Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

Brasil tem um liberalismo econômico de verdade?

No governo Bolsonaro, em que pesem a permanente instabilidade política, o liberalismo econômico finalmente parece ter vez.


postado em 24/12/2019 04:00 / atualizado em 23/12/2019 21:01

O ministro da Economia, Paulo Guedes conduziu a reforma da Previdêcia e as medidas para a redução do Estado(foto: Marcelo Ferreira/CB/DA Press %u2013 22/5/19)
O ministro da Economia, Paulo Guedes conduziu a reforma da Previdêcia e as medidas para a redução do Estado (foto: Marcelo Ferreira/CB/DA Press %u2013 22/5/19)



O Brasil nunca teve um liberalismo de verdade. Nos anos FHC, quando o país chegou a flertar com esse sistema econômico, iniciativas louváveis como a privatização do sistema de telefonia foram acompanhadas pela tremenda dificuldade em fazer reformas profundas do Estado. No governo Bolsonaro, em que pesem a permanente instabilidade política e as medidas carregadas de ideologias na agenda de costumes, o liberalismo econômico finalmente parece ter vez. Sob a condução do ministro Paulo Guedes, o governo fez a reforma da Previdência, aprovou novas regras que conferem maior liberdade econômica para empresários e empreendedores, traçou um amplo plano de privatizações e tem se dedicado a reduzir a onerosa máquina pública. Na sexta-feira passada, um decreto do governo eliminou 27.500 cargos efetivos do seu quadro de pessoal para reorganizar a estrutura de carreiras. É mais um passo para aliviar a máquina pública e confirmar a vocação liberal da atual gestão.


rAPIDINHAS

» O Brasil vai encerrar 2019 como o maior exportador de carne bovina do mundo. No ano, o país enviou para o exterior 2,2 milhões de toneladas, à frente da Índia (1,6 milhão), Estados Unidos (1,5 milhão) e Austrália (1,5 milhão). A Argentina (600 mil toneladas) também teve bom desempenho, ocupando o sexto lugar no ranking.

» A B2W Digital e as Lojas Americanas ganharam uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) que tratava da inconstitucionalidade da inclusão do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na base do PIS e da Cofins. Com isso, as duas empresas calculam que podem reaver R$ 1,349 bilhão em impostos recolhidos de forma indevida.

» É cada vez maior o desejo da sueca Ikea, conhecida por seus móveis no estilo “faça você mesmo”, de desembarcar no Brasil. Emissários da empresa passaram os últimos dias conversando com uma grande consultoria brasileira da área de varejo para entender os meandros do mercado nacional. A Ikea não bateu o martelo, mas há forte interesse pelo Brasil. 

» Um estudo realizado pelas consultorias PageGroup e Robert Half selecionou as carreiras mais promissoras no Brasil em 2020. Entre os profissionais mais requisitados estarão engenheiros industriais, especialistas em automação robótica, engenheiros de software e líderes em planejamento financeiro. 




(foto: Reprodução internet )
(foto: Reprodução internet )

Na década, valor do
bitcoin disparou 9.150%
Um estudo realizado pela rede americana CNN mostra por que as moedas virtuais foram o grande investimento da década. Segundo o levantamento, US$ 1 aplicado em bitcoin há 10 anos equivaleria atualmente a US$ 90 mil. Nenhum outro ativo financeiro chega perto desse desempenho. No mesmo período, US$ 1 investido em ações americanas seria agora US$ 3,46. Desde 2010, o bitcoin deu retorno de 9.150%. Empresa de melhor resultado na bolsa americana, a Amazon viu suas ações avançarem 3.156% na década.






Bolsa 1: 
Caminho aberto para a concorrência

Em todas as áreas, a concorrência é sempre positiva. Graças a ela, empresas são obrigadas a desenvolver produtos e serviços melhores a preços competitivos – e isso, no fim das contas, beneficia os consumidores. No Brasil, o mercado de capitais é controlado por uma única empresa, a B3, mas o monopólio pode estar com os dias contados. Ontem, a B3 anunciou um acordo para processar operações da ATS Brasil. Na prática, significa que a ATS pode atuar no mercado acionário brasileiro.


Bolsa 2: 
Potencial do mercado brasileiro é imenso

A taxa Selic no patamar mais baixo da história está levando a uma explosão do mercado brasileiro de capitais. Há um ano, havia pouco mais de 500 mil CPFs cadastrados na bolsa do país. Agora são 1,6 milhão. A ATS está de olho nesse público. Segundo fontes do setor financeiro, o plano da empresa é começar a operar dentro de 2 anos em uma plataforma dedicada à negociação de ações de maior volume. O potencial é enorme. No Brasil, há 400 empresas listadas em bolsa. Nos Estados Unidos, 5.400.



5%
é quanto vai crescer em 2019 a venda de espumantes na comparação com o ano anterior, segundo dados da União Brasileira de Vitivinicultura




(foto: Instagram/Reprodução)
(foto: Instagram/Reprodução)

"Investir não é salto ornamental em que você ganha ponto pelo grau de dificuldade. Você é pago da mesma forma se saltar da beira da piscina”
Warren Buffett, lendário investidor americano


Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade