Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

Receitas dos clubes brasileiros emperram e dívidas disparam

No ano passado, as receitas dos vinte clubes que disputaram a Série A totalizaram R$ 6,5 bilhões. O número representa um crescimento real de apenas 1%


24/06/2022 04:00 - atualizado 24/06/2022 00:16

Jogo Atlético x Flamengo pelo Brasileiro
Partida do Brasileirão deste ano. Dividas crescem e mostram que o quadro é grave e mostra por que a chegada das SAFs é vital (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 19/6/22)


A XP produziu um relatório que traça um panorama completo do futebol brasileiro. Basta observar os números com atenção para descobrir que a pátria das chuteiras parou no tempo. No ano passado, as receitas dos vinte clubes que disputaram a Série A totalizaram R$ 6,5 bilhões. O número representa um crescimento real de apenas 1% em relação ao desempenho de 2019, antes da pandemia. Em 2022, a surpresa: o resultado será pior. Com a conjuntura econômica adversa, a XP acha que a soma do faturamento deverá recuar, não ultrapassando os R$ 6,4 bilhões. As dívidas, por sua vez, aceleram. Em 2019, as vinte agremiações da principal divisão nacional acrescidas de alguns times da série B deviam R$ 7,6 bilhões. Em 2021, o montante saltou para R$ 9,1 bilhões. O quadro é grave e mostra por que a chegada das SAFs (Sociedades Anônimas de Futebol) é vital para dar algum fôlego aos clubes do país pentacampeão.

Na Holanda, home office pode se tornar um direito garantido por lei

Uma proposta defendida por parlamentares holandesas abre novas frentes de discussão sobre o home office. Eles pretendem que o trabalho remoto seja transformado em um direito garantido por lei. A ideia é que, para determinadas funções, as empresas sejam obrigadas a oferecer aos colaboradores a possibilidade de dar expediente longe do escritório. Há muita indefinição sobre o tema. Algumas companhias têm forçado o retorno dos empregados, mas boa parte deles não quer a volta do velho modelo.

Goodyear investe em pneu feito de planta dente-de-leão

A americana Goodyear desenvolve uma inovação que terá grande impacto na indústria automotiva: pneus feitos a partir da planta dente-de-leão. A invenção substitui por completo o látex extraído das seringueiras – originárias principalmente de ecossistemas tropicais, como a Amazônia –, que respondem por 90% do mercado atual de borracha natural. Segundo a Goodyear, a iniciativa é fruto de parceria com o departamento de defesa dos Estados Unidos e outras duas empresas (Biomade e Farmed Materials).
 

CBMM completa 67 anos 

A CBMM, empresa mineira especializada na produção e comercialização de produtos de Nióbio, completa, neste mês de junho, 67 anos desde sua fundação. Sediada em Araxá (MG), a companhia possui clientes em 50 países e tem escritórios e subsidiárias na China, Países Baixos, Singapura, Suíça e Estados Unidos. O desejo dos Diários Associados é o de sucesso no crescimento sustentável dessa empresa, que traz resultados positivos para o país, em especial para Minas Gerais e Araxá, transformando o nióbio nas soluções que a sociedade precisa por meio do fornecimento de produtos e tecnologia de ponta aos setores de infraestrutura, mobilidade, aeroespacial, saúde e energia. 

Rapidinhas

  • Os pagamentos por aproximação avançam no Brasil. Em 2021, o sistema movimentou R$ 198,9 bilhões em compras – ou 384,6% acima de 2020, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). A entidade estima que, até o final do ano, metade das transações presenciais será feita com a tecnologia.
  • Lançado pela Nintendo em 1985, o personagem Mario Bros se tornou desde então uma fonte inesgotável de negócios. Há alguns dias, chegou ao mercado o jogo Mario Strikers para o console Nintendo Switch. Em quase 40 anos de história, Mario Bros divertiu 1 bilhão de jogadores em diversas plataformas e diferentes partes do mundo.
  • A Netflix vai ficar parecida com um canal de TV tradicional. Em conferência nos Estados Unidos, Ted Sarandos, que responde pelo conteúdo do streaming, confirmou que sua empresa deverá veicular anúncios. Com a queda do número de assinantes e a concorrência cada vez mais acirrada, essa é a melhor saída possível.
  • O uso da cannabis se tornou realidade na saúde. Em maio, quatro produtos a base de canabidiol (CBD, que não produz efeitos psicoativos) foram aprovados pela Anvisa. Com isso, já existem 19 medicamentos disponíveis no mercado brasileiro. O CBD pode ajudar portadores de doenças como epilepsia, mal de Parkinson e depressão.

22,32

milhões de livros foram vendidos no Brasil nos cinco primeiros meses do ano, um aumento de 8,18% em relação ao mesmo período do ano passado. As receitas, de R$ 996,39 milhões, subiram 12,35%. Os dados são do Painel do Varejo de Livros no Brasil, produzido pelo Nielsen Bookscan e pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL)

“O sistema híbrido é o que veio para ficar. Estamos aprendendo com isso, é tudo novo, mas estamos muito confiantes que o híbrido vai ser para sempre”
  • Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia, sobre a nova realidade do trabalho, que pressupõe um tempo no escritório e outro em casa

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade