Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA HIT

Celma Alvim ganha homenagem com lançamento de livro em sua galeria

O espaço será coordenado por Tanit e Érika Alvim, filhas da galerista. O livro reúne textos de Márcio Sampaio, Rodrigo Vivas e Sandra Makowiecky


09/11/2021 04:00 - atualizado 08/11/2021 21:51

A galerista Celma Alvim sorri para a câmera segurando um livro
Celma Alvim (foto: Arquivo pessoal)

Tanit e Érika Alvim, filhas de Celma Alvim, reabrem a galeria Minas Contemporânea em 18 de novembro com o lançamento do livro “Celma Alvim: A presença feminina na crítica de arte e ativismo cultural”, organizado por Rodrigo Vivas, com textos de Márcio Sampaio e Sandra Makowiecky, além do empenho e incentivo do amigo e colecionador Guilherme Teixeira. “Poucos cenários são mais profícuos que acompanhar a escrita de uma crítica de arte como Celma Alvim. O desafio de produzir ao  'calor da hora', acompanhando exposições, artistas e polêmicas que ambientavam o circuito artístico do país. É difícil não possuir uma sensação melancólica no momento em que a arte e a cultura eram assunto diário e espaço de debate regido pela complexidade e pelo olhar afetivo e certeiro de Alvim”, observa Rodrigo.

• • •

Os 20 primeiros estudantes de belas-artes que chegarem à galeria ganharão o livro. O encontro está marcado para 16h às 20h, na Rua Alagoas, 989, lojas 13 e 14.

NO MAO
UM NOVO OLHAR

A primeira sapatilha de balé, a colcha que herdou da avó, a boneca que pertenceu às filhas. É revisitando memórias e reconstruindo objetos afetivos que a artista plástica e bailarina mineira Erica Lorentz apresenta a exposição “Nasci de nOvo”. Em cartaz no Museu de Artes e Ofícios (MAO) até 29 de janeiro, a mostra reúne 29 trabalhos, entre fotografias, aquarelas, colagens, pintura de acrílica em tela e assamblage. Para a artista, ver o conjunto de sua obra é como se tudo fosse passado a limpo. “Ressignificar é fio condutor da minha pesquisa. Espero que cada pessoa que visitar a exposição consiga perceber que é possível – e preciso – renascer a cada ciclo da vida”, diz ela. A mostra está aberta para visitação presencial, seguindo os protocolos de prevenção contra a COVID-19.

PIC
RECONHECIMENTO

O Pampulha Iate Clube (PIC) foi homenageado com a Placa Ouro do Prêmio Top 100 da Fenaclubes, durante o Congresso Brasileiro dos Clubes, realizado na semana passada, em Campinas, onde se reuniram agremiações de todo o país. O PIC também conquistou o prêmio na categoria comunicação.

“PRIMAVERA”
CORPO E PALAVRA CANTADA

Paulo Tatit e Sandra Peres chegam hoje a Belo Horizonte para assistir a duas sessões de “Primavera”, do Grupo Corpo, cuja trilha é do Palavra Cantada, duo formado por eles. O espetáculo desta terça-feira (9/11) será apresentado na abertura das comemorações dos 100 anos da ArcelorMittal no Brasil. De amanhã (10/11) a domingo (14/11), a nova temporada ficará em cartaz no Palácio das Artes. A boa-nova é que está valendo 100% da capacidade de venda dos ingressos, na retomada autorizada pela Prefeitura de Belo Horizonte. Basta entrar no site Eventim para adquirir os bilhetes. “Gira” também está no programa da turnê.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade