Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Bomba do jaeci

Com nova diretoria, Atlético limita poderes de Sampaoli

Chegada do presidente Sérgio Coelho e contratação do diretor Rodrigo Caetano tiraram controle total do argentino no Galo


09/01/2021 04:00 - atualizado 09/01/2021 08:49

Rodrigo Caetano fez um discurso ponderado em sua apresentação, ressaltando sintonia de trabalho com a diretoria atleticana(foto: PEDRO SOUZA/ATLÉTICO)
Rodrigo Caetano fez um discurso ponderado em sua apresentação, ressaltando sintonia de trabalho com a diretoria atleticana (foto: PEDRO SOUZA/ATLÉTICO)


RODRIGO CAETANO E SUA SERIEDADE

Em sua apresentação ao Galo, Rodrigo Caetano deixou bem claro ao presidente Sérgio Coelho que trabalharia integrado a Sampaoli, que hoje é seu subordinado. Ontem mesmo, ele se reuniu com o treinador, que o respeita muito, para traçar o planejamento para o final do Brasileiro e a temporada 2021. Rodrigo Caetano é muito sério, correto e transparente em negociações. Já disse que vai contratar jogadores pontuais, pois o grupo do Galo está bastante inchado. Foram R$ 200 milhões gastos em algumas contratações pífias e será preciso corrigir os rumos. Claro que a palavra do treinador, na hora de contratar, vai pesar, mas se Caetano, o presidente e os 4Rs entenderem que não, é não, e ponto. Com o novo diretor-executivo, Sampaoli terá de dar satisfação de tudo e participar de todas as reuniões. A banda com o novo presidente e o novo diretor tocará diferente.

SÃO PAULO NÃO QUER
Conversando com uma fonte do São Paulo, a mesma me disse que “não tem o menor interesse em contratar diretor de futebol demitido”. Segundo a fonte, o São Paulo está muito bem resolvido nessa questão e se alguém publicou tal interesse, não é verdade. Muricy Ramalho, contratado como coordenador e homem forte do futebol do tricolor paulista, é quem vai traçar a diretriz de contratações e o planejamento para a temporada 2021. Tricampeão brasileiro pelo clube como técnico, ele tem carta branca do novo presidente para resolver as questões pertinentes ao futebol. É sabido que ele não gosta de gastar o que não tem para fazer contratações e média com a torcida. Muricy só aceitou voltar ao São Paulo com a condição de carta branca para as decisões.

SIMON É UMA PIADA
Carlos Simon é comentarista de uma emissora de TV. Na quarta-feira, condenou o árbitro de Boca x Santos por não ter marcado um pênalti em Marinho, que, na visão de todos nós, foi claríssimo. Porém, vamos voltar no tempo, mais precisamente em maio de 2007. Botafogo x Galo, Maracanã. Tchô dribla o zagueiro do time carioca e é derrubado na cara do árbitro, que disse que “não viu”. Um pênalti escandaloso que custou a eliminação do time mineiro. Depois, Simon confessou o erro. E, ao longo de sua carreira, continuou errando demais. Aí, eu pergunto: que credibilidade tem esse senhor para comentar arbitragem na TV? Ele e tantos outros que erraram ao longo da carreira. Erros crassos, que não têm desculpa. Por isso, acho uma bobagem comentarista de arbitragem nos jogos. Eles condenam quem apita atualmente e se esquecem das lambanças que fizeram no passado.

FLA E JJ SÓ PENSAM UM NO OUTRO
Jorge Jesus deixou o Flamengo pelo sonho de ganhar a Champions League pelo Benfica. Eliminado no primeiro jogo antes da fase de grupos daquela competição e com campanha ruim no Campeonato Português, é contestado pela torcida e vive declarando amor ao Flamengo e a seus torcedores. Já o Flamengo, mal das pernas, com investimento milionário, só pensa na volta dele, que seria a solução para os jogadores recuperarem o belo futebol de 2019. É um caso de amor mal resolvido. Nenhum treinador deu certo no Fla desde a saída de Jesus e a torcida já pede a demissão de Rogério Ceni. Por enquanto, ele está “prestigiado”, e é justamente nessa palavra, entre aspas, que mora o perigo.



*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade