Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

Bolsonaro volta a reclamar das críticas que recebe sobre fundo eleitoral

Presidente da República reafirma também que vai cortar o "excesso" de recursos, que seria em torno de R$ 2 bilhões


28/07/2021 04:00 - atualizado 28/07/2021 07:08

"Vocês merecem os presidentes que tiveram anteriormente", disse Bolsonaro (foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro voltou a reclamar, ontem, das críticas que tem recebido em relação ao fundo eleitoral de quase R$ 6 bilhões. “O fundão foi criado em 2017, o presidente era Michel Temer (MDB). E toda vez que tem eleições, o que a lei manda fazer? Pega o valor anterior, bota a inflação em cima. É o novo fundão. Então, num caso desse, eu não posso vetar, porque se eu vetar, estou deixando de cumprir a lei de 2017. 

Nesse caso do novo fundão, extrapolaram. Então, eu posso vetar.” “Vou vetar o quê? O excesso? Já estão me criticando. De vez em quando, dá vontade de falar: ‘Vocês merecem os presidentes que tiveram anteriormente. Merecem, tá ok? Porque fazer as coisas com responsabilidade não é fácil’”, disse também.

E teve mais: “Já estão me criticando. De vez em quando, dá vontade de falar: “Vocês merecem os presidentes que tiveram anteriormente. Merecem, tá ok?’”

“Nenhum faz o que eu faço, andar no meio do povo. Fui acusado agora pela CPI de ser motoqueiro. A anta amazônica me acusa de ser motoqueiro”. O alvo desta vez é o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID-19, o senador Omar Aziz (PSD-AM).

No Peru, onde representará o Brasil na posse do novo presidente Pedro Castillo, o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, evitou, ontem, responder ao presidente da República. “Sem comentários”. Mourão não passou recibo, ficou nisso e pronto. Na segunda-feira, Bolsonaro disse que Mourão é como cunhado, não pode ser demitido e, às vezes, atrapalha o seu governo.

O jeito é tratar da reforma ministerial. Como não poderia de deixar ser, já que é assim agora, só teve redes sociais: @ciro_nogueira Muito feliz em fazer parte desse grande time de ministros, trabalhando unidos, sob a liderança do PR @jairbolsonaro, pelos brasileiros. Tenho certeza também de que contaremos com o apoio do meu querido amigo @ArthurLira, presidente da Câmara dos Deputados, nessa honrosa missão.

O jeito, para variar, é finalizar com uma boa notícia. E ele vem do Fundo Monetário Internacional (FMI), que antigamente sufocava a economia brasileira e provocou uma coleção de protestos anos a fio. O fato é que o FMI subiu a previsão para o Brasil nesta área econômica.

A atual projeção é que o crescimento do Produto Interno Brasileiro (PIB) deve alcançar 5,3% este ano. A ajudinha partiu de uma forte recuperação de seus parceiros comerciais, em especial os EUA e a China comunista. Sendo assim, já é o suficiente por hoje. Com a velha e conhecida esperança de que os dias fiquem ainda melhores. A vacinação contra a COVID-19 busca um alívio.

Novo expulsa Bartô

O deputado estadual Bartô foi expulso do partido Novo ontem. O parlamentar presenciou a prisão, sem mandado, de um homem acusado de jogar ovos em manifestantes bolsonaristas durante passeata em maio. E virou alvo de sindicância interna do Novo. A expulsão foi definida pelo comitê de ética do Novo após a apuração do caso. “O processo seguiu todos os ritos previstos no estatuto do partido, com direito a ampla defesa do deputado no comitê de ética partidária. Mas, infelizmente, o julgamento resultou com a pena de expulsão”, disse o presidente da legenda em Minas, Ronnye Antunes. Na Assembleia Legislativa desde 2019, Bartô foi eleito com 31.991 votos. Ele deixou a legenda com muitas críticas a ex-correligionários: “Fui perseguido pelo diretório nacional do partido, que a meu ver, é um órgão que não representa em nada o partido e seus filiados”.

A elegância

“Cumprimento o meu colega senador Ciro Nogueira pela assunção ao cargo de ministro da Casa Civil, a quem desejo boa sorte e um trabalho profícuo na importante missão de contribuir com o país”, escreveu o presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). E teve mais, bem no jeito mineiro: também desejou sucesso aos ministros Onyx Lorenzoni e Luiz Eduardo Ramos, que vão mudar de ministério diante da reforma feita pelo presidente Jair Messias Bolsonaro.

O Procon

Notinha de utilidade pública. E vem da Assembleia Legislativa (ALMG) o alerta: os consumidores que compram pela internet precisam ficar atentos não apenas com a segurança dos seus dados nos sites em que fazem transações comerciais. Na hora em que recebem suas encomendas, é necessário um cuidado simples, mas que muita gente ignora. É que as etiquetas coladas nas embalagens trazem dados importantes do cliente, como nome, endereço e até CPF. Rasguem eles.

É presidencial

@LulaOficial: “E o Bolsonaro que ficava falando que ia acabar com a velha política... Qual é a nova política dele? Ficar refém do Centrão? Não cumpriu uma coisa que ele falou. Falava tanto de corrupção... Ainda ontem à noite eu vi o Queiroz ameaçando ele”. @jairbolsonaro: Incentivo à Cultura: Assinamos o decreto que regulamenta o Programa Nacional de Apoio à Cultura. O instrumento objetiva uma gestão eficiente, com controle de prestação de contas – e traz inédita valorização de Belas Artes e Arte Sacra.

Chama que…

A Polícia Federal (PF) entra em ação. E ela estima que, no período de 2017-2019, a quadrilha tenha contrabandeado mais de uma tonelada de ouro para a Itália. Melhor dar o fato que interessa de uma vez: Agentes da Polícia Federal (PF) e da Receita Federal realizaram, ontem, uma operação contra o contrabando de ouro, garimpado ilegalmente na Região Norte do país. A operação cumpriu quatro mandados de prisão preventiva e 21 mandados de busca e apreensão em cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e, como quase sempre, é claro que teve também em Minas Gerais.

PINGA FOGO

Repercussão sobre Ciro Nogueira na Casa Civil
“Boa sorte na missão, @ciro_nogueira! Tenho a confiança que vai fazer um excelente trabalho para ajudar o Brasil e o PR @jairbolsonaro. Vamos em frente”
Fábio Faria (foto), ministro das Comunicações

@ciro_nogueira ao time @jairbolsonaro. “Desejo muito sucesso na Casa Civil. Agradeço aos servidores que estiveram comigo nessa jornada e sigo nova missão determinada pelo PR na Secretaria-Geral. Tenham certeza que mais uma vez darei o melhor em defesa do Brasil”.
Luiz Eduardo Ramos, novo ministro da Secretaria-Geral da Presidência

“Essa é a terceira fase do governo Bolsonaro: a primeira foi marcada pelos hóspedes do hospício; a segunda pelos militares e agora pelo Centrão. Tomou posse como ator principal, transformou-se em coadjuvante e agora se reduz ao papel de figurante”.
Fabio Trad, deputado federal (PSD-MS)



*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade