Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

Bradesco traça cenário menos catastrófico para a economia brasileira

Para a instituição financeira, a retomada da produção industrial e da construção civil influenciam diretamente o índice de confiança


29/07/2020 04:00 - atualizado 29/07/2020 07:26

(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)

Um relatório elaborado pelo Bradesco traçou um cenário menos catastrófico para a economia brasileira. O banco revisou a estimativa do desempenho do PIB em 2020: a projeção de queda de 5,9% passou a ser de 4,5%. Evidentemente, o número preocupa, mas não custa lembrar que alguns economistas chegaram a dizer no início da pandemia que o tombo seria de pelo menos 10%, ou até mais. Segundo o Bradesco, “a produção industrial e as vendas do varejo têm confirmado o movimento de melhora dos índices de confiança”. Outros fatores positivos são a estabilização da curva de contágio do coronavírus e a diminuição do risco de uma segunda onda. Há sinais de otimismo em diversos setores. De acordo com a Fundação Getulio Vargas, o Índice de Confiança da Construção avançou em julho – é a terceira alta consecutiva do indicador, impulsionado principalmente pela retomada das obras em diversos estados brasileiros.

(foto: Fernando Calmon/Divulgação)
(foto: Fernando Calmon/Divulgação)


Vendas em alta de carros usados


Depois de quatro meses de desânimo, o setor automotivo começa finalmente a produzir indicadores positivos. De 20 a 26 de julho, a média diária de vendas de veículos usados foi 8% maior na comparação com a semana imediatamente anterior – que também havia registrado crescimento. Segundo a Fenauto, entidade que representa os comerciantes independentes, a tendência é que, na primeira semana de agosto, os contratos assinados atinjam os mesmos volumes de antes da pandemia.

Brasil se destaca em ranking de inovação


A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgará hoje o estudo “Competitividade Brasil”. Segundo a pesquisa, o país ocupa o 8º lugar no ranking que avalia as 18 nações mais inovadoras. O desempenho não é tão positivo entre os outros fatores determinantes da competitividade, que incluem tributação, infraestrutura e ambiente de negócios. O relatório mostra ainda que o Brasil investe 1,26% do PIB em pesquisa e desenvolvimento. Na Coreia do Sul, o índice é de 4,55%

Estudo mostra que 84% dos shoppings estão abertos


Poucas cidades brasileiras permanecem com shoppings fechados. Segundo um levantamento realizado pelo banco BTG Pactual, o número de empreendimentos em operação subiu de 448 uma semana atrás para os atuais 485. Isso corresponde a 84% do total de shoppings do país e a expectativa é que todos eles estejam operando normalmente, sem restrições de horário, até o início de setembro. O BTG, porém, destaca no relatório que o “tráfego de pessoas e as vendas deterioraram muito”.

RAPIDINHAS


A francesa Airbus concluiu o novo ciclo de testes de sua aeronave 100% autônoma, capaz de decolar e aterrissar sem a interferência de pilotos. Nesta semana, o A350-100 XWB completou 500 voos. Segundo a empresa, não houve registro de incidentes. A inovação pode revolucionar o setor, mas não há prazo para ser adotada comercialmente.

A guerra das redes sociais se tornou mais acirrada com o avanço do aplicativo chinês TikTok. Segundo o jornal americano The Wall Street Journal, o Facebook, dono do Instagram, começou a recrutar os principais produtores de conteúdo do TikTok com ofertas financeiras. A ideia é levá-los para o Instagram.

Pela primeira vez, a Consumer Electronics Show, maior feira de tecnologia do mundo, será realizada apenas no ambiente virtual. Os índices elevados de contágio do coronavírus nos Estados Unidos e as incertezas sobre eventuais vacinas levaram os organizadores a desistir de promover o evento em Las Vegas. A data permanece a mesma: janeiro de 2021.

A Avell, uma das maiores fabricantes de notebooks de alto desempenho do país, aposta no crescimento dos negócios em Brasília. A empresa lançou na cidade a sua nova linha de notebooks profissionais, chamada Liv. A expectativa é que o Distrito Federal responda, até o fim do ano, por 5% do total de clientes.

(foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
(foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

''Estou muito motivado e sigo no governo ajudando o ministro Guedes e o presidente Jair Bolsonaro a reduzir o tamanho do Estado e realizar uma verdadeira transformação no país''

Salim Mattar, secretário especial de Desestatização, desmentindo rumores que sairá do governo


232 mil

empresas deixaram de ser abertas no Brasil no segundo trimestre em função do avanço do coronavírus. O dado é da empresa de inteligência artificial Neoway, que usou informações públicas e algoritmos próprios para chegar a esse número


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade