SIGA O EM

Pedido de urgência de pacote anticorrupção foi rejeitado por 44 a 14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 30/11/2016 20:25

Agência Estado

Brasília, 30 - Por um placar de 44 votos contra e 14 a favor, a maioria dos senadores rejeitaram, o requerimento de urgência apresentado pelo PMDB, PSD e PTC que na prática puxaria a votação em plenário o pacote anticorrupção aprovado pela Câmara na madruga desta quarta-feira, 30.

Durante as discussões, se colocaram contra a votação as bancadas do PSDB, DEM, PDT e PPS. Os demais partidos não se posicionaram publicamente. A tentativa de manobra foi conduzida pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que chegou a colocar o requerimento em discussão antes mesmo de ele ser inserido no sistema da Casa.

Em meio às reações acaloradas, Renan orientou para que dois senadores fossem à tribuna para falar contra o requerimento e dois para falar a favor. Apenas aqueles que foram contra se pronunciaram. Nenhum senador a favor subiu à tribuna. Com a palavra, o líder do governo, Aloysio Nunes (PSDB-SP) ressaltou a necessidade de se ter mais tempo para discutir a polêmica proposta aprovada horas antes pelos deputados. "Sou contra essa matéria. "Ela foi aprovada na madrugada de ontem e a maioria dos senadores não a conhecem. Não nos coloquem na contra mão da opinião pública. Não quero que essa matéria chegue na mesa do presidente Temer para vetar ou apoiar", afirmou.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600