Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

Portugal limita concessão de visto de residência

O Golden Visa só é válido para aquisições nas cidades do interior. Lisboa e Porto, os dois principais destinos dos brasileiros, estão fora do programa


postado em 07/02/2020 04:00 / atualizado em 07/02/2020 09:28

(foto: Carlos Altman/EM/D.A Press)
(foto: Carlos Altman/EM/D.A Press)

Viver em Portugal será a partir de agora um pouco mais difícil. Nesta semana, o Parlamento do país promoveu mudanças no Golden Visa, visto que concede autorização de residência para quem comprar imóveis a partir de 500 mil euros. De acordo com a nova decisão, o Golden Visa só é válido para aquisições nas cidades do interior. Lisboa e Porto, os dois principais destinos dos brasileiros, estão fora do programa. Em 2019, as concessões de vistos permanentes para brasileiros cresceram 16% – mais do que qualquer outra nacionalidade.

Segundo dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, 150 mil brasileiros moram em Portugal, o que equivale a um quarto de todos os imigrantes em território português. Foi o excesso de vistos autorizados no s últimos anos que levou as autoridades portugueses a mudar as regras do jogo. O benefício é criticado pela União Europeia, que considera que ele torna o Velho Continente mais inseguro.

Tratores autônomos invadem as fazendas

Enquanto os carros autônomos estão muito distantes de ocupar ruas e avenidas dos centros urbanos, no campo o futuro já chegou. Empresas como CNH Industrial e John Deere têm modelos avançados sendo utilizados em lavouras da Europa e dos Estados Unidos. Os tratores que se movimentam sem humanos – muitos deles apenas um pouco maiores do que cortadores de grama – levam uma vantagem em relação aos carros: para que circulem nas fazendas, não é preciso criar regulamentações específicas.

Mais montadoras desistem do Salão do Automóvel de São Paulo

As desistências em série de montadoras que tradicionalmente participam do Salão do Automóvel de São Paulo já colocam em xeque a realização do evento, previsto para novembro. A Hyundai foi a última a abrir mão da feira, juntando-se a BMW, Chevrolet, Jaguar, Peugeot, Toyota e outras sete fabricantes que não querem mais saber do Salão. Até agora, apenas oito montadoras confirmaram presença: Volks, Fiat, Ford, Renault, Nissan, Jeep, Dodge e Troller.

 
(foto: SCOTT OLSON?AFP)
(foto: SCOTT OLSON?AFP)

''Sou um cara muito organizado e disciplinado. Sempre pratiquei esporte, pelo menos uma hora por dia, seja o que estiver acontecendo no mundo. Além disso, sempre fui muito participativo com a minha família. Deu tempo de fazer e criar seis filhos''

Jorge Paulo Lemann, principal líder empresarial do Brasil e controlador de empresas como AB Inbev e Kraft Heinz



Fiat estuda paralisar produção na Europa

Se ainda havia dúvidas a respeito dos estragos que a epidemia do coronavírus poderia provocar, elas foram dissipadas por uma informação divulgada pela Fiat. A montadora italiana estuda paralisar as fábricas na Europa, o que seria algo inédito nos últimos 80 anos. Segundo Mike Manley, presidente da empresa, quatro fornecedores na China foram afetados pelo avanço do coronavírus, e um deles vai demorar para retomar a produção. A Fiat estima que as plantas fiquem paradas entre duas e quatro semanas.

122,9 milhões de toneladas deverá ser a próxima safra brasileira de soja, impulsionada pelo 13º ano consecutivo de aumento da área plantada. Os dados são da consultoria Datagro

  

RAPIDINHAS


• A Boeing está longe de se livrar das encrencas com o 737 Max. A empresa identificou um novo problema no software da aeronave que afeta o seu sistema de estabilização. A descoberta deverá atrasar o retorno da operação do 737 Max. No quarto trimestre de 2019, a companhia teve prejuízo de US$ 1 bilhão.

• Os brasileiros são fãs da caderneta de poupança, mas uma conta simples mostra por que ela deveria ser trocada por investimentos mais rentáveis. Em 2019, o retorno da poupança foi de 3,96%, enquanto o IPCA totalizou 4,31%. Ou seja: descontando a inflação, o dinheiro teve rentabilidade negativa de 0,35%.

• A Fundação Instituto de Administração lançou nesta semana o FIA Online. Trata-se de um portal de EAD (ensino a distância) concebido para concorrer com os cursos oferecidos pela FGV e que tem a ambição de atrair alunos fora de São Paulo (as aulas são pela internet). O portal foi ao ar com 8 pós-graduações e 4 MBAs, todos 100% online.

• Como degustação, a FIA liberou um curso gratuito de três aulas, chamado “Cenários 20/25”, sobre o que vai impactar o mundo dos negócios até 2025. As aulas estão disponíveis até a próxima segunda-feira com os professores Ronaldo Lemos (pesquisador de transformação digital), Eduardo Gianetti (economista) e Eugenio Mussak (palestrante e empresário).

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade