Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas HIT

Três anos depois de sua última peça em BH, Clarice Niskier volta à capital

Atriz quer aproveitar a temporada de seu espetáculo "Coração de campanha" para conhecer novos artistas em Belo Horizonte


07/09/2021 04:00 - atualizado 06/09/2021 22:37

Clarice Niskier é fã de Minas e de suas cidades
Clarice Niskier é fã de Minas e de suas cidades (foto: Dalton Valério/Divulgação)


A atriz Clarice Niskier fará temporada no CCBB BH de seu novo espetáculo, "Coração de campanha", que fala da possibilidade de reaproximação das famílias durante a pandemia, de solidariedade em meio às perdas e do nascimento de grandes amizades amorosas. A estada em Belo Horizonte será momento de reencontro com o público da capital mineira, que ela viu pela última vez em 2018. Clarice destaca o que ela gosta em nosso estado: “O afeto das pessoas, olhar bem as montanhas que ainda existem, como pediu Drummond, Inhotim. A maneira de falar carinhosa. O sotaque mineiro transmite afeto. Gosto da cultura mineira, da culinária, amo a comida mineira. Aqui no Rio, antes da pandemia, frequentava um restaurante de comida mineira. Gosto da poesia, da literatura. Passei férias em Tiradentes quando era adolescente. Tenho boas lembranças de lá e de São João del-Rei.. Belo Horizonte ainda tem um tempo menos enlouquecido que o do Rio e o de SP?”, indaga a artista, dona de “A alma imoral”, um dos maiores sucessos do teatro.

***

Niskier também guarda recordações de Tiradentes. “Amo aquela cidade. Como atriz, fui a alguns festivais de cinema lá. Uma grande amiga carioca morou na cidade uma época. Passei férias em São João del-Rei também. Guardo boas recordações das casinhas que aluguei, dos rios que desci de boia, das noites frias tocando violão nas escadarias das igrejas. Do namorado que fazia artesanato em pedra-sabão. Saudades de Ouro Preto, senti agora. Não vou lá há tempos”, lembra.

***

Em Belo Horizonte, nas próximas semanas, a atriz quer ver o que há de novidades. “Quero me atualizar, andar pela cidade. Conhecer novos artistas, me inteirar do que está acontecendo. Gosto da natureza de Minas Gerais. Dizem que o céu de Brasília é o mais bonito do Brasil. Pode ser. Estou fazendo uma temporada lá, de fato é lindíssimo. Mas lembro-me do céu de Minas. As montanhas redesenhando junto com as nuvens sua imensidão. Adoro o silêncio de Minas Gerais. Tem sua história particular."

***

Apesar de todo o conservadorismo religioso, Minas é, na avaliação de Clarice, um estado de pessoas com mentes muito abertas. "Lembro-me da estreia nacional da 'Alma imoral', em Divinópolis. Todo mundo achou que a peça não seria bem-aceita, devido às ideias transgressoras do rabino cabalista Nilton Bonder. Que nada. Lotamos o teatro. Foi incrível", rememora, torcendo para que a temporada de “Coração de campanha” seja bonita. Além de assinar o roteiro, em “Coração de campanha”, Clarice atua ao lado do ator Isio Ghelman. A montagem, que tem supervisão de direção de Amir Haddad e trilha sonora original de José Maria Braga, ficará em temporada de 17 de setembro a 18 de outubro, sempre de sexta a segunda, às 20h.
 
VIRTUAL
GASTRONOMIA E TURISMO

O chef Américo Piacenza, o produtor cultural Marcelo Wanderley e o sommelier Bruno Orsini estão entre os convidados da segunda edição do FACT– Festival de Arte, Cultura e Turismo, marcado para 16 de setembro, às 20h, no Canal Festival FACT, no YouTube. O encontro on-line pretende promover ainda debate sobre gastronomia e turismo com Nenel Neto, do Baixa Gastronomia; com o guia de turismo Helder Primo; e o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Minas Gerais (Abrasel-MG), Matheus Daniel.

POESIA
DO FORNO PARA CASA
 
Afonso Borges lança o Pão e Poesia, projeto que integra o Festival Literário Internacional de Itabira – Flitabira. “Queremos envolver, progressivamente, a população da cidade no clima do festival marcado para 26 a 31 de outubro. Com a parceria das padarias de Itabira, os pães serão entregues às pessoas em sacos personalizados com poemas de Carlos Drummond de Andrade escolhidos pelo neto do poeta, Pedro Drummond”, explica o idealizador do evento. A partir de setembro, serão distribuídas, no total, 30 mil embalagens de 1, 3 e 5kg. Cada pesagem e tamanho com os poemas “Segredo”, “Estampas de Vila Rica” e “Rifoneiro divino”, respectivamente. 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade