Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas MERCADO S/A

Mercado especula sobre quem ficará com os ativos da Oi

Especialista na área de telecomunicações comenta sobre as especulações em torno de quem vai ficar com a Oi, e enquanto isso as ações da empresa sobem e descem


postado em 23/09/2019 06:00 / atualizado em 23/09/2019 07:54

(foto: Marcos Michelin/EM/D.A Press 25/10/11)
(foto: Marcos Michelin/EM/D.A Press 25/10/11)

Um dos grandes especialistas do país na área de telecomunicações diz que tem se divertido muito com o noticiário sobre a venda dos ativos da Oi. “Toda semana aparece um interessado diferente”, diz o profissional. “Já cravaram que a espanhola Telefónica fecharia o negócio, depois surgiu a história da americana AT&T e agora é a vez da Telecom Itália. Enquanto isso, as ações da Oi sobem e descem que é uma beleza”. Segundo o executivo, é óbvio que a transação vai sair, mas “disseminar informações imprecisas só ajuda quem especula na bolsa”. Entre 26 de agosto, quando começaram as especulações sobre os compradores, e 10 de setembro, os papéis ordinários da empresa subiram de R$ 0,74 para R$ 1,24. No dia 20, fecharam cotados a R$ 1,04. Em recuperação judicial desde 2016, a Oi tem ativos valiosos, embora seja conhecida como uma máquina de perder dinheiro. A empresa tem 360 mil quilômetros de fibra ótica, o dobro de qualquer outra operadora nacional de telefonia.

A meta olímpica da Track&Field

A Track&Field, marca de roupas e acessórios para atividades esportivas, vai inaugurar nesta semana sua primeira operação em Americana, no interior de São Paulo, como parte de uma grande ofensiva de ampliação dos negócios. A grife tem 220 unidades, entre franquias e lojas próprias em quase todos os estados brasileiros, além do e-commerce. Nos próximos quatro anos, a expectativa é crescer 56% em número de estabelecimentos, inaugurando 123 lojas no país.


(foto: Alberto Pizzoli/AFP)
(foto: Alberto Pizzoli/AFP)

Alitalia mira nas pequenas e médias empresas brasileiras
Mais uma companhia aérea europeia tentará aproveitar as oportunidades do mercado brasileiro. A partir de amanhã, a Alitalia aumentará o número de voos que ligam o Brasil à Itália, com um total de 21 frequências semanais saindo de São Paulo e Rio de Janeiro. Segundo Nelson de Oliveira, novo diretor da operação brasileira, a companhia tentará fortalecer sua operação com parcerias corporativas. A ideia é oferecer preços promocionais a pequenas e médias empresas que têm negócios na Europa.

Smart TVs compartilham dados de usuários com empresas de tecnologia

Pesquisadores da Northeastern University (Estados Unidos) e do Imperial College de Londres (Inglaterra) fizeram uma descoberta preocupante: Smart TVs de fabricantes como Samsung e LG estão enviando dados de localização e IP dos usuários para empresas como Google, Facebook e Netflix. Além disso, dispositivos de streaming da Roku e do Fire TV, da Amazon, também mandam informações sem autorização dos usuários. O respeito à privacidade é algo cada vez mais raro no mundo da tecnologia.

(foto: Léo Drumond/Nitro)
(foto: Léo Drumond/Nitro)



"Reforma tributária não significa redução de carga tributária'

Rubens Menin, fundador da construtora MRV e presidente do Conselho de Administração da empresa



R$ 44 milhões é o valor que a Livraria Cultura, em recuperação judicial desde outubro de 2018, quer para vender o sebo on-line Estante Virtual. As dívidas totais da Cultura somam R$ 285 milhões


RAPIDINHAS

» A Tree Part, gestora de tecnologia e serviços digitais, lançou a GenSaúde, primeira prestadora de serviços médicos e laboratoriais que pode ser paga em bitcoins. Segundo a empresa, o sistema de atendimento médico e odontológico tem preços até 70% menores que os praticados no mercado. Com taxa mensal a partir de R$ 77, a empresa conta com 10 mil profissionais de saúde credenciados no país.

» A alemã Mercedes-Benz lançará patinetes elétricos no começo do ano que vem. A empresa não revela detalhes sobre valores, autonomia, velocidade máxima e outras especificações, mas garante que entrará com força no segmento. Para desenvolver os modelos, a Mercedes assinou parceria com a empresa suíça Micro.

» Em relação à nota “Carros elétricos da JAC não vêm com carregadores”, publicada nesta coluna, a empresa informa o seguinte: “A JAC Motors vende o carregador portátil à parte (R$ 3.990), bem como recomenda a instalação do Wall Box com a EDP (R$ 8.500), fornecedor homologado pela marca. Ao comprar um carro elétrico que já vem com o carregador “embutido” no preço da NF de venda, o cliente vai pagar IPVA e seguro sobre o custo do equipamento. E nós entendemos que o imposto só deve incidir sobre o veículo, e não nos seus acessórios”.


Publicidade