Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas DA ARQUIBANCADA

Salve, Jorge! Sinta-se em casa com a nossa Galoucura

Espero que você esteja vestido com as roupas e as armas de Jorge, para que nossos inimigos tenham pés e não nos alcance. Tenham mãos, mas não nos pegue


15/08/2020 04:00 - atualizado 15/08/2020 01:12

Treinador argentino cai nas graças da torcida com formação ofensiva que lembra ídolos como Mário de Castro, Dário, Reinaldo e Tardelli (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Treinador argentino cai nas graças da torcida com formação ofensiva que lembra ídolos como Mário de Castro, Dário, Reinaldo e Tardelli (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)


Sampaoli ainda não sabe, mas sua vida jamais será de novo do jeito que já foi um dia. Talvez, em sua inocência de atleticano novo, ele tenha imaginado um relacionamento fugaz – um compromisso pandêmico, pra ajudar a passar esses tempos bicudos, uma rapidinha. Acontece porém que as coisas muitas vezes acabam por tomar um rumo inesperado quando um maluco encontra um outro doido. Salve, Jorge! Bem-vindo ao hospício! Sinta-se em casa com a nossa Galoucura!

É possível que Sampaoli tenha imaginado um encontro fortuito. Mas, cabrón!, nosotros e usted somos feitos um pro outro, pode crer. E o encontro tórrido de nossas línguas irão para sempre sussurrar o mais belo portunhol selvagem. Carajo, véio, eu vejo nosso casamento como Bonnie e Clyde, Zelda e Fitzgerald, Sid e Nancy. Para que não se arrefeça as núpcias de fogo, sugiro apenas que pare de falar “Mineiro” e aceite a dica do nosso ex – aqui é Galo, puerra!

Não ache que estou a stalkeá-lo – tenha certeza disso. Você nunca mais se livrará de nós. Explico: assim como você, somos viciados em ataque, desde Said, Jairo e Mário de Castro, o Trio Maldito do 9 a 2 eterno. Desde Guará, Nívio e Lucas Miranda. Dario, Éder e Reinaldo. Tardelli e Lucas Pratto. Retranqueiro aqui não se cria, perdido por um, perdido por 10. Até os nossos zagueiros são artilheiros – e quando o Víctor pegou aquele pênalti, o Pequetito é que tava certo, foi gol do Galo.

Um amigo santista me fez a ressalva: “O Sampa é tão tarado por atacar que às vezes toma três e nem percebe”. É assim que a gente gosta: retroceder nunca, render-se jamais. Usted se faz de rogado, bota o cargo à disposição, mas está careca de saber:  achou o par perfeito para os seus devaneios de Napoleão. Só não diga mais “Mineiro”, ou contaremos pra todo mundo seu apodo argentino, Pelado, fruto de sua pouca telha – no caso, ninguna.

Jorge, querido, você achou que a vida fosse Santos e Sevillas, esse conjunto de emoções comedidas, a existência em tons de bege, ao fundo tocando uma bossa-nova, o barquinho vai, o barquinho vem. Mas o diabo é o pai do rock, e Sette Peles graças a Deus veio salvá-lo dessa chatice. Agora você se encontra no olho do furacão, cavalgando o Galo Doido ao som dos Galos de Porão, da IronGalo, da GaloStones e da GäloMetal. Danou-se tudo: você nunca mais vai embora, aqui é a sua casa, o seu cativeiro. Você comerá pão de queijo como se não houvesse amanhã, aprenderá que se pode usar o uai como exclamação e pergunta e as gradações que se consegue na aglutinação do Sô. Você saberá até onde vai o Trem.

Pouco a pouco, os segredos lhe serão revelados. Fique atento aos sinais. 2 a 0, você viu, é a nossa senha pra falar com Deus (2a0contra, em caixa baixa e sem espaço). Jô deveria ter alertado os companheiros sobre esse nosso acesso privilegiado ao homem lá em cima, o sósia de Karl Marx. Mas o craque não resistiu àquele calcanhar maroto. Deus no que Deus. E você então pôde conhecer esta importante encíclica da Igreja Universal do Reino do Galo, composta de capítulos diversos e intitulada “Não é milagre, é Atlético Mineiro”.

Espero que você esteja vestido com as roupas e as armas de Jorge, para que nossos inimigos tenham pés e não nos alcance. Para que tenham mãos, mas não nos pegue. Porque esse povo gosta de roubar a gente, na mão grande, é um clássico do futebol, você vai ver. Por ora, foram abandonados pelo Jesus – e conforme o para-choque do caminhão, “Sem Jesus eu sou nada”. Isso porém abre um novo arco de possibilidades: vão querer roubar você da gente. Não caia nesse canto da sereia. Você ainda não sabe, mas uma vez bicado pelo Galo Doido, você nunca mais será feliz com outro. E lembre-se: Mineiro é o carajo. Gaaaaloo!!!


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade