Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas dicas de português

Bar aberto. Liberou geral? Uma das vítimas foi o emprego dos porquês

Tropeços na língua deitam e rolam. Ora o porquê aparece junto. Ora separado. Ora com acento. Ora sem o chapeuzinho. Melhor aprender as manhas


09/09/2020 04:00

Recado
“As palavras me escondem sem cuidado.”
Manoel de Barros
 
 
(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
 
A pandemia acabou? Nãoooooooo! Mas o povo saiu de casa, lotou bares, invadiu praias, ruas e calçadas. Resultado: o coronavírus faz a festa. Fato similar ocorreu com a mídia. No feriadão, as folgas pediram passagem. Equipes de jornais, rádios, tevês e sites foram reduzidas. Consequência: tropeços deitaram e rolaram.

O porquê dos porquês
Uma das vítimas foi o emprego dos porquês. A confusão ocorre em tempos normais. Ora o porquê aparece junto. Ora separado. Ora com acento. Ora sem o chapeuzinho. Não há quem não hesite na hora de escrever uma forma ou outra. Em tempos de correria, o quadro se agrava. Muitos chutaram. Mas, como a língua não é loteria, o que pode dar errado dá. Melhor aprender as manhas da caprichosa criatura. Use:

Por que
1. nas perguntas diretas: Por que se comemora o Dia da Pátria? Por que se deve escrever como manda o dicionário? Por que é obrigatório o uso de máscara?
2. nos enunciados em que é substituível por "a razão pela qual": Sei por que (a razão pela qual) se comemora o Dia da Pátria. Quero entender por que (a razão pela qual) se deve escrever como manda o dicionário. Explique por que (a razão pela qual) é obrigatório o uso de máscara.
Por quê
A dupla com chapéu só tem vez quando o quezinho for a última – a última mesmo – palavra da frase. Por quê? Ele é átono. No fim do enunciado, torna-se tônico. O acento lhe dá a força: Comemora-se o Dia da Pátria por quê? Deve-se escrever como manda o dicionário por quê? É obrigatório o uso de máscara. Explique por quê.

Porque
Com essa cara, juntinho, sem lenço nem documento, porque é conjunção causal ou explicativa: Comemora-se o Dia da Pátria porque é fato marcante da nossa história. Deve-se escrever como manda o dicionário porque pega bem. É obrigatório o uso de máscara para evitar a transmissão do coronavírus.

Porquê
Assim, colado e com chapéu, o porquê se torna substantivo. E, como substantivo, tem plural. Para mudar de classe, precisa da companhia do artigo ou de pronome: Explicou o porquê da necessidade de escrever sem erros. Certos porquês quebram a cabeça da gente. Esse porquê se inspira em outro porquê.

Resumo da ópera
Não há por que temer os porquês. Quem entendeu a lição sabe por quê.

A falta
O leitor João Horácio Caramez, de Santos, leu a coluna de domingo. Achou-a incompleta. Escreveu: “A coluna explicou o Hino Nacional passo a passo. Mas focou só na letra. Creio que seria interessante um pouco de história. O autor da música e o autor da letra nunca se viram. Quando um nasceu, o outro já tinha morrido. Antes, o autor da música, Francisco Manuel da Silva (1795-1865), colocara a letra de autoria de Ovídio Saraiva de Carvalho e Silva, considerada ofensiva pelos portugueses. Muito depois, em concurso público, a letra atual, de Osório Duque Estrada (1870-1927), foi a escolhida. Tornou-se a letra oficial do Hino Nacional nas comemorações do centenário da Independência, em 1922”.

Leitor pergunta
Confundo o emprego de seção e 
sessão. Pode me ajudar?
n Carlota Marques, Boa Vista

Seção é a parte de um todo. Quer dizer divisão. No supermercado, há a seção de bebidas, a seção de frutas, a seção de laticínios. Na farmácia, a seção de remédios e a seção de cosméticos. Na loja, a seção de roupas masculinas, a seção de roupas femininas, a seção de roupas infantis.

Sessão é o todo. Dá nome ao tempo que dura uma reunião ou um espetáculo: sessão de cinema, sessão de terapia, sessão da tarde, sessão
do Congresso.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade