Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA DO JAECI

Tóquio ficou mais distante. É vencer a Argentina ou morrer na Colômbia

"Se houver um vencedor no jogo Colômbia e Uruguai, o Brasil entrará em campo com a obrigação de vencer, e isso pode representar uma goleada para o forte time argentino"


postado em 09/02/2020 04:00

O Brasil, que empatou com o Uruguai na quinta-feira, entrará em campo domingo sabendo o resultado que precisa conquistar contra a Argentina para carimbar o passaporte para Tóquio (foto: Juan Barreto/AFP)
O Brasil, que empatou com o Uruguai na quinta-feira, entrará em campo domingo sabendo o resultado que precisa conquistar contra a Argentina para carimbar o passaporte para Tóquio (foto: Juan Barreto/AFP)
 

 

A Seleção Brasileira Pré-Olímpica, com jogadores badalados como Paulinho, do Bayern Leverkusen, Reinier, do Real Madri, Pepê, do Grêmio, e Pedrinho, do Corinthians, está a um jogo da vida ou da morte. Hoje, contra a Argentina, somente a vitória interessa para chegar aos cinco pontos e garantir a última vaga para Tóquio. Derrota ou empate pode significar a perda da vaga em caso de vitória de Uruguai ou da Colômbia, que se enfrentam na preliminar.

 

O Brasil entrará em campo sabendo do que vai precisar. Se houver empate entre Colômbia e Uruguai, as duas seleções ficarão com os mesmos dois pontos do Brasil, e, nesse caso, um empate com os argentinos poderá nos garantir. O futebol apresentado nos dois jogos do quadrangular foram assustadores. Contra o Uruguai, então, foi um filme de terror, com falhas grotescas do goleiro Ivan e do zagueiro Bruno Fuchs. O lateral-direito Guga é terrível de ruim, e o outro zagueiro, Nino, outra brincadeira de mau gosto. Não vejo o Brasil em condições de derrotar a Argentina com esse futebol do quadrangular. Talvez se mudar da água para o vinho isso possa acontecer. O time argentino, já classificado para Tóquio, sobra, com jogadores de alto nível e decisivos.


O time brasileiro foi muito bem na primeira fase. Ganhou seus jogos com futebol de alto nível. É bem verdade que os adversários não exigiram muito. Mas contra o Uruguai o time venceu por 3 a 1 com boa exibição. Porém, no quadrangular foi um filme de terror contra o mesmo Uruguai. Conversei com o coordenador, Branco, na quinta-feira, antes da partida. Ele estava otimista. Brinquei com ele que bastou Tite fazer uma visita aos garotos para o futebol desaparecer. Ele riu e disse que pensou o mesmo.

 

Espero que Tite não tenha tido nenhuma ingerência sobre o trabalho de Jardine. Tite tem estragado a Seleção principal com futebol abaixo da crítica. Se der pitaco na Seleção dos garotos, será terrível também. É um técnico retrógrado e ultrapassado, que privilegia seu filho, Mateus, que não tem história no futebol, mas que é seu auxiliar direto na Seleção. Isso deveria ser corrigido. Ali não é cabide de emprego, nem há vaga para o nepotismo. Na Seleção têm que trabalhar os melhores. Conheço aquela estrutura como a palma da minha mão. Trabalhei com os melhores técnicos e auxiliares. Sempre com gente qualificada e competente, com exceção de Dunga e Jorginho, que nunca foram técnicos de nada.


O Brasil segue um caminho perigoso. Na Olímpiada – e já estive em seis –, eu cubro apenas o futebol, que é um mundo à parte nos Jogos Olímpicos. Em Atenas, em 2004, não fui, pois o time brasileiro não se classificou. Já estou credenciado para Tóquio, mas pelo futebol apresentado por esses garotos, dificilmente estaremos lá. E olha que são jogadores consagrados, mesmo jovens, vendidos a peso de ouro para os melhores times da Europa. Não sei o que acontece com esses garotos quando vestem a camisa amarela! Pelo futebol apresentado até aqui, uma derrota para a Argentina é certa. Se houver um vencedor no jogo Colômbia e Uruguai, o Brasil entrará em campo com a obrigação de vencer, e isso pode representar uma goleada para o forte time argentino.

 

Espero que os jogadores se conscientizem da responsabilidade, pois suas carreiras estão em jogo. A não ida aos Jogos Olímpicos vai significar fracasso com a camisa amarela e isso pode queimar uma geração inteira. Há talentos no grupo, mas o conjunto precisa ser forte. Vejam que fomos campeões do mundo em 2002 e, de lá pra cá, nada. A geração que esteve no Pré-Olímpico para Atenas fracassou e não restou ninguém que pudesse nos ajudar a levantar um caneco na Seleção principal. Pensem nisso, rapazes, e joguem o que não jogaram até aqui contra os hermanos. Morrer ou viver, só depende de vocês.

 

Preocupante

Os torcedores do Galo estão preocupados com o que viram diante do Unión de Santa Fe, na quinta-feira. O Galo está praticamente eliminado da Sul-Americana em seu primeiro jogo. Isso é realmente assustador. Se tivesse pegado um River, Boca ou Vélez, seria aceitável. Mas tomar goleada de um time inexpressivo na Argentina é realmente de tirar o sono. Claro que o trabalho está apenas começando e Dudamel ajustando as peças e implantando sua filosofia de trabalho. O que não pode haver é xenofobia, pelo fato de ele ser venezuelano. Fez um belo trabalho na Seleção de seu país e chegou credenciado. Porém, sem as peças certas, dificilmente conseguirá realizar o que deseja. Tem muito trabalho pela frente, mas vitórias serão fundamentais para a continuidade. O Galo pode devolver o placar sofrido na Argentina, mas é pouco provável.

 

Eleição

O que o conselho gestor do Cruzeiro está esperando para marcar eleições no clube? Elas têm caráter de urgência e o candidato de consenso, Sérgio Rodrigues, é bem preparado, advogado brilhante e cruzeirense de quatro costados. Está disposto a assumir e pôr o trem azul nos trilhos novamente. Deem um voto de confiança a ele e não se arrependerão. Milagre ele não vai fazer. Porém, com uma diretoria séria, comprometida com o clube, é possível resgatar o que do Cruzeiro foi tomado. E ele já garantiu que vai lutar, na Justiça, para que todo o dinheiro supostamente roubado seja devolvido aos cofres do clube. Eleições amplas, gerais e irrestritas, imediatamente!

 


Publicidade