Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA DE JAECI CARVALHO

Galo goleia Coimbra no ritmo de Nacho Fernández

Agora, o Galo tem um 10, que não joga com a 10, mas que será de grande valia na temporada


19/03/2021 20:00 - atualizado 19/03/2021 21:14

Agora, o Galo tem um 10, que não joga com a 10, mas que será de grande valia na temporada(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D. A Pres)
Agora, o Galo tem um 10, que não joga com a 10, mas que será de grande valia na temporada (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D. A Pres)
Nacho Fernández foi o dono do jogo contra o Coimbra, em sua estreia pelo Galo. Fez gols, deu assistência para outro e sofreu a penalidade no terceiro. 3 a 0. Que jogador! Já o conhecíamos pelos anos de ouro no Ríver Plate. Rodrigo Caetano acertou em cheio quando foi atrás dele. Aliás, já havia tentado o jogador para o Internacional, mas não deu certo. 


Agora, o Galo tem um 10, que não joga com a 10, mas que será de grande valia na temporada. A vitória mantém o Galo na liderança do Mineiro, com 15 pontos em 5 jogos.

Num país com quase 3 mil mortes causadas pela Covid-19 a cada dia ou, em termos de comparação, a queda de 10 Boeings lotados, a cada 24 horas. Parece que as pessoas perderam a compaixão e a sensibilidade. Por força da profissão, estou fazendo o jogo entre Atlético e Coimbra, para escrever esta coluna e gravar o post para meu canal de Youtube e para meu Blog, no Superesportes. 

É sabido que o futebol vai parar na segunda-feira, por ordem do governador. Fosse eu o mandatário do Estado, e não teria nem deixado o campeonato começar. Num momento em que os hospitais estão lotados, sem leitos, sem respiradores, sem oxigênio, o mais sensato é ficarmos em casa. Mas e quem precisa trabalhar para levar comida para casa?

Se sair de casa, o trabalhador corre o risco de contrair o coronavírus. Se ficar, tem a possibilidade de morrer de fome. Quem sou eu para sugerir algo? Gostaria muito que tivéssemos a população vacinada, mas isso vai demandar tempo. Já são 285 mil mortos. Que tragédia! O coordenador das divisões da fbase da Seleção Brasileira, Branco, campeão do Mundo em 1994, está internado, intubado. Que Deus o ajude a sair dessa. É um grande amigo que fiz no futebol.

Com todos esses problemas, a bola rolou no Mineirão. Reestreia do técnico Cuca, depois de 2013, quando ganhou a Libertadores com o Galo. E foi o Coimbra quem quase marcou com Guilherme Santos, que cara a cara com Everson, chutou em cima do goleiro alvinegro. Era a estreia também de Nacho Fernández, grande nome, contratado ao River Plate. Keno, Vargas e Hulk formavam a dupla de ataque. Vem aí um Galo forte e vingador nessa temporada.

O Coimbra teve um gol anulado, pois o bandeira alegou que a bola tocou no braço do atacante do Coimbra. Na verdade, tocou no peito. Gol anulado de forma equivocada. Ígor Oliveira quase marcou, quando chutou cruzado. Gente, o meio-campo e a defesa do Galo não marcam ninguém. Os mesmos problemas da época de Sampaoli, o que é normal, pois Cuca se apresentou na terça-feira, e não teve tempo para nada. Mariano tomava um passeio na lateral direita. Em 20 minutos, só dava Coimbra, que perdeu grandes oportunidades. Até então, o Galo não havia dado um chute em gol.

Alan deu o primeiro chute a gol aos 26 minutos. Mas aos 27 o Galo abriu o placar. Jogada pela direita, cruzamento para a área, Nacho Fernández cabeceou firme, fazendo 1 a 0. Um resultado injusto.

Daí pra frente, o Galo começou a criar situações. Era visível a queda de rendimento físico do Coimbra. Vargas foi lançado por Nacho e perdeu um gol na cara do goleiro, que pôs a escanteio. Na cobrança de Nacho, Igor Rabello marcou, de cabeça.  Bastou o Galo impor sua melhor categoria e condição física, para dominar a partida. A qualidade e visão de jogo de Nacho Fernández será um divisor de águas no meio-campo. O cara joga demais! E foi ele quem sofreu pênalti. Hulk bateu e fez 3 a 0. Goleada no primeiro tempo.

Jogo ganho, Cuca não mexeu no time no intervalo. O Galo não perdeu o ímpeto, mas é claro que alguns jogadores estavam desgastados, pois tiveram folga e precisam de um tempo maior para voltar ao ritmo de jogo. Vale lembrar que o Campeonato Mineiro não é referência para nada. As equipes são muito fracas. As mudanças começavam aos 13 do segundo tempo. Guga e Zaracho entraram. O Galo estava em ritmo de treino. Hyoran e Sasha também entraram. Foi um “treino de luxo”, que deu para o torcedor alvinegro conhecer um pouco do craque do time, que atende pelo nome de Nacho Fernández. 

Agora, por determinação do governo, o campeonato para. Vamos cuidar das vidas do povo brasileiro, carente, sofrido, sem dinheiro, emprego e vacina. Essa maldita Covid-19 tem que ser controlada. Quase 290 mil mortos. Triste realidade de um país chamado Brasil.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade