Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Casamento de famosos


postado em 08/12/2019 04:00 / atualizado em 06/12/2019 11:12

Alexandre Birman e Gabriela Verdeja(foto: Instagram)
Alexandre Birman e Gabriela Verdeja (foto: Instagram)


Notícia de São Paulo conta que Alexandre Birman acaba de se casar com Gabriela Verdeja, com quem circulava nos últimos tempos. O casamento, realizado no último dia do mês passado, foi na casa da mãe da noiva, Dorita Verdeja, em São Paulo. O que não foi divulgado é que a noiva é filha de um guerrilheiro anticastrista, Carlos Verdeja, e que sua mãe foi mulher do famoso colunista social Zózimo Barroso do Amaral. A cerimônia foi superíntima, diferente do casamento do empresário com Johanna Stein, que acabou com uma festança. Mas a festa do enlace já tem data marcada:será em
20 de março,no Copacabana Palace, no Rio.
 
 
BAUHAUS
na UEMG

Para homenagear o centenário da fundação da Escola Bauhaus, uma das instituições mais influentes no ensino do design, a Escola de Design da Uemg está promovendo a exposição Sentir Bauhaus, com curadoria de Giselle Safar. Fugindo do documental, a mostra tem caráter de comemoração e sua intenção foi criar pequenos ambientes nos quais a expografia assinada pela professora Maria Lúcia Machado se mistura a estratégias comerciais culturais. Colecionadores e lojistas que trabalham com réplicas autênticas produzidas no período disponibilizaram objetos e mobiliários. A programação envolve palestras, rodas de conversa, filmografia, e projeção mapeada na fachada do novo prédio da universidade. A exposição pode ser conferida até 14 de dezembro, no Espaço Cultural Escola de Design/Uemg, de segunda a sábado, das 13h às 21h. 


HOMENAGEM
internacional

O famoso estilista italiano Giogio Armani acaba de receber, no Royal Albert Hall, em Londres, uma super-homenagem do British Fashion Awards, que premia marcas de moda em diferentes categorias. Os homenageados deste ano foram Giorgio Armani, que recebeu o Outstanding Achievement Award, prêmio de reconhecimento por toda a sua carreira e contribuição para a indústria da moda, e Naomi Campbell, que recebeu o prêmio de Fashion Icon.


MENSAGEM
renovada

Sempre revalorizando símbolos esquecidos pela Igreja renovadora, o papa Francisco enfatizou a retomada dos presépios tradicionais como forma de levar a mensagem cristã aos lares neste Natal. Uma visita ao local onde São Francisco fez o primeiro presépio, na Itália, marcou a campanha. E veio em boa hora, pois a ‘transfiguração’ desse belo símbolo natalino sem ostentação tem deixado de lado seu lado mais singelo e bonito. Para os mineiros, pode parecer algo sem sentido, pois aqui estão alguns dos presépios mais bonitos do Brasil, mas em outros lugares a descaracterização do presépio éum fator inquietante – e triste.


CALENDÁRIO
fôlego natalino

Como em quase todo o país, a turma da moda também para suas máquinas neste fim de ano. O calendário aponta férias coletivas na maioria das confecções a partir do dia 20 e retorno só em princípios de janeiro. A partir daí, algumas novidades. A saber: como o carnaval será em princípio de março, muitos lançamentos do inverno 2020, em pronta-entrega, serão antecipados para fevereiro – embora muitos lançamentos importantes continuem programados para a segunda semana de março. Isso garante, também, uma espécie de ‘esquenta’ para o Minas Trend – que vai ao ar em abril.
CONSTITUIÇÃO
porre democrático

O economista Luiz Carlos Mendonça de Barros deu uma aula na tevê sobre a razão que levou o país ao estado permanente de penúria: a Constituição de 1988. Como também já insistimos aqui, para ele é tão alta a carga tributária (35%) criada para sustentar os gastos obrigatórios gerados pelo ‘porre democrático’ dos constituintes ao escrever a nova Carta, que estamos condenados a ‘enxugar gelo’ – pelo menos até que haja uma reforma constitucional. Lembrou que, na época, os economistas e políticos com juízo perfeito não conseguiam acreditar que aquilo estava acontecendo.


MODA
luxo autêntico

A boa moda tem valor eterno: a famosa jaqueta de Yves Saint-Laurent com bordados reproduzindo os girassóis de Van Gogh foi arrematada por 382 mil euros – embora avaliada, inicialmente, por 120 mil euros. Vai para o acervo de uma galeria na Austrália. Com a esfrega que a turma da moda já levou com os chamados Coletes Amarelos, a Chanel se preveniu e realizou seu desfile dos Métiers d’Art antes da programada greve do metrô parisiense. O desfile, como sempre, arrasou – inclusive pelo cenário, reproduzindo o mítico apartamento de Mme. Chanel no número 31 da Rue Cambon.

PLÁCIDO
valor inabalado 

Pelo visto, os europeus não engoliram essa história de ‘cultura do cancelamento’, algo que pode ser traduzido em boicotar alguém por ter sido acusado, sem provas, por alguma suposta atitude que a moralidade rasa atual considera inapropriada. O fato é que o cantor Plácido Domingo teve casa cheia em toda a sua turnê pela Europa, apesar do auê que os americanos armaram contra ele porque algumas de suas colegas de trabalho fizeram denúncias sobre assédio sexual. Quem o defende descobriu que as acusações vieram de desafetos ou marionetes desses. O pessoal do 
#Me Too deve estar roxo de raiva.


VERDES
dinheiro fácil

Com a bagunça no Chile, a cúpula do clima foi parar em Madri – onde prossegue até o fim desta semana. Como anteriormente, os ‘grupos de trabalhos’ foram divididos em dois: os governos e empresários de um lado (oficial) com projetos sérios, e a turma da barbicha & rabicó (informal) com a gritaria de sempre. Os prognósticos oficiais são de que a Europa vai aumentar para 25% seu orçamento para a economia verde, os bancos chegarão a 40% de seus empréstimos parainvestimentos na área e o restante do mundo até a 50%. Já a tal menina Greta, atravessou o Atlântico de catamarã (não anda de avião para não poluir o meio ambiente) até Lisboa e continuou de carro e trem. Como ambos também poluem, muitos acharam que ela chegaria em Madri de burrico (que só come capim) ou de camelo (que economiza água). 
 
LIVRO QUE
vai bombar

Quem segue a carreira de profissionais competentes sabe que o arquiteto João Armentano é um craque. Sua carreira soma 30 anos de experiência na concepção e execução de projetos arquitetônicos, de interiores e decoração nos segmentos residência, comercial, corporativo e hoteleiro. Reconhecido pelo conforforto e beleza que emprega nos seus projetos, Armentano está lançado seu primeiro livro, publicado pela Zeta Editora, no próximo sábado, no Rooftop da B&B Itália. A publicação reúne 18 projetos de casas, apartamentos, casa de campo e o design de interiores do hotel Unique. João Armentano é reconhecido pela sensibilidade em revelar e expandir a arquitetura moderna e suas potencialidades espaciais. O arquiteto valoriza a iluminação natural e cênica, linhas minimalistas, conforto, materiais sustentáveis e obras de arte. "Visualizo a fachada, a relação do volume com o terreno, o jardim e com o quê o morador vai ver quando estiver sentado no sofá de seu living ou deitado em sua cama", diz ele.


POR AÍ...
 
Eduardo Amarante. (foto: Marcio Rodrigues/Divulgação)
Eduardo Amarante. (foto: Marcio Rodrigues/Divulgação)
 

A marca Lança Perfume anunciou durante a semana e pelas redes sociais a contratação do estilista Eduardo Amarante. Nos últimos tempos ele atuou como estilista da Skazi, fase em que a marca mineira cresceu, apareceu e se vendeu. Muito bem, diga-se.

A estampa com logomarcas do Victor Dzenk está fazendo o maior sucesso em sua coleção de inverno 2020 entre as lojistas que compram a marca. A criação da logo é de Rodrigo Babbo e sua equipe. O estilista esteve nesta semana em Marília (SP) para seu lançamento em uma loja de lá e voltou impressionado com o vigor econômico e social do interior paulista.

A Casa de Criadores, evento que fechou o calendário paulista de grandes eventos de moda, aconteceu na semana passada. Mas interessante mesmo é que o evento fez parte da agenda do programa São Paulo Capital da Cultura. Traduzindo: onde a 
moda (ainda) não é vista como ação cultural, a sobrevivência 
dos eventos tornou-se impossível. 
 
 
 


Publicidade