Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA DO JAECI

Alvimar Perrella: ''Não volto nunca mais''

Ex-presidente do Cruzeiro antecipa à coluna o que vai dizer na coletiva que dará na terça-feira (3/8) e faz desabafo


31/07/2021 10:29 - atualizado 31/07/2021 12:04

''Onde estão os grandes cruzeirenses, milionários e dispostos a salvar o clube?'' (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press - 17/7/21)
''Onde estão os grandes cruzeirenses, milionários e dispostos a salvar o clube?'' (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press - 17/7/21)
Depois do desastre que é o Cruzeiro na Série B e da demissão de Mozart, após o empate com o Londrina, conversei com o ex-presidente Alvimar de Oliveira Costa e com seu irmão, Zezé Perrela. Na minha visão, são os únicos que poderiam salvar o Cruzeiro e dar um basta nessa situação caótica e de vexame

Isso é opinião minha, ok? Porém, Alvimar Perrella, que vai dar uma coletiva na terça-feira (3/8), me antecipou o que vai dizer, e pediu para que eu publicasse o seu desabafo. Vai aqui, então, na íntegra:

“Jaeci, eu jamais aceitaria voltar ao Cruzeiro, com uma possível saída do Sérgio Rodrigues. Não vou contrariar minha família, minha esposa, meus filhos. Já tenho cinco netos e estou dedicando meu tempo à família e aos negócios. Não existe possibilidade de o Sérgio renunciar. Ele está trabalhando muito. É o primeiro a chegar e o último a sair do clube. Respeito muito sua opinião, mas não concordo com ela. Ele teve a coragem que ninguém teve de pegar um clube quebrado pela irresponsabilidade do Gilvan, do Wagner e de outros. Mas, principalmente o Gilvan, o maior incompetente dirigente do futebol brasileiro, dos últimos 100 anos. Tenha a liberdade de publicar tudo o que escrevi e falei, e você me fará um bem enorme. Muito obrigado.”

Está aí então o desabafo de um dos maiores presidentes da história do Cruzeiro. Está descartada qualquer possibilidade de ele voltar e tentar arrumar a casa. 
Diante disso, a gente conclui que o Cruzeiro não tem mais solução a não ser a insolvência. 

Recentemente, o atual presidente e o conselheiro Régis Campos postaram foto com uma possível parceria com a XP Investimentos, que buscaria criar um fundo para administrar o Cruzeiro S/A, tão logo o clube vire empresa. Porém, a situação grave pela qual passa o time, com apenas 13 pontos em 15 jogos, ocupando a parte debaixo da tabela, não permite demora. O risco de cair para a Série C é iminente, e providências urgentes têm que ser tomadas.

Eu acho o atual presidente fraquíssimo para o futebol. Sei da paixão dele pelo clube e de sua honestidade, porém, o futebol exige a presença de quem realmente entenda. 

Uma das ideias dele seria levar o técnico Vanderlei Luxemburgo para resolver o problema. Não sei até que ponto Luxemburgo aceitaria, pois sem dinheiro não se forma um time decente, e entrar numa barca furada é tudo que Luxemburgo não quer neste momento. 

O Cruzeiro é um avião em queda. Desestruturado, acabado, insolvente! O atual presidente até teve a coragem de assumir o que ninguém queria. Entretanto, ele não consegue organizar o principal produto de um clube, que é o futebol. 

Onde estão os grandes cruzeirenses, milionários e dispostos a salvar o clube? Onde estão os 9 milhões de torcedores, que sempre comemoraram títulos? A hora de aparecer para ajudar é agora. 

Nas conquistas, os tapinhas nas costas são uma constante. Na crise, nas derrotas, é que existe a necessidade de união e força. 

Existe um fundo do poço mais fundo do que o torcedor imaginava. Ou a diretoria age agora, e busca uma solução definitiva para o futebol, ou o Cruzeiro vai realmente sucumbir, como já sucumbiram outros clubes do futebol brasileiro, que hoje são apenas quadros nas paredes.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade