Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Artistas se unem para comemorar os 90 anos da atriz Wilma Henriques

Magdalena Rodrigues, presidente do Sated/MG, cria grupo com atores, técnicos e diretores, que relembram histórias importantes do teatro mineiro


05/01/2021 04:00

(foto: Rede Minas/Divulgação)
(foto: Rede Minas/Divulgação)

90 ANOS
VIVA WILMA!

Wilma Henriques é a memória viva do teatro em Minas Gerais. Basta citar o nome da atriz, que completa 90 anos em fevereiro, para surgir lembranças e histórias. Em tempos de pandemia, em que a mesa de bar foi obrigatoriamente trocada pelos grupos de WhatsApp, a conversa virtual traz as lembranças de um tempo rico e importante para a construção do teatro Belo Horizonte. Está sendo assim desde domingo, quando a presidente do Sated/MG, Magdalena Rodrigues, reuniu 30 nomes em busca de ideias para comemorar o aniversário da diva das artes cênicas em Minas, que mora no Lar Viver Melhor, no bairro Planalto.

***

Além de conhecidos – como os diretores Pedro Paulo Cava, que apesar de ter trabalhando com Wilma em diversas produções só a dirigiu na montagem Rasga coração (1984), e Jair Raso, autor da peça Espelho, encenada há dois anos pela atriz –, Magdalena conseguiu reunir nomes como José Maria Amorim, que fez parte do Teatro Experimental de Jota D'Angelo, no final dos anos 1950, e as atrizes Cazilda Lambertucci e Laura Arantes, que estão morando na Europa. Antônio Naddeo, que mora em Florestal, também está no grupo, criado para encontrar uma forma de comemorar o aniversário da atriz em tempo de pandemia, no qual o distanciamento social é essencial.

***

Entre uma sugestão e outra, atores, amigos, técnicos e diretores lembram sempre uma montagem que remete a detalhes compartilhados com entusiasmo. Magdalena reconhece que essa confraternização é necessária. "Os artistas estão desgarrados. Não éramos assim. Éramos categoria, o nosso partido era nossa profissão", afirma, preocupada, em um momento em que a classe teatro – dos técnicos, passando por atores e diretores – é uma das que mais sofrem com a pandemia".

***

O grupo não para de crescer à medida que nomes de colegas são lembrados nas trocas de mensagens no WhatsApp. "É a história dentro de outras histórias. Acabamos ligando os pontos da história do teatro de Minas", observa a presidente do Sated. "E por contar histórias tão interessantes, o grupo também não deixa de ser uma homenagem a Wilma."

DIA DO ARTISTA
15 DE FEVEREIRO

O que não faltam são sugestões. Jair Raso, por exemplo, pensa em levar a atriz até o palco do Teatro Feluma, onde mensagens enviadas por todos poderiam ser intercaladas com vídeos e fotos de peças com transmissão pelas redes sociais. Magdalena acha legal uma carreata até o Lar Viver Melhor, onde, da janela do apartamento onde mora, Wilma receberá o carinho dos amigos. As sugestões continuam movimentando o grupo 90 anos Wilma Henriques.

***

O grande sonho da presidente do Sated/MG é a criação do Dia do Artista de Minas Gerais pelo governo estadual. A data, óbvio, seria 15 de fevereiro, com premiação para artistas amadores e profissionais. "Wilma atuou no rádio, na televisão e no teatro. Ela foi representante do primeiro movimento de luta da categoria quando a TV Itacolomi foi extinta. É preciso lembrar sempre que alguém pavimentou a estrada por onde passamos."



*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade