Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Mestre em educação, Luana Tolentino discute hoje, na Casa do Jornalista, feminismo negro

O encontro faz parte dos seminários organizados pelo movimento Quem Ama Não Mata. Luana lança também livro organizado pela jornalista Maura Eustáquia de Oliveira


postado em 13/09/2019 04:00 / atualizado em 12/09/2019 18:56

(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)


FEMINISMO NEGRO
QUEM AMA NÃO MATA

A historiadora, escritora e professora mestra em educação Luana Tolentino é a convidada do próximo seminário Quem Ama Não Mata, nesta sexta-feira (13), às 19h, na Casa do Jornalista. Ela vai falar sobre “Feminismo Negro: contribuições e críticas políticas ao feminismo hegemônico”. Na ocasião, Luana lança o livro-reportagem Sou mulher e não mereço ser violentada (Letramento Editora), organizado pela jornalista Maura Eustáquia de Oliveira. Ingressos gratuitos pelo Sympla.


Rosangela Bretas, diretora de Relacionamento Institucional da AMR; Kouros Monadjemi, presidente do Conselho Deliberativo da AMR; Alberto Mendes e Nelson Baisi Cerqueira, diretor médico da AMR(foto: André Castro/Divulgação)
Rosangela Bretas, diretora de Relacionamento Institucional da AMR; Kouros Monadjemi, presidente do Conselho Deliberativo da AMR; Alberto Mendes e Nelson Baisi Cerqueira, diretor médico da AMR (foto: André Castro/Divulgação)

AMR
ENCONTRO DE EMOÇÃO

A Associação Mineira de Reabilitação é um dos grandes exemplos de trabalho em prol do próximo. Resultado de muita luta ao longo de 55 anos. Na comemoração de aniversário da associação, o presidente do Conselho Deliberativo, Kouros Monadjemi, lembrou que, apesar de todas as dificuldades, o projeto segue adiante. “Encontramos grandes desafios, mas as limitações de nossas crianças e suas necessidades gritavam em nossos corações e, uma a uma, fomos vencendo as barreiras impostas, ora pela economia do país, ora pela ausência de parceiros, ou até mesmo pela falta de perspectiva de nossos aliados. Seguimos em frente com bravura. Hoje, nossos atendidos contam com o melhor centro integrado multidisciplinar de reabilitação física do estado de Minas Gerais, inteiramente gratuito”, enfatizou Kouros no encontro que marcou os 55 anos da entidade.

***

O ponto alto do encontro, no Espaço Sanandha, em Casa Branca, foi o concerto da saxofonista e compositora Maria Bragança, em parceria com o percussionista Djalma Correa. O lucro do evento foi revertido para o tratamento das atuais quase 500 crianças e adolescentes com deficiência física atendidos pela instituição. Todas elas são de famílias em situação de vulnerabilidade social e recebem tratamento em 11 especialidades, gratuitamente. Além do tratamento, os atendidos também ganham os equipamentos terapêuticos necessários para o seu dia a dia, como órteses, andadores, cadeiras de banho e cadeiras de rodas.

NA MODA
LONGAS E CURTAS

Onze filmes nacionais e internacionais, entre curtas e longas-metragens, debates, exposição e oficinas, estão na programação do Festival Internacional de Documentários de Moda (Feed Dog Brasil), de 1º a 6 de outubro, no Sesc Palladium, no Museu da Moda e na UNA – Câmpus João Pinheiro II. A programação é gratuita. A abertura será com o longa francês Celebration, de Olivier Meyrou.

UNIDOS PELO BEM
FESTA NA ESCOLA

Os 69 anos do Colégio Nossa Senhora das Dores serão comemorados nesta sexta-feira (13) com ação inusitada e bastante divertida com alunos, professores e demais colaboradores fantasiados como seus super-heróis favoritos. “Os super-heróis são conhecidos por salvar o mundo, evitar tragédias e ajudar pessoas. Os heróis da contemporaneidade não são somente aqueles que conhecemos das histórias em quadrinhos, mas também aqueles que dedicam o seu tempo para ajudar as pessoas sem esperar nada em troca”, afirma a irmã Vânia Duque Sobrinho, diretora do colégio.


Publicidade