antigo Palestra Itália, diante de sua torcida, que voltava ao estádio. A esperança era de que os torcedores tivessem responsabilidade, usassem máscaras e não fizessem aglomeração. As autoridades sanitárias estavam de olho. Sem vencer em casa há 6 jogos, o time mineiro precisava de uma grande vitória diante do Confiança, para ganhar moral, somar mais 3 pontos, e seguir à caça dos ponteiros da competição. Vale lembrar que a partir de agora teremos VAR na Série B, sempre importante. Por falar em arbitragem, gosto muito dos comentários da Janete Arcanjo, ex-árbitra, sempre ponderada e coerente. As mulheres sempre brilham.

O Cruzeiro teve dois lances suspeitos na área do Confiança. Na minha visão, duas penalidades, uma em Marcelo Moreno e outra em Bruno José. O árbitro ignorou e não foi chamado pelo VAR. O Cruzeiro precisava ser mais ousado. O Confiança marcava muito, mas era necessário jogar pelas extremas. Explorar o jovem Dudu, que tem grande potencial. Marcelo Moreno ganhou na cabeça, e a bola sobrou para Claudinho. Ele isolou.

Marcelo Moreno roubou a bola, avançou pela direita e fuzilou. O goleiro Michael espalmou à córner. Foi a primeira grande chance do time mineiro. Nas arquibancadas, o torcedor dava aquela força. O Cruzeiro precisava chegar com mais jogadores ao ataque. Marlon arriscou de longe e a bola foi para fora.
 
Primeiro chute do Confiança. O jogo era ruim. Faltava criatividade e imaginação por parte do Cruzeiro. Claudinho entrou na área e tentou por cobertura. A bola foi para fora. Falta para o Cruzeiro. Brock bateu por cima do gol. Dudu faz grande jogada pela direita e é derrubado quase na área. Giovanni cobrou a falta e a zaga afastou. Giovanni arriscou de longe. Não acertou o alvo. O 0 a 0, tão incômodo, foi mesmo o placar do primeiro tempo. O Cruzeiro tinha que voltar ousando mais e buscando um meio de furar a retranca adversária.

Wellington Nem entrou na vaga de Dudu. E ele logo chutou forte, da entrada da área, para fora. E foi ele quem tabelou com Moreno e chutou novamente, a bola desviou na zaga e foi a escanteio. A vitória era imprescindível para o Cruzeiro.
 
Bruno José foi buscando espaço e chutou da entrada da área. A bola bateu em João Paulo e foi à córner. Era jogo de ataque contra a defesa, e a torcida dava aquela força. Escanteio para o Cruzeiro, pela nona vez. Ramon testou forte, por cima do gol. Wellington Ném entrou na área e foi derrubado pelo goleiro Michael. Pênalti claro, bem marcado pelo árbitro. Marcelo Moreno pegou a bola e bateu. Cruzeiro 1 a 0. Ufa! Até que enfim. Será que a porteira estaria aberta?
 
Wellington Nem entrou muito bem na partida. Tornou o ataque cruzeirense mais dinâmico e eficiente. O Confiança adiantou seu time e corria riscos. O goleiro Fábio, a rigor, não fez nenhuma defesa. Marco Antônio chutou da entrada da área. Michael fez grande defesa. A goleada não aconteceu, mas os 3 primeiros pontos no returno, são fundamentais para o Cruzeiro continuar sua caminhada rumo à elite. Com 24 pontos, fica a 9 do quarto colocado. Claro, há muita gente na frente, mas o caminho é esse!

LIBERTADORES

Flamengo x Barcelona de Guaiaquil. Palmeiras x Atlético Mineiro, nas semifinais da Copa Libertadores. Façam suas apostas. Quem chegará à final dia 27 de novembro, no estádio Centenário, em Montevidéo?

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade