Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

A disputa eleitoral de 2022 já desenha o cenário para o voto

A postura de Ciro Gomes, que suspendeu pré-candidatura contra a PEC dos precatórios, teve aplausos de Randolfe Rodrigues (Rede) e Alessandro Vieira (Cidadania)


06/11/2021 04:00 - atualizado 06/11/2021 07:19

Ciro Gomes foi deputado estadual e federal, ministro da Integração Nacional e da Fazenda
Pré-candidato à presidência pelo PDT, Ciro Gomes questionou a postura dos próprios membros da legenda em favor da PEC dos precatórios (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 4/10/19)

Ciro anunciou a suspensão da sua pré-candidatura por causa dos votos do PDT a favor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, que foi aprovada em primeiro turno de votação na Câmara dos Deputados. O motivo tem nome e sobrenome: Carlos Lupi, o presidente nacional do PDT, partido que deu 15 votos favoráveis.
 
“Estamos conversando com cada parlamentar, e tenho certeza de que, até terça-feira, vamos convencer se não todos, a esmagadora maioria”, declarou Lupi, garantindo que a legenda vai reverter esses votos e que Ciro Gomes será candidato na disputa da Presidência da República em 2022.

Melhor trazer um pouco da trajetória política de Ciro Gomes. Ele foi deputado estadual e federal, ministro da Integração Nacional e da Fazenda. Foi ainda prefeito de Fortaleza e depois governador do Ceará. E foi candidato à Presidência da República em 2018.
 
A postura de Ciro Gomes foi elogiada por alguns políticos, entre eles os senadores Randolfe Rodrigues (Rede) e Alessandro Vieira (Cidadania). No entanto, o entendimento é de que Ciro não conseguiu ainda agregar alianças para se viabilizar como a terceira via dentro da disputa presidencial, polarizada entre o presidente Jair Messias Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
 
Com o anúncio da mudança na corrida eleitoral e a consequente implosão da terceira via, o Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada foi consultado para estimar onde se encontra atualmente a chamada terceira via. Estudos iniciais apontaram que a alternativa a Bolsonaro e Lula caminha para uma via quântica, mas os cálculos não puderam seguir adiante devido ao corte das verbas da ciência.

Mudando um pouco de praia, vale um último registro, que passa pelo Supremo Tribunal Federal (STF). É que o ministro Luís Roberto Barroso deu mais um capítulo das conhecidas rachadinhas de salários. Ele enviou à Procuradoria-Geral da República (PGR) o caso envolvendo o ex-presidente do Senado Federal Davi Alcolumbre (DEM-AP).
 
O parlamentar do Amapá é acusado da prática irregular, que consiste na contratação de alguém para trabalhar em um gabinete parlamentar em troca da devolução de parte do salário que o servidor ganharia oficialmente. Na prática, a maior parte do salário fica com o parlamentar.

Para encerrar, o ministro Luís Roberto Barroso lembra que a medida de encaminhar a notícia-crime ao Ministério Público é praxe e está prevista no regimento interno da corte. Sendo assim, melhor esperar o desfecho total da questão.
 

O banqueiro


O currículo de Henrique Meirelles (foto): engenheiro formado pela USP, com mestrado em economia e administração pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Henrique Meirelles nasceu em Anápolis, no estado de Goiás, e tem 73 anos. Foi presidente internacional do Bank Boston, presidente do Banco Central do Brasil (BCB), cargo que ocupou de 2003 a 2011, no governo Lula, e ministro da Fazenda no governo Michel Temer (MDB) entre 2016 a 2018.
 

Senado sim

“Existe uma vasta possibilidade de entendimentos comuns para projetos de reformas que permitam Goiás e o Brasil crescerem como um todo. Isso que pretendo fazer pelo país. Por isso não existe a possibilidade de eu aceitar cargo no Executivo em 2023. Minha meta é trabalhar por Goiás e vou cumprir os oito anos de mandato”, disse o secretário da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles, no Twitter. Foi ao anunciar a sua candidatura a senador por Goiás nas eleições de 2022.


Minas em cena

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei segundo o qual o Poder Executivo publicará na internet a lista de beneficiários de programas de transferência de renda de caráter emergencial, em até cinco dias úteis após o pagamento do benefício. A divulgação deverá ocorrer nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados. E tem o toque mineiro. O texto aprovado é um substitutivo apresentado pelo deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG) e seu colega Bohn Gass (PT-RS).
 

Falar nisso

A modelo, que foi Miss Brasil em 2020, diz que foi formalmente convidada, mas que há poucos dias recebeu um e-mail informando que sua presença havia sido dispensada. Julia Gama alega não saber os motivos pelos quais foi desconvidada. Vamos a eles: a vice-Miss Universo de 2020, a brasileira Julia Gama, que já se posicionou diversas vezes contra o governo Bolsonaro em suas redes, disse que foi desconvidada do evento que premiará a Miss Universo Brasil deste ano. A produção do Miss Universo Brasil é controlada por Winston Ling, empresário bolsonarista.

 

Poder feminino

O presidente da Assembleia Legislativa, Agostinho Patrus (foto) (PV), promulgou, ontem, a Resolução 5.590, que cria a Procuradoria da Mulher e institui a Bancada Feminina no âmbito do Legislativo. A deputada Leninha (PT) será a líder da bancada, sendo vice-líderes as deputadas Delegada Sheila (PSL) e Laura Serrano (Novo). “Ameaças como essas contra qualquer pessoa são graves, e contra quem foi legitimamente eleita são muito mais graves ainda”, ressaltou o presidente Patrus.

 

Pingafogo

 
Em tempo, sobre a nota Poder feminino: a cerimônia de promulgação da resolução que cria a Procuradoria da Mulher e institui a bancada feminina foi realizada no Salão Nobre da ALMG. Os demais nomes que vão compor a Procuradoria estão sendo negociados com o presidente da Casa, Agostinho Patrus.

E tem mais da ex-miss Julia Gama: “Mesmo que compartilhássemos de opiniões distintas e, até mesmo, de valores conflitantes, eu acredito que juntos, eu e a Organização Miss Universo Brasil, realizamos um trabalho incrível que nos rendeu o título de vice-Miss Universo”. Foi no Instagram.

Outro registro, desta vez do deputado mineiro Eduardo Barbosa (PSDB-MG). Ele considerou pertinente não restringir a medida a um lapso temporal específico, mas aplicá-la sempre que políticas emergenciais forem adotadas pelo Estado brasileiro.

Triste notícia: “O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) informa que ontem ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga.

O Corpo de Bombeiros confirmou no finzinho do dia de ontem “que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais”. Ela deixa um filho de 2 anos, Léo Dias Mendonça Huff. 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade