Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas ERICKSON GONTIJO

UFMG e Instituto Butantan: Prevenir é melhor que remediar

Parceria inicia em BH etapa de testes da vacina contra o Coronavírus e seleciona voluntários


postado em 17/07/2020 06:00 / atualizado em 17/07/2020 07:19

UFMG vai escolher voluntários para testar vacina(foto: Douglas MAGNO / AFP)
UFMG vai escolher voluntários para testar vacina (foto: Douglas MAGNO / AFP)

A defesa contra uma doença é a vacina – e não há dúvidas quanto a isso. Sem misturas ou tratamentos misteriosos, ciência pura e comprovada. O mundo avança nas possibilidades de vacina contra o novo Coronavírus e o Instituto Butantan iniciará neste mês, em diversas cidades, a etapa de testes em humanos da vacina que irá nos proteger da COVID-19.

Além da própria genialidade que é o surgimento de uma nova ideia, o percurso para a descoberta científica é longo e cheio de dificuldades, seja de método, financiamento e energia para persistência. Toda a descoberta científica além da genialidade dos criadores exige investimento e suor. A imagem de um cientista maluco debruçado sozinho nas bancadas do laboratório noites e noites até uma descoberta não é a realidade. 

Longe do estéril turbilhão da rua,

Beneditino escreve! No aconchego

Do claustro, na paciência e no sossego,

Trabalha e teima, e lima , e sofre, e sua!

Olavo Bilac (1965-1918)

Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac patrono do serviço militar brasileiro não ia gostar nada do distanciamento da ciência que estamos vivendo, o único distanciamento bem-vindo é o social para reduzir a dispersão do Coronavírus. 
 
Um dos motivos de tentar o famoso achatamento da curva da doença é ganhar tempo até que a ciência caminhe e faça um corte transversal na projeção epidemiológica da doença. O tratamento eficaz ou a vacina podem ser os protagonistas desta mudança de perspectiva. 

A vacina produzida pela Sinovac iniciará neste mês a etapa do Ensaio Clínico Fase III Duplo-cego, randomizado e controlado com placebo para avaliação de eficácia e segurança em profissionais de saúde. Belo Horizonte será privilegiada, através da parceria do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG e do Instituto Butantan e será uma das pioneiras e das poucas cidades que irá participar desta fase da pesquisa

Como uma mina de tesouros todo o processo e a arte da pesquisa são confidenciais em um primeiro momento e serão auditados de maneira internacional para garantir que os resultados sejam fidedignos e, se exitoso, com certeza será referência para a saúde pública mundial. Há sim uma busca do "El Dorado" entre os pesquisadores, laboratórios e países. Quem irá resolver o problema da pandemia mundial? Para a população, essa jornada só é importante se o resultado for uma vacina realmente eficaz e segura. Será a resposta contra várias polêmicas e tratamentos inúteis, fúteis e muitas vezes prejudiciais; tão importante quanto saber a eficácia é saber se o remédio não terá gosto mais amargo que o veneno.

Faço parte da equipe do Dr. Mauro Teixeira, pesquisador da UFMG, no estudo de busca da vacina contra a Dengue, que  está acontecendo em Belo Horizonte desde 2016 e com boas perspectivas. Agora, vamos iniciar este novo estudo para testar a vacina da Sinovac contra o novo Coronavírus.

Os voluntários para o teste devem preencher os seguintes critérios:

Médicos, Enfermeiros e paramédicos que atuam diretamente no cuidado de pacientes infectados pelo vírus  devem responder este questionário on-line

• ter mais de 18 anos

• não ter sido contaminado pelo novo Coronavírus

• não participar de outros experimentos

• ausência de gravidez

• não ter intenção de engravidar nos próximos meses

• não apresentar doenças crônicas

• não fazer uso de medicamentos contínuos

• ter registro ativo no conselho profissional de seu ofício

 Preenchidos os requisitos, o profissional deverá enviar o formulário para profiscovbh@gmail.com.

Se você se enquadra nos critérios acima, participe. É uma excelente oportunidade para contribuir com o avanço da ciência e melhoria da saúde pública.

Tem alguma dúvida ou gostaria de sugerir um tema? Escreva para mim: ericksongontijo@gmail.com

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade