Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

O que colocar no prato para ter a pele bonita, saudável e luminosa?

Sucesso do tratamento dermatológico realizado em consultório depende também de hábitos saudáveis de alimentação, como o consumo de frutas


15/12/2020 04:00

Consumir frutas contribui para hidratar a pele (foto: silviarita/Pixabay)
Consumir frutas contribui para hidratar a pele (foto: silviarita/Pixabay)
Comer bem é sempre uma proposta de vida melhor. Se bem que eu não acredito que comer sempre as mesmas verduras ou frutas influencie muito o resultado de uma boa saúde. Mas a maioria acredita muito nisso e a alimentação do dia a dia se torna uma chatice só. Acontece que os conselhos de beleza sugerem que alimentação e beleza andam juntas.

A dúvida começa com um item simples. Só o fato de você não ingerir a quantidade de água suficiente durante um dia pode prejudicar o organismo e a pele, deixando-a ressecada, além de lábios rachados. Imagine, então, como a alimentação influencia na textura e na aparência.

Segundo dados do Euromonitor Internacional (2019), o Brasil é o quarto maior mercado de beleza e cuidados pessoais do mundo. Prevenir ou retardar o envelhecimento desperta interesse e vontade. Mas nada adianta investir naquele creme biotecnológico se você não se alimentar direito.

“Para o sucesso do tratamento realizado em consultório, é necessário que a pessoa se cuide em casa não só com os produtos indicados para seu tipo ou necessidade de pele. É fundamental mudar a alimentação, cuidar da pele de dentro para fora”, explica a dermatologista Geisa Costa, idealizadora do Art Beauty Center, membro da Sociedade Latino Americana de Dermatologia Pediátrica e da Sociedade Brasileira de Laser. Confira o que vale colocar no prato para ter pele bonita, saudável e luminosa:

1. Gorduras boas: “Elas ajudam no equilíbrio da oleosidade e evitam o ressecamento da pele”, comenta Geisa. Os alimentos recomendados são: azeite extravirgem, abacate, oleaginosas (nozes) e sementes (linhaça e gergelim) são exemplos.

2. Alimentação que auxilia na hidratação: Alimentos que contribuem para a hidratação da pele são aqueles com maior teor de água, como frutas, folhas e alguns legumes, como pepino, chuchu, melão, melancia, alface.

3. Cereais integrais: Arroz integral, aveia em flocos e sementes (abóbora, chia, linhaça), bem como vegetais variados, ajudam no fornecimento de fibras. “Uma alimentação com menor carga glicêmica e anti-inflamatória ajuda a prevenir e tratar o excesso de produção de sebo, que culmina na acne”, explica Raquel Penha e Silva, nutricionista da On, centro integrado de evolução corporal.

4. Água: O consumo adequado de água, diariamente, também é muito importante para manter a hidratação da pele.

5. Vitaminas e minerais: As vitaminas do complexo B (como B6 e biotina), a vitamina A, vitamina D e minerais como ferro, cobre, selênio e zinco são micronutrientes importantes para a saúde da pele. “Eles têm função importante na estrutura da derme, ação antioxidante e anti-inflamatória, o que também ajuda na prevenção da acne”, revela a nutricionista. Esses nutrientes podem ser encontrados nas carnes magras, gema de ovo, óleo de peixe, feijão, aveia, sementes, cenoura, espinafre, manga e mamão.

6. Combate ao envelhecimento: Muitos nutrientes também agem como fotoprotetores, prevenindo o envelhecimento cutâneo, a formação de manchas e o aparecimento de rugas e linhas de expressão precoces. Alimentos com vitamina A (betacaroteno) encontrado no mamão, cenoura e laranja agem como fotoprotetor e, de quebra, ajudam a deixar a pele mais luminosa. As vitaminas C e E também possuem um poderoso agente antioxidante que atrasa o envelhecimento da pele e ajudam na cicatrização. A vitamina C (acerola, goiaba, laranja e limão) é muito importante na absorção e formação do colágeno, responsável por dar firmeza a nossa pele.

7. Cacau: O cacau é rico em polifenóis, especialmente catequinas, ótima fonte de magnésio, cobre, ferro e manganês. Recomenda-se um consumo diário entre 20g a 25g (4 quadradinhos). “Quanto maior a porcentagem de cacau, maiores os benefícios, portanto sugiro escolher sempre mais que 70% de cacau”, orienta Raquel.

8. O que evitar: Evite ou vá diminuindo o consumo até conseguir retirar os seguintes alimentos do cardápio, pois uma alimentação pró-inflamatória, com alto teor glicêmico e de substâncias artificiais e tóxicas, aceleram o envelhecimento, aumentam a flacidez, diminuem a formação de colágeno e ainda causam má circulação na pele. São eles: farinhas, açúcares, adoçantes, refrigerantes, carne vermelha, batata frita, chocolate, embutidos, alimentos congelados, sorvetes industrializados, bebida alcoólica e doces em geral.

Em tempo: procure sempre um especialista para dosar os nutrientes necessários e avaliar seu tipo de pele.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade