Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas VIVENDO E APRENDENDO

Orlando Morais conta como Gloria Pires e os filhos o salvaram da COVID-19

Convidado de hoje da Coluna Hit, músico revela onde buscou forças para enfrentar a UTI e anuncia a chegada do filme 'Orlamundo' às plataformas


12/06/2021 04:00

Orlando Morais
Cantor e compositor

Não é segredo para ninguém o episódio desafiador por que passei recentemente. Assim como milhões de brasileiros, tive COVID-19; lutei com tudo que tinha para não ser internado, mas dada a força que esse vírus tem, tive que ficar alguns dias numa UTI, em Brasília. Nessas horas tão difíceis em que nossos pensamentos vão longe, é importante encontrar nossas verdades nos sentimentos mais verdadeiros que levamos conosco.

Desde o começo, médicos e enfermeiros, esses anjos que lutam incansavelmente, me deram um conselho: olhe sempre fixamente nos olhos de quem você ama. E eles não poderiam estar mais certos... Gloria, minha amada esposa, esteve comigo todos esses dias dentro do quarto e em nenhum momento me permiti perder o olhar dela. Parece doido, mas é algo tão forte que nos coloca com força nessa existência.

A mesma coisa aconteceu com meus filhos Cleo, Antonia, Ana e Bento, com quem, mesmo nos momentos de maior dificuldade de respiração, fazia chamadas em vídeo para que pudesse olhar para eles e, principalmente, profundamente nos olhos de cada um.

Aquilo me acalmava e os acalmava. Nos unia ainda mais como família e me dava forças para superar esse capítulo tão difícil. Eu posso dizer que os olhares de Gloria e de meus filhos me salvaram. Hoje, estou aqui graças a eles.

Coincidência ou não, imediatamente após a COVID minha volta ao trabalho será com o lançamento de “Orlamundo”, documentário que filmei em 2017, com inúmeras participações especiais de músicos incríveis do mundo inteiro. Depois de ganhar diversos prêmios, finalmente ele está disponível nas plataformas de aluguel e compra on-line.

E por que falo de coincidência? Porque “Orlamundo” é uma ode à música e à vida. Em determinado trecho do documentário, verbalizo justamente algo que até hoje é um fio condutor em minha trajetória: “A música me salvou”.

E é isso mesmo. Lá no começo da minha adolescência, perdido, com inúmeros problemas e tentando achar meu espaço no mundo, comecei a me aventurar no mundo das artes. E hoje posso dizer, sem a menor dúvida, de que sem a força das canções não teria seguido em frente, não teria sido eu e muito provavelmente nem sequer estaria aqui para escrever este artigo para os meus amigos irmãos de Minas Gerais.

Assim como os olhares de Gloria e meus filhos me salvaram nessa pandemia horrível, a música me salvou na existência como um todo. Obviamente, não quero ser exemplo para ninguém, apenas mostrar o caminho que escolhi. E digo: vale a pena acreditar no poder das coisas que te salvam. Elas fazem a vida mais bonita, mais verdadeira e definitivamente valer a pena.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade